14
jun
10

Viagem pela Europa – compartilhando os detalhes…

ESTE BLOG MUDOU DE ENDEREÇO:

http://www.maladerodinhaenecessaire.com

Aeroporto Tom Jobim – Rio de Janeiro

A intenção desse blog no início, era tão somente compartilhar com os amigos a emoção de cada viagem, postar algumas fotos (muitas aliás), e dar notícias e depois falar o que eu tivesse vontade no dia a dia. Com o tempo e depois de muitas horas na internet, fui mesmo querendo registrar e compartilhar o que deu certo, as roubadas (Merci Dieu, muito poucas), e se puder ajudar alguém, que como eu, já ficou muito perdida e ansiosa, a chegar mais rápido às respostas que a gente sempre procura na hora de viajar, eu já fico feliz!! Sei que ninguém encontra euros,  libras ou dólares dando sopa, e que  em uma viagem desse porte, quanto mais  informação melhor, e  menos tempo e dinheiro a gente vai desperdiçar. A maioria dos termos de busca aqui no blog, são exatamente sobre os detalhes.

Começando do começo, preciso falar sobre a Air France. Eu, particularmente nunca tive problemas.  A passagem do vôo cancelado por causa das cinzas do vulcão, já me foi reembolsada, sem nenhum stress. Mas meus amigos, passaram  um domingo inteiro (dia do embarque) de stress e  expectativa de perder o vôo para Barcelona, pois a AF simplesmente mudou o horário do vôo, que saiu 3 horas depois. Tempo suficiente para perder a conexão da Vueling que os levaria a Barcelona. Não conseguiam falar com o atentimento ao cliente( imagine! domingo não funciona!),  e quando conseguiram algum contato,  a companhia simplesmente não se responsabilizou por nada. Eles acabaram comprando novas passagens para Barcelona. Nisso, foram muitos telefonemas internacionais, prejuízo em dinheiro e tempo! Coisa importantíssima, quando se tem três dias numa cidade.  Outro detalhe: não sei se por causa dos prejuízos incalculáveis que todas as cias aéreas tiveram por causa das cinzas, o menu a bordo (ponto alto da Air France, falei sobre isso aqui), não foi aquela fartura… Nada de vinho à vontade, Hagen Dazz, sanduíches, Heinekens etc. Isso tudo sempre foi oferecido no meio do avião, no meio do vôo. Não que eu seja uma comilona contumaz, mas um vinhozinho, sempre ajuda na hora da insônia… Foram 6 vôos assim. Os meus,  os da minha filha e os dos meus amigos. Apesar de ter a tarifa mais barata, já estou pensando duas vezes .  Como vou sempre para Londres, desta vez o mais barato, não sai tão mais barato assim, já que cheguei no Charles de Gaulle,  e a conexão para Londres (minha e da minha filha), partia de Orly, no extremo oposto de Paris. Tivemos que pagar o ônibus da própria AF, 19 euros cada uma, para o translado. Ou seja, foram mais quase 80 euros, fora todo o tempo gasto, ter que tirar as malas da esteira, embarcá-las no ônibus, e fazer tudo ao contrário. Enfim… fica aqui o depoimento. A outra opção, seria a British Airways. Mas desde o fim do ano passado, tem havido várias greves do pessoal de bordo. Então, da próxima vez, vou ter que pesquisar bastante, para me decidir.

Imigração:  Pois é. Não sou a pessoa mais indicada para contar sobre esse momento que tira o sono. Nunca tive problema nenhum, talvez pela faixa etária.  Em Paris, nunca perguntam nada. Já para entrar no Reino Unido, a coisa muda de figura. Para começar os não europeus (the rest of the world  ou all passports), tem que preencher o Landing Card, com seu nome e sobrenome, sexo, número do passaporte, tempo de duração de sua estadia no Reino Unido, endereço de contato, de onde você está chegando, núnero do vôo, trem, ou navio, e sua assinatura. (Só falta pedirem fotos da família!). E sempre perguntam qual o motivo da viagem, quanto tempo pretende ficar. Dependendo da idade, vão te pedir a passagem de volta, perguntar quanto dinheiro você tem, se conhece alguém em UK, e daí tudo pode acontecer… Os brasileiros não precisam de visto prévio para entrar em UK, mas o  Immigration Officer é que vai definir se você entra ou não.  Então é bom que esteja com tudo à mão e saiba responder essas perguntas, porque mesmo com o passaporte todo carimbado, eles perguntam mesmo. Na primeira vez que imigrei, eu não tinha a menor noção de onde estava e o que era aquilo. Estávamos vindo de Amsterdam, de ônibus, paramos em Calais, antes do ferryboat, fazia um frio louco às onze da noite, e euzinha estava com uma febre de 40!!! A oficial me perguntou um monte de coisas e eu fui respondendo, assim super a vontade, como se ela fosse só alguém muito curiosa!!!! Só depois caiu a ficha!

Nos outros países, é quase a mesma coisa com exceção do Landing Card. Sapecam o carimbo e pronto!

A malinha (de cabine). Item indispensável e de suma importância, se quiser viajar low cost mesmo. Vi de tudo nos aeroportos, inclusive dentro dos aviões, mas nunca se sabe como vai estar o humor do funcionário. Se ele te mandar pesar, ou pior, testar a mala no tal engradado, e ela fracassar no teste… 35 dinheiros (digo dinheiros, pois podem ser libras, euros, coroas checas ou suecas…depende do país que você estiver embarcando). E acredite! Dói mesmo se você pagou míseros 8 dinheiros, pela passagem! E aí tem mais um pegadinha. O engradado da Easyjet é na horizontal, ou seja, as rodinhas podem atrapalhar. Já na Ryanair, é na vertical, e a largura é o problema. São 20 cms. A textura da mala, também pode danar tudo.   A minha (da marca Tonin) é rígida, não tem expansor, não tem bolso (não dá para cair em tentação), e a alça é embutida. Entra linda nos engradados, que nem uma modelo em roupa de desfile de griffe. Um porta-passaporte ou uma minibolsinha, que a gente possa disfarçar na hora do embarque, também ajudam.

Outro detalhe que pode parecer de menor importância, (mas na hora do entucha tudo na malinha, é muito importante), foram os tais saquinhos que falei aqui. Chamo-os de saquinhos mexups. O Espacebag, não cumpriu sua tarefa. Já em Dublin, (segunda parada), ele até “chupava”, mas em algum lugar, devia estar danificado, e voltava a encher (já dentro da malinha). Resultado: se a gente está contando com aquele super, mega,  ultra, importante espaço extra na malinha, na hora de recolocar o que foi mostrado fora da mala no security, tipo, notebook, líquidos etc (lembrando que nas cias lowcost, a gente só pode embarcar com 1 (UM) único volume!), pode dar problema.  Porém, meu amigo Rafael descolou um outro, que se chama Vacuumbag, mais barato (11,40)  e que se comportou melhor. Foi aberto e fechado váaaaaarias vezes, e continuou cumprindo a sua missão. Há que se ter um certo cuidado. E cá entre nós, esse negócio de enrolar é muito chic. O que faz vácuo mesmo é uma boa sentada com o busanfam (com calma, para não estourar!). Primeiro lacra, abre um pouquinho o zíper de silicone, busanfa em cima, e passa o lacre de novo! Aí sim, fica totalmente me xups! Para mim, é a alma da malinha para as cias lowcost. Fica tudo preso dentro do saquinho e não desmonta na hora de abrir a malinha, se algum pentelho no security quiser examinar o que tem dentro. Como só encontrei com eles (meus amigos) em Barcelona, me virei com o grande mesmo, vindo de Londres, que faz o mesmo trabalho, só que tem um enorme bocal para ser chupado com o aspirador (ou fazer o ar ser expulso na base da busanfa mesmo).

Companhias aéras low cost e aeroportos (também low cost).

Vale muito à pena!!! Para nós, acostumados a passagens caríssimas, pode até parecer roubada. Mas não é. São simplesmente companhias aéreas que cortam tudo o que não é o vôo em si. E cobram por tudo que não é o seu assento e um único volume a que o passageiro tem direito.  As regras são claras e você tem, obrigatoriamente que concordar com elas antes mesmo de reservar seu vôo. Tudo o mais, além  do seu corpicho e dessa única bagagem de mão é  cobrado. É tudo feito pela internet, pelo passageiro, inclusive o check in. Todo o resto é pago.  Embarque prioritário (fila especial para quem pagou para embarcar na frente dos outros), mala de porão, água, café, sanduíche, batata frita…tudo! O avião mais parece uma loja de conveniência que voa. Os comissários ficam anunciando o próximo item a venda, com alegria e emoção. Começa com o lanchinho, depois cartões com prêmios (raspadinha, pode?), perfumes, maquiagem, cigarros que não acendem, relógios, bijuterias, mascote da empresa, uma feira! Ah! ainda tem o fato de que qualquer mudança, hora ou dia do  vôo, alteração de nome, etc, são taxadas em 100 dinheiros. Mas tive uma experiência positiva. Na hora de reservar dois vôos, digitei o sobrenome do Rafael errado. Quase infartei quando vi, que para alterar uma letra, on line, teria que pagar quase o custo de toda a viagem 2 vezes! Dei uma pesquisada e vi que existem até fóruns de discussão sobre a companhia. Num deles achei a solução: ligar para o atendimento. Como não era alteração de passageiro, e sim correção do nome, foi simples, rápido e o melhor! Grátis, hehehe!

E todas tem o tal engradado na frente do portão de embarque, no qual, teoricamente, sua bagagem de tem que entrar facilmente, quase escorregando. Falei sobre isso aqui.

Easyjet:  quanto maior a antecedência, mais barata fica a passagem;  na hora de reservar, o próprio site mostra as opcões mais baratas, em torno da data escolhida; se achar que sua bagagem excede o permitido, é melhor pagar pela internet, uma mala de porão, pois é muito mais barato que no aeroporto (pode-se fazer isso na hora da compra da passagem ou um tempo antes do vôo); para chegar a aeronave, anda-se a céu aberto, chova, neve ou faça sol; a bagagem de mão a que se tem direito, dizem eles, não tem limite de peso, mas você mesmo tem que colocar no compartimento sem ajuda e não pode ultrapassar 55X20X40; pelo menos nos vários vôos que fiz, os aeroportos eram os centrais mesmo (CDG em Paris, Barcelona, Innsbruck, etc) mas o portão é sempre longe à beça.

Obs: na easyJet, você chega no aeroporto e vai direto para o security. Não precisa passar no balcão da empresa.

Ryanair: a companhia está sempre fazendo promoções; passagens a 3, 5, 8 e 10 libras ou euros, estão sempre em destaque no site; algumas não tem mais nenhuma tarifa, ou seja, é só isso mesmo; outras passagens são acrescidas de taxa de administração, web check in, pagamento via cartão, etc; essas promoções tem um período determinado para serem reservadas, e outro período determinado para o vôo em si;  a bagagem de mão só pode ter 10 quilos e 50X20X40; e se tiver dúvida se sua bagagem cumpre as regras, também é melhor pagar pela internet, uma mala de porão; a companhia se orgulha tanto de sua pontualidade, que toca uma corneta em alto e bom som quando aterrissa na hora certa (uma comédia!)

Obs: nessa companhia, os não europeus, precisam passar no balcão da companhia, para checar a passagem e seu passaporte antes de seguir para o security.

Existem outras low cost, como a Vueling, Airberlin, Germanwings etc. Mas como minha base é Londres, acabo sempre nessas duas das quais falei.

Um outro detalhe que pode interessar ou mesmo desesperar a gente  é errar o grafia do nome na hora de digitar o passageiro para fazer a reserva. Isso aconteceu comigo e é quase um terror quando a gente tenta consertar on line. Na página da Ryanair (manage your trip), você pode fazer de tudo. Acionar malas, comprar o direito de embarcar primeiro (priority ), etc. Mas mudar o horário do vôo ou o nome do passageiro, custa a bagatela de 100 dinheiros!  Mas se o problema for uma única letra ou uma sílaba errada, calma! Vá para a página de tefefones de contato, anote o número e no primeiro país europeu que você estiver, ligue e peça para fazerem a correção. A mocinha é atenciosa e conserta o nome. Rápido e de graça. Acredite!

Embarque: é bom passar pelo security, com alguma antecedência. os portões de embarque, pelo menos nos aeroportos de maior porte, são sempre muito, muito longe! Outra dica, é ter sempre a passagem de saída do país para onde você está indo. Se você está indo para Barcelona e de lá para Madrid, tenha a passagem para Madrid à mão. Quase sempre pedem.

Aeroportos:

Os aeroportos utilizados pelas cias low cost, em algumas cidades, são na realidade, fora da cidade. Então criou-se um exelente negócio, que são os ônibus, que ligam esses aeroportos ao centro da cidade. E na maioria das vezes, estão sempre a disposição da chegada dos vôos low cost.  As passagens variam de cidade para cidade. O mais caro que eu paguei foi em Estocolmo, talvez devido à distância, pois o avião pousa em Skavsta, que fica mais ou menos a 100 kms de Estocolmo. Em Paris, aterrissamos em Paris-Beauvais (eu juro que nunca tinha ouvido falar desse aeroporto), também longinho, e também servido por um ônibus que deixa os passageiros em Porte de Maillot  em Paris.

Então, mesmo que se perca uma hora ou mais, ainda vale a pena, pois os ônibus são confortáveis e confiáveis. E…. Estarão lá quando você chegar.

O que mais importa nos aeroportos não é o tamanho (normalmente menores que os centrais), pois todos tem tudo que um aeroporto precisa ter. E sim, como a companhia vai avaliar sua bagagem. E como regra geral, o mais incrível é que não há regra que valha para todos eles. A imigração, na chegada, e na hora de embarcar, o security, também  é diferente em cada um deles e em Londres e Paris, nem imigração teve.  Assim como é diferente, na hora de encontrar seu portão de embarque, e principalmente, os critérios para avaliar sua malinha. Depois da experiência de Carol no aeroporto de Dublin, Rafael e Juliana, que apesar de serem leitores assíduos do blog, derraparam na escolha da mala, resolveram não arriscar, e pagaram bagagem de porão. Mas vimos muitas, várias malas bem mais gordas, altas, ou mesmo mochilas, dessas que tem vários compartimentos , passarem tranquilamente, no portão de embarque. Mas em Estocolmo por exemplo, ninguém estava preocupado com o formato. Porém, estavam pesando as malas!!! Ou seja, se eles não estivessem comigo, eu talvez tivesse que pagar excesso ou despachar, pagando a tarifa mais alta, pois minha malinha, já no fim da viagem, estava com 12 quilos! (Cometi alguns pecados mortais, comprando algumas lembranças, e cada grama pode fazer a diferença). O que eu posso dizer e aconselhar é: siga à risca o que está escrito no seu bilhete. Assim não tem tensão, o que estraga o prazer de estar indo embarcar para uma nova experiência. Ou então, relaxe, compre a bagagem de porão por 15 dinheiros, e se permita alguns pequenos excessos.

Próximos posts… mais detalhes.

Até!


31 Responses to “Viagem pela Europa – compartilhando os detalhes…”


  1. 1 Luiza
    14/06/2010 às 5:55 PM

    Você é uma anja!!!!!!! Que post maravilhoso! Mil vezes obrigada! Praticamente um manual, e era isso mesmo que eu estava desesperadamente procurando. Isso é coisa de mãe! Acho que mudei totalmente de idéia e vou tentar mudar a idéia dos amigos que querem ir comigo, quanto a viajar de avião. Estou acompanhando tudo!

  2. 2 Lia
    14/06/2010 às 5:56 PM

    Cel, esse post realmente é esclarecedor e tira muitas dúvidas. Já fui a Europa e fiquei com medo de fazer mais coisas por pura falta de informação (e de planejamento, mesmo). Obrigada por compartilhar.

  3. 3 Vivi
    14/06/2010 às 6:27 PM

    Muito bom! Nossa parece que a gente está viajando com você. Obrigada palas explicações.

  4. 4 celmartin
    15/06/2010 às 9:59 AM

    Obrigada pelas visitas. Podendo ajudar, está ótimo!

  5. 16/06/2010 às 11:53 AM

    Nossa!
    Já pensou em criar uma empresa turística?
    Você não só tem o dom, como se transformou numa expert!

  6. 6 celmartin
    16/06/2010 às 1:37 PM

    empresa eu não sei, querida, mas adoraria poder facilitar a vida de quem quer viajar…para expert, ainda falta muuuuuto! mas se puder dar um help…

  7. 7 celmartin
    16/06/2010 às 4:37 PM

    Oi Luiza! Se eu fosse anja teria asas e nem precisaria de companhias aéreas. Que bom que te ajudou. Qeur dúvida, estou por aqui.

  8. 8 Neyde
    07/08/2010 às 3:40 PM

    Estou viajnado de londres para amsterdam mas a minha dúvida é a seguinte: estou indo com uma mala média pois tenho algumas compras a fazer e depois vou a outros países. Quando entro no site da easyjet dá a entender que so pode uma mala de 20 kg. vc sabe se dá para contratar mais peso por mala? Não achei na hora da compra.

    Se puder me responder agradeço

    Neyde

    OBS: muito bom seu site..

    • 9 celmartin
      08/08/2010 às 4:06 AM

      Oi Neyde! Seja bem vinda! Na Easyjet se você comprar a mala de porão, tem direito a uma mala de vinte 20 k . O que exceder é taxado em 12 euros ou 10 libras por kilo. Então, além do preço da mala, cada quilo a mais vai aumentando de 10 em 10 (libras) ou 12 2m 12. É caro a beça!

  9. 10 victor
    15/08/2010 às 8:37 PM

    ola, muito feliz por ter encontrado este post 🙂
    eu moro em portugal e comprei uma passagem da ryanair, meu nome é Victor Douglas Rumanski no passaporte, porém eu escrevi Victor Rumanski como passageiro na hora da compra… cabeção 😦
    eu li que vc conseguiu alterar o nome, grátis!, ligando pro atendimento.
    Acontece que aqui em portugal eu terei que ligar para a ryanair international, e nao tenho certeza se eles vao me tratar tao bem como te trataram, talvez por vc ser de londres e talz entende?
    podes me dar uma dica de como foi que vc conversou com a atendente ou se é mesmo simples de resolver? ou se nao tem problema eu esquecer o nome do meio eheheh

    muito obrigado mesmo

    Victor

    • 11 celmartin
      17/08/2010 às 6:57 PM

      Oi Vitor, seja bem vindo! Pelo que eu entendi, você não deve ter problemas pois o mais importante é o sobrenome. Em todo caso, tente o atendimento. Eu simplesmente disse que precisava corrigir o nome de um passageiro que tinha sido escrito errado. Ela pediu o código da reserva, e consertou .Em minutos, já estava no site, com a grafia correta. Mas se a grafia do Rumanski está certa, acho que não tem problema. Para consertar o nome do mesmo passageiro, foi fácil e rápido. As vezes a gente preocupa antes de tentar. Boa sorte.

  10. 19/01/2011 às 11:25 AM

    Bom dia, muito obrigado pelas informações. Eu estava preocupado pois marquei passagens pela Ryanair de Dublin a Londres e por equívoco errei o sobrenome do meu pai, e quando fui tentar arrumar pelo próprio site, ele me informa que devo pagar 100 euros. Mas quando vi aqui que poderia ligar e pedir para a atendente alterar fiquei mais tranquilo. Vou ligar mais tarde para tentar a alteração.
    Agradeço pela informação e seu post é muito bom. 🙂

  11. 19/01/2011 às 5:32 PM

    Tentei alterar o sobrenome do meio e infelizmente não foi possível. Eu coloquei o sobrenome do meio completamente errado e eles não alteram, somente se for uma letra ou sílaba.
    Agora minha pergunta na hora do check in online pela ryanair, eles cadastram o último sobrenome e o primeiro nome? eles usam o sobrenome do meio?
    Pois caso não usem o sobrenome do meio, e ficar no check in e na passagem somente o último nome e o primeiro, creio que não haverá problema, não é isso?

    • 14 celmartin
      19/01/2011 às 8:52 PM

      Felipe,
      Minha experiência foi somente com uma letra no lugar errado do nome do meio. Mas acho que se no check in online você só colocar o primeiro e último nome, pode ser que dê certo. Sinceramente não me lembro se eles pedem o mesmo nome da reserva. boa sorte!

  12. 15 Ana
    12/03/2011 às 1:01 AM

    boa noite, efectuei uma reserva na ryanair e verifiquei agora que cometi um erro com o nome! meu nome e ana ferreira sousa. coloquei ana ferreira (nao coloquei sousa como ultimo nome)
    sera que terei problemas quanto a este assunto e vale a pena pagar para mudar online?
    aguardo resposta,
    cumprimentos!

    • 16 celmartin
      12/03/2011 às 8:36 PM

      Oi Ana, minha experiência foi apenas uma troca de letras, e quanto a isso, foi só telefonar e pronto. Mas quanto ao último nome, ou seja o last name é o mais importante. Eu ligaria para o número de atendimento ao cliente. Para mudar o nome online, são 100 euros ou libras, mais vale comprar outra passagem. Tente primeiro o atendimento, se você naç fala bem a lingua, peça a alguém e tenha em mãos o numero da reserva. Boa sorte.

  13. 17 ana
    13/03/2011 às 3:33 AM

    Muito obrigada pela resposta! O numero encontra se na pagina da ryanair,certo? Eu ja tentei ligar algumas vezes,mas nao me atendem (penso que nao por diferenca de horarios muito elevada,pois sou de Portugal… ) Espero que mudem! meus melhores cumprimentos

  14. 18 Ana Paula
    16/03/2011 às 2:36 PM

    Olá! 🙂

    Primeiro, preciso parabeniza-lo pelo post, q está realmente muiiito instrutivo! 🙂
    Estou planejando uma viagem a minha primeira viagem pela Europa (Uhúúúú…rs) e gostaria da ajuda, se possivel, para algumas perguntas bem de marinheira de primeira viagem…rs.

    Pretendo ir em junho (15 dias), e vou fazer: SP x Portugal – Paris x SP (provavelmente pela Ibéria)
    Porém os voos internos (Lisboa x Barcelona x Paris) pretendo fazer low cost, q msm pagando uma mala porão (20 kg) ainda compensa. O q gostaria de pergunta, e se vc acha q compensa, já q vou pagar 1 mala, levar em vez da mala pequena (com todas essas especificação exigidas), uma mochila apenas com os principais pertence… afinal, 20 kg para 15 dias é mais q suficiente né? rsrsrs

    Com a sua excelente experiência o q vc acha?

    Muito Obrigada,
    Ana Paula

    • 19 celmartin
      16/03/2011 às 11:08 PM

      Seja bem vinda, Ana Paula! Nossa, 20 kilos dá para passar um ano! Já que você vai abusar na malona, é bem melhor levar uma mochila,vai ficar mais fácil se locomover, mas não exagere no tamanho, pois pela Ryanair tudo pode acontecer. E com minha excelente experiência, traga o mínimo possível pois roupa aqui é muito barata e você vai acabar comparando alguma coisa. È melhor a mala vazia voltar cheia! Depois me conta se 20 kilos não foi demais, hehehe! Mas mala de porão não tem expecificação de tamanho ou medida (dentro do razoável). Qquer dúvida estou por aqui!

  15. 20 Ana Paula
    16/03/2011 às 2:40 PM

    Desculpa, esqueci de pergunta, se tem alguma espeficicação pra mala porão, no caso, das companhias q opera low cost, ou pode ser qq tamanho, desde q não ultrapasse os 20 kg.

  16. 21 Osvaldino Ferreira da Silva Junior
    02/04/2011 às 4:27 PM

    Efetuei uma compra de passagem da Ryanair, coloquei o nome do meu irmão errado, era pra ser MARCUS VINICIUS G FERREIRA e coloquei MARCUS VINICUS G FERREIRA, ESQUECI DO ”I”. Tem algum problema? será que posso mudar apenas esta letra sem pagar taxa?

    Obrigado

    Junior

    • 22 celmartin
      03/04/2011 às 10:53 AM

      Olá Oswaldino, seja bem vindo! Pela minha experiência acho que não vai ter problema não, mas não custa você tentar falar com o atendimento pelo telefone. Só a correção de uma letra é fácil e grátis!

  17. 24 Margarete
    15/04/2011 às 2:24 PM

    Olá,

    Preciso de uma informação, fiz a compra de passagem pela Easyjet,de Paris a Veneza, pela internet e na hora de colocar os nomes me atrapalhei e coloquei no local do nome: o nome completo com sobrenome e no apelido apenas o nome, quando confirmou a reserva ficou assim MARGARETE MOURA DE SANTOS MARGARETE, será que passa ou terei que pagar para fazer a alteração?

    Obrigada,

  18. 25 Joana
    08/06/2011 às 3:32 PM

    Tive o mesmo problema da Margareth… O quê devo fazer?

    • 26 celmartin
      08/06/2011 às 5:02 PM

      Joana, realmente neste caso eu não sei, pois quando aconteceu comigo, era apenas uma sílaba trocada. e foi na Ryanair. Na Easyjet, sei que é possível mudar o nome até duas horas antes do vôo, mas há uma taxa de 42 euros, se fizer pelo site e 48 euros se fizer por telefone. Se você tiver como, tente telefonar e explicar o seu caso, talvez, como na Ryanair, eles consertem sem cobrar.

  19. 27 Cyntia
    11/12/2011 às 1:03 PM

    Nossa, eu quase comprei outra passagem ontem, quando vi que meu nome saiu errado! Meu nome é Cyntia Monteiro e acabei escrevendo Cyntia Moneiro, esquecendo do T. Resolvi pesquisar se outras pessoas passaram por isso e acabei vindo parar aqui. Li em algum outro lugar que se você efetua o check-in, não é mais possível mudar o nome. Eu percebi o erro quando estava preenchendo o número do passaporte, data de nascimento, etc. cheguei a dar um passo adiante e os dados já ficaram registrados, sem poder ser alterados, mas não finalizei o check-in, não foi efetuado porque ainda tinha mais uma confirmação. Daí quando li os relatos, procurei o número do reino unido e liguei hoje. Comecei a passar meus dados todos certinhos (reserva, nome e e-mail), até que o atendendo me pediu algo que eu não faço ideia do que era, expliquei pra ele que não sabia do que se tratava e ele simplesmente desligou na minha cara. rs. Tudo o que eu entendia era “full number” e depois fiquei pensando que poderia ser aquele número maior que aparece no check-in. Enfim, escrevi tudo isso pra perguntar: você efetuou o check-in antes de ligar? eu estou começando a ficar preocupada, porque a passagem que eu comprei foi para o reveillon e não foi tão barata. será que a falta de uma letra vai ser difícil resolver? eu sei que o post é antigo, mas não custa tentar uma resposta que me console. hehehehe. obrigada pelo relato!

    • 28 celmartin
      13/12/2011 às 4:56 PM

      Oi Cyntia, qual foi a cia aérea ? Ryanair ou Easyjet? A easy jet tem até um site para lugar com isso. Na Ryanair eu resolvi mesmo foi por telefone, e se nao me engano já tinha feito check in, sim. Acho que se for só a lwtra, nao deve dar problema. Eles têm que lidar com nomes bem complicados aqui na Europa…

  20. 29 Cyntia
    13/12/2011 às 5:37 PM

    Oi Cel! Foi na Ryanair, eu esqueci de mencionar. Então… hoje eu liguei novamente, mas tranquila, e fui atendida por uma pessoa muito mais simpática, mesmo a ligação estando pior que a primeira, foi bem mais fácil a comunicação. Eu não falo muito bem inglês sobre pressão, mas geralmente entendo muito bem, principalmente quando é britânico. O problema é que o primeiro atendente além de muito estressado, tinha um sotaque indiano difícil de entender. Dessa vez foi super rápido, informei minha reserva, meu nome, meu endereço e ele nem pediu meu telefone como o outro fez, e foi logo perguntando o que poderia fazer por mim. Quando disse que queria corrigir meu sobrenome, nem precisei detalhar qual era o erro. Como já tinha me apresentado com o sobrenome correto, ele logo identificou e corrigiu, questão de segundos e sem pagar nada! Estou começando a achar que o primeiro estava me zuando, perguntando alguma coisa que não existe e eu não saberia o que era. Mas uma vez, muito obrigada! Se não fosse o seu blog eu acabaria comprando outra passagem. Agora vou passar meu reveillon feliz em Paris! Valeu mesmo, e desculpa por escrever tanto… acho que sou meio detalhista. hahahaha

    • 30 celmartin
      13/12/2011 às 9:21 PM

      Querida, que bom!!!!! Que bom que deu tudo certo, que bom que seu Réveillon vai ser em Paris!!! Escreve o tanto sempre que quiser e precisar! sei bem como é essa tensão pré-viagem e tudo que pode dar certo e errado. E por fim, que bom que o blog ajudou, fico super fellz! É para isso mesmo que conto e ! compartilho os detalhes!. Boa viagem e Bonne Année!!!


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 9 outros seguidores

junho 2010
S T Q Q S S D
« maio   jul »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 9 outros seguidores

viagens
free counters

Atualizações Twitter


%d blogueiros gostam disto: