Arquivo para junho \13\UTC 2010



13
jun
10

fazendo as contas… europa, orçamento low cost mesmo!

ESTE BLOG MUDOU DE ENDEREÇO:

http://www.maladerodinhaenecessaire.com

Na sexta feira, tivemos nosso encontro no Cocoon. Fizemos de tudo, menos acertar as contas da viagem.  Então, ontem resolvi encarar a dura realidade. Que acabou, nem sendo tão dura assim!!! Eu sabia que não tinha dilapidado a fortuna da família, mas o total foi simplesmente ridículo.  Num post a parte, ou nos posts sobre cada cidade, vou  detalhar tudo. Mas dá para acreditar que para visitar 4 países da Europa, saindo de Londres e voltando, foi menos de 1.100 reais???? De passagens de avião (Easyjet e Ryanair) e os ônibus entre os aeroportos (na maioria, longe do centro) e as cidades que visitamos, foram exatos 510 reais.  Um pouco mais que uma passagem só de ida para São Paulo (aqui do lado).  E para 13 noites, 565 reais de hospedagem. Pode???

Ok. Para nós, que moramos no Brasil, tem a facada para cruzar o Atlântico. E antes, outra facada para chegar ao aeroporto, no caso do Rio de Janeiro, o Tom Jobim ( no site do aeroporto, é meio difícil encontrar a companhia de ônibus que faz a ligação com o centro da cidade, dão apenas o telefone. O que quer dizer que  a maioria usa mesmo o táxi, principalmente quem vem de fora). Enfim, não há termos de comparação.  Ao contrário, em todos os aeroportos que já pousei por lá, existe um transporte, seguro, econômico e confiável, entre o aeroporto (seja central ou afastado) e o centro da cidade, em questão, com lugar seguro para a bagagem, alguns com câmeras (para os mais desconfiados), tomarem conta de seus pertences.

Quanto às companhias low cost, pode parecer pegadinha, mas não é. Desde que se cumpra à risca o que está escrito no seu bilhete. No próximo post, falo mais sobre isso.

Até!

Anúncios
11
jun
10

readaptação (em clima ameno e em clima de copa)

O clima ajudou, sem dúvida. Só o fato de não estar suando em bicas, e poder até usar alguns cachecóis que comprei na viagem, dormir coberta por um edredom e não ter um ventilador dirigido diretamente ao meu ser, já facilitaram a reentrada. Lógico que já assisti aos indefectíveis comerciais de cerveja e drumete de frango  a ….,99 centáaavos!

A Copa do Mundo que foi detonada ontem, também dá um toque “internacional” ao momento. Vão me jogar “ovo podre” mas bem que eu gostaria de assistir a um jogo no pub em que almocei no último domingo com meu filho. Estava todo enfeitado, inclusive com um enorme bandeira do Brasil e em vez de Skol e  Brahma, cervejas (de verdade)  do mundo inteir0 (incluindo a minha querida Leffe, que apresentei à Rafael, que se tornou o mais novo addict), além de uma seleção de vinhos, especialmente escolhidos para a Copa.

Só para sentir o shape do torcedor inglês… E os sabores…

Mudando de assunto, hoje teremos nosso primeiro encontro pós viagem, lá no Cocoon. Troca de fotos, acerto das contas, e muitas gargalhadas, com certeza. Porém, antes, vou ter que passar no mercado.  Como eu sou fanática por supermercados mundo afora, ir ao mercado aqui, sempre é um ritual de passagem. Até os mercadinhos locais, por lá, são muito mais legais! O que mais me irrita, são os preços. Por mais incrível que pareça, eu gasto menos de supermercado quando estou em Londres, do que aqui. Sem falar na qualidade dos produtos. Principalmente os vegetais, frutas, verduras e legumes. Fico me perguntando, por que nosso ensolarado e enoooorme país, não temos os mesmos produtos vindos da terra. Os outros, industrializados, é melhor nem comentar.

Bom, no fim de semana… prometo! Começo a postar sobres as viagens, todos os detalhes, do que fiz, deveria ter feito e não tive tempo, e  tudo o mais. Até!

09
jun
10

brazil, I´m back

Ufa! Depois de uma longa jornada, eis-me aqui! Pela primeira vez não senti o choque térmico caracterísico.  Delirei quando o comandante anunciou que a temperatura que nos esperava era de 15 graus! Mais que os 19 que tinha deixado em Londres. Só o  choque cultural, foi logo anunciado pela recepção do meu querido amigo Rafael, que me esperava no saguão. Uma gargalhada logo de cara. Em vez do tradicional nome …

HAHAHA! eu simplesmente odeio comercial de TV aberta! Que delicia! Ter um amigo te esperando às 7 da manhã para te fazer rir na reentrada, é tudo de bom e já muda o humor. E o sol de inverno também deu suas boas vindas.

Chegando em casa…

O clima de Copa do Mundo (que também deixei em Londres, principalmente nos pubs!) Ah! e o fato de ser brasileiros, nos abriu vários sorrisos em todas as cidades…

E o clima gostoso de saudade da minha filhota!!! Muito bom!

Não sei se foi o clima ameno, as recepções, e o fato de ter dormido como um bebê até agora, mas o fato é que a DPV (depressão pós viagem) está, digamos, em 40% por cento.

Agora, é colocar o blog em dia, contar tudo timtim por timtim, e voltar mais ou menos ao normal. Mais ou menos… no meu relógio ainda estou 4, 5 horas à frente.  O chip do celular, ainda é da O2 e na minha carteira, tenho dinheiros … só não sei onde estão os reais. E depois de séculos só ouvindo a LBC ou ChérieFM, vai ser duro ver comercial do supermercado Guanabara ou do Presunic… anunciando em clima de Copa, chã  patinho e largarto ou pá, peito e acém. Ninguém merece!

07
jun
10

do início ao resumo

Para quem acompanha o blog, talvez seja mais fácil entender essa aventura.  Essa maravilhosa aventura em que eu e meus amigos queridos (dos quais falei aqui), embarcamos como se fosse um grande parque de diversão.  E foi mesmo!

Chegada de Rafael e Juliana a Barcelona

Desde de o dia 1 de abril, que eu estou em estado de viagem. Viagem adiada, primeiro por causa de um probleminha (dentista e todos os problemas que este ser descobre para depois resolver), depois por causa do vulcão e suas cinzas que paralizaram o espaço aéreo europeu. Benditos adiamentos, pois nesse meio tempo, Rafael e Juliana, cogitaram uma mochilada pela Europa, e euzinha, International Vagabond de carteirinha (organização fundada e presidida por minha prima querida), fui convocada para acompanhá-los ou melhor, para organizar o roteiro, fuçar passagens e hotéis, albergues  e etcras, que coubessem em nossos bolsos. Serviço que eu adoro executar. Clarrice (assim mesmo),  foi imediatamente chamada para a aventura, mas devido ao recém conseguido estágio, não pode nos acompanhar. Mas esteve conosco em cada Km percorrido. Então desde o dia 24 de abril, enquanto curava a ressaca adquirida em nosso encontro no Cocoon (casa do Casal Rafael e Juliana),  rodei a Europa inteira, chequei todas as promoções, e de tarde já tinha umas 4 possiblidades para ziguezaguear pela Europa.

Barcelona

Desde então, foram zilhões de emails, telefonemas, confirmação das férias de Juliana, contas, e principalamente a decisão do roteiro final, cuja a única exigência, era terminar em Paris. Daí, a loucura da compra de passagens, troca de cartões de crédito, documentos, e como embarquei uns vinte dias antes deles, os detalhes finais foram acertados enquanto eu já perambulava por aqui.

Dublin

Já sou ansiosa por natureza, e uma enredo desses, com tudo apertado no laço, datas e horários justos, do tipo atrasou perdeu, me fizeram entrar em estado de permanente agitação. Mas na mesma proporção da ansiedade, sou uma otimista quase profissional. Enquanto o vulcão ainda cuspia lavas e cinzas (que por um dia, não nos deixou, eu e Carol, entaladas em Dublin), eu mentalizava positivo. E nossa viagem fluiu como um filme! Deu tudo absolutamente certo, em meio a malinhas,  gargalhadas, guaraná em pó (que deixaram Rafael ligadíssimo), antiinflamatório e relaxante muscular (marquerite, minha artrite reumatóide, não poderia me acompanhar um só minuto!),  sangrias gigantes (o íntem mais caro de toda a trip), vinhos (um bom supermercado…), e capucinos (o mais fiel companheiro dos viajantes) e quase cinco mil fotos!

Sangria – Las Ramblas – Barcelona

Terraço Casa Batlló  Gaudí

Elevador The Ousbourne Hotel Edinburgh

Ice Bar Stockkholm

Jardin du Luxembourg Paris

Fizemos um trio perfeito, a coroa boladíssima e o casal. Rafael afinado nos mapas, eu me atrevendo a fazer perguntas complexas em qualquer idioma, e Juliana a mais centrada. Enquanto eu e Rafael nos enrolávamos, surtados em várias situações, dando voltas em torno dos próprios eixos, Juliana dizia por exemplo… eu acho que vi o tal ônibus passar nessa rua! Pimba! Estava certa!

Parece mesmo que foi para lá de um mês, tal a intensidade desse convivência, o sufoco para arrumar as malas (depois conto os detalhes), dos horários dos vôos, da urgência em respirar cada detalhe de todos os cantos que visitamos. Foi mesmo tuuuuuuuuuuuuuuudo de bom!

Até!

06
jun
10

Londres e seus cantinhos secretos…

St Katharine Dock

Confesso que esses dias aqui em Londres, antes da reentrada na  atmosfera tupiniquim, e depois da odisséia Barcelona – Edimburgo – Estocolmo – Paris – Londres, estão sendo um misto de emoçòes. Primeiro, descansei tudo que pude. Mas meu metabolismo meio que se acostumou a andar umas 11, 12 horas por dia. Posso ver minha malinha e meus sapatos andando sozinhos… Hoje, fez um dia mais fresquinho, e meu filhote, que já criou raiz na cadeira do computer, topou perambular comigo. Eu simplesmente adoro aquela região de Tower Bridge. Adoro a atmosfera do Thames. E mesmo morando aqui ha um bom tempo, o Dani não teve tanto tempo livre para fuçar a cidade.

É um cantinho que pode perfeitamente passar despercebido, pois está ao lado de  enormes cartões postais. Tower Bridge e Tower of London.

Saindo do mais caótico engarrafamento de carros e ônibus, muita gente fotografando a ponte e tal… a gente adentra um pequeno paraíso. Uma marina que mais parece de brinquedo.

Mas sua história remonta ao século X, quando o Rei Edgard deu a 13 cavaleiros, 13 acres de terra com o direito de usá-los para comércio. E até 1930, St Katharine Dock era um ponto importante de comércio de chá, açúcar, especiarias… Hoje, a chamam de paraiso de tranquilidade, e a gente custa a acreditar que está no meio de Central London!

Passamos uns momentos meio mágicos aí.

Taças de vinho, salmão… ventinho, e um papo delicioso com meu filhote.

05
jun
10

paris je t´aime!

Nossa última parada foi na cidade que nós três amamos. A gente sai de Paris, mas Paris não sai da gente.  Chegamos no aeroporto de Paris Beauvais, e de novo um ônibus ( que custa mais do que a passagem), nos deixou em Porte Maillot. O aeroporto é pequeno e é fácil achar o ônibus, pois ele fica esperando o vôo da Ryanair chegar.

Desta vez o dedinho de ouro foi de Rafael, que descolou um hotel bem legal, perto da Gare Montparnasse.  E para dar mais charme à nossa estada em Paris, o hotel foi moradia de Simone de Beauvoir e de Jean Paul Sartre durante a guerra.  Nosso quarto tudo de bom, era perfeito, inclusive para perder as calorias ingeridas nas boulangeries de Paris. Quarto andar sem elevador. No início parece assustador, mas vale a pena. Até a vista do banheiro (dentro do quarto) é encantadora. O Hotel Mistral vale a escada.  Para nos locomover, optamos pelo Paris Visite, aquela cartão que dá direito a todos os  transportes, quantas vezes você quiser, durante o tempo que você escolher (um, dois ou três dias), nas zonas que você vai andar. Apesar de ter o Navigo Decouverte, e de ser segunda-feira, não valia a pena carregá-lo para uma semana.

Paris mexe com a gente. Não importa quantas vezes e nem quanto tempo se fique.  É sempre bom deixar alguma coisa para fazer da próxima vez que você vier…

Depois do nosso delicioso jantar, todo trabalhado em queijos e vinhos, e de quebra um caviar esperto, caímos no mais profundo sono.

No dia seguinte, nos entregamos ao sabor do vento e fomos dar no Jardin de Luxemburg. Confesso, que ver as árvores, esbanjando verde, cortadas em retângulos, e flores e mais flores, me fez dar o braço a torcer. Durante anos só tenho viajado no mais alto inverno, e adoro, mas a primavera por aqui é de tirar o fôlego.

E continuamos a turistar, devorando pains au chocolat, chuassons aux pommes, pains aux amendes…


Me controlei muito para não comprar uma dúzia de bolsas e cachecóis no Boulevard St Michel, entramos e saímos de lojas, e como não podia deixar de ser, fui me conectar em Notre Dame. Nunca deixo de ir quando estou em Paris.

Lotada de turistas, sem árvore de natal, sem me contorcer de frio…

Nos jogamos então num bâteau…. E aí, são dezenas de fotos, que ficam para depois, no post especial sobre Paris.

Chegar à Tour Eiffel de barco,  num dia como esse, é tudo de bom!!!

E depois de nos estirarmos na grama, fazer uma boquinha, e presenciado um cair do sol inesquecível…

Nos jogamos nos ônibus e fomos ver a cidade luz s iluminar na Tour Montparnasse!

E como se fosse perto, e cedo, fomos tirar fotos na pirãmide do Louvre, só para completar o dia mega turistão delicioso.

Rescostei na cama do hotel uma meia hora, pois às 4 da manhã tinha que sair, pegar dois busuns, para chegar ao Charles de Gaule, onde o nascer do sol me esperava, como que dizendo, volte logo!!! Meu vôo Easyjet para Londres, me esperava, láaaaa no terminal 2B, no portão B25. Para quem não conhece, é mais de meia hora andando dentro do aeroporto.

Hoje, meus fiéis e queridos companheiros de viagem, já devem estar descansando em seu lindo COCOON. E  eu já estou aqui em Londres, às voltas com as malinhas… Uma saudade louca bateu desses meus amigos. Mas já, já vou encontrá-los… meus queridos Rafael e Juliana.

Até

02
jun
10

Adivinhe onde estou?

Isso mesmo! Paris!!!! não tem jeito, quanto mais conheço o mundo mais adoro Paris (e Londres). Pouquíssimo tempo, mas qualquer minuto em Paris é maravilhoso.

Chegamos no aeroporto de Paris Beauvais, longe à beça, mas voo low cost é assim mesmo. Mais uma vez, um ônibus tudo de bom, faz a ligação com a cidade.

Ontem turistamos pela Champs Elysées, fizemos comprichas para o nosso jantar (no quarto do hotel) queijos e vinhos…. E como nenhum dos três tinha subido ainda no Arco do Triunfo, lá fomos nós!

Post só para atualizar, rapidinho, estamos saindo!

Até!




Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 9 outros seguidores

junho 2010
S T Q Q S S D
« maio   jul »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 9 outros seguidores

viagens
free counters

Atualizações Twitter

Anúncios

%d blogueiros gostam disto: