04
set
11

Roma – Veneza Treno Notte experience! Uma vez para nunca mais!

ESTE BLOG MUDOU DE ENDREÇO:

http://www.maladerodinhaenecessaire.com

Se existe uma coisa que eu adoro é planejar uma viagem.

Meu roteiro é sempre assim

1- data – de onde para onde

2-meio de transporte – passagens de avião, trem, ônibus

3-meio de transporte entre o aeroporto e o centro da cidade

4-reserva do hotel –  meio de transporte para chegar ao hotel

5-uma listinha dos pontos de interesse na cidade

6-meio de transporte entre o centro da cidade e o aeroporto/estação de trem/de ônibus para a próxima cidade.

E o que mais me fascina, é que sempre dá tudo certo. É possível de qualquer lugar do mundo, planejar a viagem pela internet e quando você chega lá (pelo menos na Europa), salvo havendo nevascas, greves, etc. O avião, o ônibus (do aeroporto à cidade), e o hotel estão lá. No horário e no lugar exatos.   Mas pela primeira vez (sempre tem uma primeira vez, né?) havia uma ponta solta. Quando comprei as passagens de Roma para Veneza, não consegui encontrar nenhum meio de transporte, no horário necessário, entre Ternini e o Aeroporto de Fiumincino. Nosso vôo para Venesa Treviso, sairia às 7 da manhã.

– Quando chegar lá, eu resolvo. Sempre tem um jeito… Táxi ou algum serviço reservado pelo próprio hotel (pensei). Nada disso.  Reservar um táxi, era correr o  risco de ficar esperando (para sempre) na rua e de madrugada, segundo a gerente do hotel.  Poderiámos tomar o trem no último horário da noite (10 e meia) e “dormir” perambulando pelo aeroporto, como almas penadas ou arriscar perder o vôo, pegando o primeiro trem, assim que amanhecesse.  Duas moçoilas sozinhas…  Tomei a decisão que me pareceu mais sábia e segura.  De uma tacada só, foram vários prejuízos: abortamos a última noite no hotel (ah que arrependimento!) , o vôo da Ryanair (ah que saudades!)  e compramos duas passagens no trem noturno de Roma para Veneza. Roma Tiburtina 23:00 -Venezia St Lucia0 5:3o. Muito $$$$$ mais caras do que as passagens de avião na Ryanair. Isso, porque escolhi as mais baratas, já que as mais caras (e talvez bem mais confortáveis) eram no trem rápido e chegaríamos às três da manhã em Veneza. Não era o mais recomendável…

Vamos dormir a noite inteira e chegamos já dentro da cidade, nem precisa de ônibus (doce ilusão!!!) Foi de longe a maior furada, o maior perrengue, a pior noite, ever!!!!

Sem saber o que nos esperava, fomos animadíssimas para a estação. A primeira perna, era de Termini (estação central de Roma), para Roma- Tiburtina (estação de trem fora do centro). Para começar, rolou a dificuldade de encontrar a plataforma, já que no quadro de partidas e chegadas, não habia nenhum trem saindo de Roma Termini e chegando em Tiburtina. Por adivinhação, e pelo horário, conseguimos encontrar nosso trem, que vinha de outra cidade e passava por Ternini…  e mal contínhamos a alegria de ver o trem confortável, limpinho e quase vazio.

Saltamos em Tiburtina, e também por adivinhação e pelo horário no quadro, achamos a nossa plataforma.  Já nesse momento eu pensei: não é bem isso que eu tinha imaginado.

Quem dera fosse esse trem  aí da foto….  Quando nosso trem finalmente chegou, eu tive certeza que tínhamos entrado na maior roubada de todas! Uma correria absurda para todo mundo entrar. O trem tinha um corredor estreitíssimo, pelo qual todos os sêres e suas bagagens tinham que circular num vai e vem atropelado, a fim de encontrar sua cabine e respectivo assento (pelo menos era numerado). Parecia um caminhão de bóias frias ou de retirantes refugiados sobre trilhos. Algumas pessoas (?) carregavam verdadeiros containers. Para chegarmos à nossa cabine, tivemos literalmente que subir por cima de  um desses volumes enormes que simplesmente bloqueava a passagem. Quando enxerguei nossa cabine e abri a porta, meu instinto maternal aliado ao de sobrevivência me fez querer sair dalí imediatamente. Já era tarde. O trem já estava em movimento.

A cabine era um cubículo, com 3 bancos contíguos de cada lado. Três ocupantes. Um homem provavelmente indiano, um outro homem enorme aparentado com o Shreck , e uma mulher (que estava sentada no meu lugar), que usava uma touca, tipo Carlinhos Brown, onde provavelmente caberia toda a sua bagagem, mas deveriam ser só os  dreadlocks rastafari mesmo. Era a mais mal encarada. Não sei de onde tirei coragem para articular a frase: YOU ARE  IN MY PLACE! Provavelmente foi instinto maternal, pois se ela não saisse eu e Carol ficaríamos separadas. Assim que realizamos que estávamos numa roubada, nos entreolhamos e em absoluto silêncio, tentamos nos acomodar e nos conformar. Sete horas, sete horas intermináveis nos separavam de Veneza-ST Lucia.

1- 2- or 3- berth sleeper on Italian overnight train - daytime mode

Como tudo que tá ruim, pode piorar, depois que sentamos, naquele banco duro em formato de L, alguém apagou a luz. Breu total. Paniquei. E eu Carol temos insônia!!! Mas para ajudar ainda mais o nosso desespero, o trem era…. parador! E lógico, na próxima estação, entrou a sexta elementa que faltava para que a cabine ficasse irrespirável e completamente claustrofóbica. A criatura era alta e grande. Com apenas um dedo apontado, e um olhar desafiador, a moça tirou o Shreck da janelinha e sentou-se bem à minha frente. Em questão de segundos, se esparramou e dormiu.  Pronto! Não tínhamos luz, nem espaço para um movimento sequer, nem ar.  Tres pessoas de frente para tres pessoas .  Eu e Carol entaladas no fundo, junto à janela (que tinha um protuberância, impedindo até o mais inocente encostar da cabeça)  e os outros, se espalharam, esticando as pernas sobre o banco e a pessoa da frente.  Sete horas e muitas paradas depois….

Conto mais no próximo post, até!


22 Responses to “Roma – Veneza Treno Notte experience! Uma vez para nunca mais!”


  1. 1 Kathleen Macedo
    04/09/2011 às 9:36 PM

    Adoro as suas postagens! Além de tudo sabe escrever com a dose certa de humor e talento literário!

  2. 2 celmartin
    05/09/2011 às 1:12 PM

    Obrigada, Kathleen. Com um pouco de humor fica tudo mais fácil…

  3. 3 Livi
    05/09/2011 às 5:25 PM

    Querida que roubada! Mas sabe que não me surpreende, tenho duas experiências de trem na Europa que me deixaram traumatizada. Uma de Zurique para Viena, mais ou menos como a sua, a outra de Marseille para Basel. Resolvemos pegar a cabine com as caminhas já que da outra vez tinha sido terrível ficar numa cabine e foi ainda pior. Nossos “companheiros de quarto” eram assim: um bêbado como um gambá que roncou a noite toda, outros dois que ficaram conversando e nós pedindo para eles calarem a boca o tempo inteiro e um terceiro mal encarado que dava até medo de dormir. Pernoitar em trem, nunca mais! Bjs

    • 4 celmartin
      05/09/2011 às 8:20 PM

      Nunca mais mesmo! De noite não tem para onde correr, nem como pedir ajuda. Salta na próxima, também não dá. Só passando pela experiência para nunca mais arriscar. bjs

  4. 5 Eliana
    07/09/2011 às 7:20 PM

    Oi, Cel! Há dias não vinha por aqui, estava com saudades!
    Cel, a gente não consegue acertar todas de primeira, né? Mas a sua experiência, servirá para alertar muitas pessoas através do blog.
    beijão!

  5. 6 Mariana
    07/09/2011 às 9:05 PM

    Nossa… que pesadelo heim… fico até meio preocupada com o que me aguarda. Vamos pra Italia em outubro e vamos usar bastante o trem. Estou com todas as passagens compradas… foram baratas pois comprei com antecedência. Não tem nenhum trem noturno e todos são de alta velocidade… Vamos ver no que dá!
    Abraços!!!

  6. 7 RosaBsb
    08/09/2011 às 4:03 PM

    A minha experiência de trem noturno foi de Barcelona para Granada. Mesmo sendo uma cabine para casal, banheiro e beliche, foi horrível… Trem parador, gente conversando nos corredores, todo o desconforto do mundo… Não desejo repetir a vantura. Outras viagens de trem dentro da Espanha e também na Itália, de dia, foram todas muiti boas. O trem rápido Madri/Barcelona, com direito à refeição foi o must, muito bom.
    Eu só viajei, até hoje, de classe econômica de avião, mas esse trem deve se equipar a executiva.

    • 8 celmartin
      09/09/2011 às 12:11 PM

      Seja bem vinda Rosa. Depois dessa aventura, trem de noite, nunca mais mesmo! De dia, em trens rápidos, tudo bem, mas ainda acho muito caro.

  7. 11/09/2011 às 1:37 AM

    Oi, amiga

    Entao, estou viajando dia 30 de setembro com 2 amigas e nosso roteiro é grande..mas vamos ficar 4 dias em Roma e vamos de aviao para Veneza e me preocupou o taxi pois vc fala que é dificil..mas será que no bb que vamos ficar eles nao ajudam?

    • 10 celmartin
      11/09/2011 às 12:47 PM

      Oi Paula, seja bem vinda. O que a gerente nos disse é que no horário das 4 da manhã era arriscado agendar pois o táxi poderia simplesmente não aparecer. Tente agendar e resolver isso, logo no primeiro dia que chegar à Roma. Deixei para o último e não tive muito tempo para resolver. Dependendo do horário é meio complicado. Mas de toda a forma, vale a pena tentar. Em horário normal, é tranquilo pegar um táxi. Para Fiumincino custa em torno de 50 euros. Qquer coisa estou por aqui.

      • 11/09/2011 às 8:40 PM

        Ola

        ok, eu ja tava até me programando para passar a noite no aeroporto..rs..eu comprei o RomaPass e as entradas do Vaticano on line aproveitando dicas que vi em alguns blogs.
        Eu tenho um hostel em Manaus e tambem adoro viajar..ja estou ate pagando as passagens para Cancun para o carnaval de 2012..
        Visite meu hostel , quem sabe um dia vc aparece em Manaus..www.manaushostel.com.br

        Bjs

        Paula

      • 12 celmartin
        13/09/2011 às 12:26 PM

        Bem legal seu hostel, Paula. Se um dia for a Manaus, passo por ai. Tenha uma super viagem e que tudo dê certo. Mesmo com a experiência do trem, esqueci tudo quando cheguei a Veneza. abcos

  8. 13/09/2011 às 6:54 PM

    Oh noes que novela😦 Fico esperando os próximos capítulos então, ainda mais que adoro a Itália, bom saber as roubadas pra desviar delas!!

  9. 18/09/2011 às 10:26 PM

    Cruz credo! Na próxima, já sabe: melhor ficar perambulando no aeroporto… (risos)
    Boa dica, bom saber.
    beijinhos

  10. 18/10/2011 às 8:07 PM

    Madre de Dios!! Fiquei com medo!! estamos planejando a viagem no trem noturno Paris / Veneza..pq achamos as taxas de embarque dos aeroportos muito alta..e se contarmos que economizaremos duas noites de hotel (uma na ida e uma na volta a Paris)..mas meninas!! To assustado com essa experiencia de vcs!! Será que devo saltar dessa furada?? Ou temos que passar para saber!! que medo!! bjos

  11. 19 Eny Cunha
    03/06/2012 às 2:38 PM

    Olá Cel, estou adorando seu blog, eu e meu marido iremos para Estocolmo em julho(minha filha mora lá), depois sairemos de lá p/ Veneza/Florença/Bern-Suiça….não estou conseguindo trem a low cost de Florença/Bern…poderia me dar alguma dica?Abraços


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 9 outros seguidores

setembro 2011
S T Q Q S S D
« ago   out »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 9 outros seguidores

viagens
free counters

Atualizações Twitter


%d blogueiros gostam disto: