16
fev
12

Lisboa – como se locomover, onde ir e ter vontade de ficar…

                                           ESTE BLOG MUDOU DE ENDEREÇO:

                                        www.maladerodinhaenecessaire.com

Depois de ver um “compacto”, pesseando no ônibus turístico, é hora de  percorrer com mais calma  os cantos e recantos encantados da cidade.

E então como se locomover em Lisboa?  E fácil. Há 2 opções: O Lisboa Card que além do transporte público, inclui museus e monumentos e o trem para Sintra e Cacais. O problema é que tem validade. Ou seja, tem que ser ninja para conseguir ir à todos os lugares no tempo estipulado. 24h custa 17,50 por pessoa, e o de 72 horas por 36 euros.

O transporte publico é amigável e apesar do metrô ter poucas linhas, o récem chegado não encontra dificuldade em subir e descer ou zigue-zaguear pela cidade, e além dos ônibus, há os “elevadores” e os elétricos (bondes) que fazem a ligação entre a Baixa e o Bairro Alto e também levam à região do Castelo.

A primeira coisa a  fazer é comprar o cartão de transporte, ou melhor o cartão de suporte.

Nas estações de metrô, é só encontrar as máquinas de auto-atendimento, comprar seu cartão e carregar com o  Título de  Transporte,  conforme a necessidade. Vale para ônibus, metrô, elétricos e ascensores, como o da Glória por exemplo. Se adquirir o passe viagem a viagem, já a bordo será mais caro.

As linhas de metrô são diferenciadas pelas cores e por ícones fofinhos.

Com esse cartão, pegamos todos os tipos de transporte: metrô para ir à estação rodoviária Sete Rios de onde partem os ônibus para Fátima (O Comandante Riq Freire entrega tudo explicadinho aqui) , e onde se pega o ônibus para Óbidos, ou ainda para ir à Estação de trem  (ops, comboios!) de onde pegamos o trem para Sintra, a Estação Ferroviária do Rossio.

No metrô/ônibus/elétrico é só encostar o cartão no leitor na hora de entrar.

Vale também para os trens suburbanos, mas neste caso, o cartão não deve ter nenhuma outra viagem carregada .

Os principais “tenho que ir, não posso deixar de ver em Lisboa”, são acessíveis de transporte público, como o Miradouro de Santa Luzia.

Para ir ao  Miradouro de Santa Luzia e ao Castelo, é só pegar o elétrico 12, que sai da Praça da Figueira, pertinho da Praça do Rossio ou o  28 na Praça Martin Muniz. Tem o ônibus 37 também, mas de bondinho é mais legal, né?

Lá em cima, o Castelo de São Jorge,  visto da Praça da Fiqueira, enquanto a gente espera o elétrico.

A “viagem” já é turística, pois o elétrico é uma gracinha e o mais importante, bem conservado.

 E lá em cima, é um xxxpetáculo!

 Em alguns ângulos me lembrou Praga…

Em outros Barcelona…

Mas Lisboa é única!

O Castelo de São Jorge exige um pouco mais de canelas, panturrilhas e fôlego, já que o elétrico nos deixa no Miradouro de Sta Luzia (assim como o ônibus turístico), que é uma das vistas mais lindas da cidade.

De lá, é uma bela e íngrime “caminhada” colina acima. Para descer, também há ônibus, mas a descida a pé, é recheada de pit stops. Além de lojinhas fofas, com todo o tipo de lembrança da cidade e de Portugal,  tem a  Sé Catedral de Lisboa

E a Igreja e Museu de Sto Antônio (no exato lugar onde ele nasceu) ficam no caminho colina abaixo, pertinho uma da outra.

Quase em frente à Igreja, tem um café desses bem “locais”, e aproveitamos para repor as energias, com um belo pastel e um travesseiro de Sintra (recheado de creme de amêndoas), perdição!!!

E assim nessa descida, estamos  no bairro de Alfama, o mais antigo bairro de Lisboa. Um labirinto ruelas estreitas dos tempos medievais, entre o Castelo e o Tejo. Ao lado da Casa dos Bicos, comemos um bacalhau dos deuses!

Depois, é só continuar, chegar à Praça do Comércio e estamos de novo na Baixa. Mas é claro que a gente queria mais, e voltando à Praça dos Restauradores, pegamos o elevador da Glória.

A gente entra, encosta o cartão se senta e fica esperando entrar mais gente.

A subida é daquelas! mas tem gente que faz a pé, já devem estar para lá de acostumados.

E aí é outro momento pleno! O dia lindo, temperatura perfeita, e um ventinho gostoso, desses de fazer carinho. A vista?

A vista é um abuso!

Tem as muralhas do  Castelo rodeado pelas árvores, a Igreja da Penha, a Sé de Lisboa, o Rio Tejo, uma profusão de telhados…

E o passeio não termina por aí. Depois de se fartar da vista, é só ir andando e subindo só mais um pouquinho a colina e a gente tem um Jardim para descansar : O Jardim do Principe Real, onde há um cedro com um copa gigantesca e banquinhos para se sentar e admirar a obra da natureza, cuidada pelo homem.

É ou não é uma obra de arte?

 E o jardim inteiro é uma delícia. Outra boa desculpa para mais um café…

É um desses momentos em que relaxar é igual a contemplar.

E depois? Daqui, estamos pertinho do Chiado.

Lá ao fundo a ponte 25 de Março . Uma descida a pé, ou direto no ponto de ônibus que fica em frente à Casa das Pombas, como me informou uma sorridente senhora, ao me ver fotografando a construção. Em menos de dois minutos trocamos rasgados elogios ao Rio e à Lisboa.

Adorei os ônibus de Lisboa!

Um ônibus para o Chiado e… Bom o Chiado é assunto para os  próximos posts.

Até!


11 Responses to “Lisboa – como se locomover, onde ir e ter vontade de ficar…”


  1. 1 Helena
    17/02/2012 às 4:19 PM

    Estou adorando o seu blog. As fotos estão lindísssimas e as dicas muito boas. Obrigada pelas informações sempre muito úteis para futuros viajantes. Um abraço.

  2. 3 MFortes
    18/02/2012 às 10:28 AM

    maravilhoso! que delicia passear por aqui. Estou completamente viciada no blog! já tenho companhia para minha reclusão de carnaval.

  3. 19/02/2012 às 12:34 PM

    Querida, Lisboa ficou ainda mais bonita com seus olhos!
    Eu também estou viciadinha no seu blog!
    Amei!
    Saudades!
    lali

  4. 19/02/2012 às 7:29 PM

    Cel, não sei porque a msg sumiu.
    To com saudade de Lisboa. Suas fotos estão lindas! Me deu vontade de viajar por aí…
    Esse início de ano será bem puxado. Mudei de escola, de turma, to muito estressada !!

    Só passando por aqui, no Mala, pra viajar na sua viagem, rsrs. Lisboa me encanta e vou aproveitar todas as suas dicas para a próxima viagem a Portugal.
    Enviei solicitação para o Facebook.
    Um grande abraço
    Gina

  5. 8 Livi
    21/02/2012 às 10:09 PM

    Querida meu novo passaporte🙂 está aqui dando pulos e se coçando todo , estou adorando ver Lisboa pelos seus olhos. As fotos estão simplesmente lindas! Bjs

  6. 02/03/2012 às 11:01 AM

    Me apaixonei por esse post!!! Lisboa é linda e com as suas fotos está mais bela!!!! Incrível a foto da árvore, continuarei te visitando!!!!

  7. 10/03/2012 às 1:32 PM

    Olá,
    As tuas fotos são lindissimas e explicas muito bem.
    Só 2 pequenas correcções, a estação do jardim Zoologico e sete rios é a mesma coisa, e a ponte que ves é a 25 de Abril e não a Vasco da Gama.
    Parabens pelo Blog.
    bjs


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 9 outros seguidores

fevereiro 2012
S T Q Q S S D
« jan   mar »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
272829  

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 9 outros seguidores

viagens
free counters

Atualizações Twitter