30
mar
12

Pádua – como chegar à Basílica de Sto Antônio de Pádua – Itália

ESTE BLOG MUDOU DE ENDEREÇO:  www.maladerodinhaenecessaire.com

A Basílica de Santo Antônio de Pádua, fica a uns 300 metros de Prato della Valle. Estando de frente para a Basílica de Santa Giustina, a Via Beato Luca Belludi está à sua esquerda e há placas indicando a direção para a Piazza del Santo. No caminho, há algumas lojinhas de lembranças, onde comprei meu troféu de viagem, um singelo ímã! Mas há aquela tradicional infinidade de souvenirs, dos artigos religiosos a regadores de planta e bolsas reutilizáveis!

No percurso, a gente atravessa o Canale Piavego, uma divisão do Fiume Bachiglione.  As ruas estavam quase desertas e eu conseguia ouvir minha própria respiração. Estava imersa, naquele estado de emoção que “se apossa” de mim quando estou prestes e a ver com meus próprios olhos, algo que morava apenas nos mapas e nos desejos.

Enfim, a visão da  Basílica de Sto Antônio de Pádua, da qual escuto falar, antes mesmo de saber o que era Europa.  Iluminada pelo sol…

Lá estava eu, em frente à Basílica que começou a ser construída em 1232, apenas um ano depois da morte de Santo Antônio. Sempre tenho um certo arrepio, quase uma vertigem, quando leio ou escrevo essas datas… 1232!!! A construção não tem um estilo arquitetônico, assim, super definido. Mas o  românico está lá sem dúvida: é gigantesca e parece plantada no solo. Em alguns ângulos me lembrou a Basílica de San Marco em Veneza.

Não se paga absolutamente nada para entrar na basílica, nem nos prédios adjacentes.  Apenas para entrar no museu. Seguindo à esquerda de quem entra, há banheiros (uff! mais que benvindos!) limpos e organizados, a entrada para o museu e esse pátio interno, emoldurado de arcadas.

E num dos jardins internos esta escultura de Sto Antônio.

É uma paz meio desconcertante. E fiquei um bom tempo “realizando” onde estava.

E de lá a visão das cúpulas, ainda mais impressionante.

Entrando pela porta principal, me veio aquela emoção. Sim, eu estava lá!

E sinceramente, não importa como ou em quê você acredita. Um templo é sempre um templo. Foi construido com fé, por mãos humanas. E isso já basta para impressionar e carregar cada passo de emoção.

E na lateral esquerda da Basílica está o Túmulo de Sto Antônio de Pádua.  Forma-se uma fila, e as pessoas vão passando… visivelmente emocionadas. No final da basílica, estão as relíquias de Sto Antônio.

Deixei aqui, muito da minha gratidão. E com certeza uma enorme emoção. O entardecer foi mais um presente desse dia, que por si só já poderia ser visto com um milagre.

Voltei para a praça, e como tinha demorado mais do que eu tinha previsto, precisei comprar um bilhete de transporte público para voltar à estação. Onde? Num tabacchi, onde se encontra quase de tudo. Voltei de tram, em plena hora do rush! Mas bem a tempo de esperar mais uma vez, o anúncio da plataforma onde eu deveria esperar meu trem para Florença.

Florença? Em detalhes nos próximos posts!


10 Responses to “Pádua – como chegar à Basílica de Sto Antônio de Pádua – Itália”


  1. 1 ginapsi
    30/03/2012 às 8:01 PM

    Dá um arrepio de tanta emoção! O local transmite uma paz, uma tranquilidade… Grata por vc compartilhar desse momento tão especial.
    Essa basílica é muito linda. Um sonho de viagem!!!
    bjs

  2. 31/03/2012 às 2:51 AM

    Querida, suas fotos estão belíssimas, o texto impecável.
    Estou meio convencida de que o sol da primavera pinta melhor as paisagens. Estarei enganada?
    Fiquei apaixonada!
    beijinhos

    • 4 celmartin
      31/03/2012 às 2:11 PM

      Não, querida, você não está enganada. O sol da primavera enfeita as paisagens. Mas tem que estar na hora certa. O sol fica tão, mas tão na diagonal, que às vezes a gente não consegue encxergar. Mas quando ele ilumina o que a gente quer ver, é um banho dourado! bjs

  3. 02/04/2012 às 10:46 AM

    Olá🙂 Tudo bem?

    Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Bóia Paulista

  4. 7 Livi
    07/04/2012 às 10:26 AM

    Querida eu também fico arrepiada com essas construções antigas, igrejas e castelos em particular. É mesmo muita emoção quando vivemos um sonho! Como sempre estou adorando viajar na sua viagem. Bjokas e feliz Páscoa!

  5. 9 Adriano
    07/04/2012 às 7:11 PM

    Uma dúvida sobre os trens da Trenitalia: Intercity é o mesmo que Regional? Abraço e parabéns pelo Blog.

    • 10 celmartin
      07/04/2012 às 7:37 PM

      olá Adriano,
      obrigada! Os trens Intercity ligam as principais cidades (destinos) que podem ficar dentro e fora da Itália. Os Regionais, ligam as cidades menos importantes a vilarejos.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 9 outros seguidores

março 2012
S T Q Q S S D
« fev   abr »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 9 outros seguidores

viagens
free counters

Atualizações Twitter


%d blogueiros gostam disto: