Archive for the 'CATEDRAIS' Category



02
mar
11

É carnaval! Em Veneza!!!!!!

Sim, para completar a total loucura, estamos em Veneza e em pleno carnaval!!!!

E para chegarmos até aqui, passamos por uma noite de total  tortura (da qual falarei mais tarde), no Treni Notte de Roma para Veneza. No minuto em que entramos no famigerado trem, pensei = que roubada!!! Parecia um trem de retirantes de uma região desconhecida e a nossa cabine, uma terra de ninguém. Não havia posição nem para uma cochilo, mas as pessoas se esparramavam umas por cima das outras!  Chegamos às 5 e meia da manhã de ontem, depois de 7 hs e meia, reféns de  numa cabine para 6 pessoas, nós e 4 estranhissimas criaturas. Mas assim que o dia amanheceu e cruzamos a porta da estação Venezia St Lucia…

Mesmo sem ter dormido, numa exaustão difícil de contabilizar,  uma onda de alegria tomou conta de mim, e não sei se foi a emoção junto com o alívio de estarmos fora daquele trem… chorei!!!

Essa é a rua do nosso hotel.

Chegamos ao hotel ( aliás, fomos gentilmente conduzidas ao hotel por uma mulher a quem perguntei onde ficava a rua do hotel, e ela nos levou até a porta!) e como nosso check in só seria às onze, deixamos as malinhas e zarpamos no primeiro vaporeto,

para uma Piazza San Marco, inacrediatavelmente vazia, às 8 da manhã, mas já colorida pelo carnaval, com personagens e fantasiasl!!!

Era tudo tão surreal que eu custei a acreditar no que  estávamos vivendo!

De origem obscura, o Carnaval, carne + vale (do latim: caro, carnis = carne; vale = adeus), anuncia a chegada da Quaresma, e durante a Idade Média era comemorado em várias regiões da Europa. Acredita-se que tem raízes em festividades de celebração da primavera e nas bacanais, na Grécia antiga, ou nas saturnais, festas em honra a Saturno, na Roma antiga.

Em 1797, Veneza passou a fazer parte do Reino Lombardo-Véneto, quando Napoleão Bonaparte assinou o tratado de Campo Formio. No que diz respeito ao Carnaval, os festejos foram proibidos, sendo restabelecidos, de forma oficial, somente em 1979, após quase dois séculos de ausência. Atualmente, o Carnaval de Veneza atrai mais de 100 mil pessoas, durante 10 dias.

eu estou aqui!!!!

Nem sei  descrever a emoção e  nem tenho tempo. A internet aqui além de paga,  fica na recepção do hotel, e são 11 e meia da noite. Eu e um velhinho simpático… Logo eu, que antes de ver se o hotel tem cama, checo se tem internet!

Também não tenho palavras para descrever Veneza.  Venho tentando encaixar essa cidade desde o meu primeiro roteiro… E agora  é real!!!

Esses dias em Roma, (as fotos vão ficar para a minha já tradicional reedição de viagens) e agora em Veneza, foram tantos clicks que tive que comprar uma câmera nova… com uma só, a bateria acaba antes de mim! São cores, tons e tantas sensações, que eu quero cristalizar os momentos.  Eu não tenho a menor vocação para ser blasé! E no meu exagero, rever nas fotos o que os meus olhos viram, faz quase tudo acontecer novamente!

O que posso dizer é que a cidade é uma experiência ùnica, e vai de encontro a muitas críticas que li, e tantas descrições que falavam do mal cheiro e que desaconselhavam a vir a Veneza, principalmente durante o carnaval.  Veneza é única e surpreendente.  E em nada parece com nehuma descrição que a desabone. Um vento gelado percorre todas as ruas, ruelas, pontes e pontezinhas.  E hoje vimos que a Aqua Alta é uma  ameaça permanente (de meados de novembro a fins de abril) .

Mas a cada segundo, um beco, uma gôndola, um barco de carga, um vaporeto, um personagem da idade média, ou uma máscara… atrai seu olhar e fascina. E súbito! se apaixona por Veneza!

Aqua alta ( início, bem pouquinho, hoje de manhâ).

Mas Veneza vale cada segundo! Tchau, tá acabando meu tempo…

Então… buona notte! Até!

Anúncios
22
fev
11

Madrilenha desde criancinha!

É só mesmo um aperitivo… vou ter que voltar a Madri! ! E lógico, um post só é impossível! Devagarinho, assim depois de uns vinte minutos, já estava empolgadíssima com Madri!

E agora, eu simplesmente estou amando Madrid! Não sei exatamente porquê. Acho que é pelo fato de ser realmente fácil se locomover, se fazer  entender  e entender o que se fala,  (graças ao meu curso intensivo de um mês de um ano e meio atrás), mas o fato é que estou me sentindo à vontade e totalmente integrada.

Começar por Madri Antiga,  saindo da Gran Via, um show de construções  do início do século 20, prédios maravilhosos em Art Decô, e um comércio enlouquecido, com todas as lojas que se pode imaginar.

Turisticamente falando, Madri é bem fácil de ticar os must see da cidade. E a Gran Via, eu diria, é a partida ideal para todos os pontos. Essa avenida linda de dar torcicolo, vai da Calle de Alcalá (onde está a Fuente Cibelles e a maravilhosa Puerta de Alcalá) até a Plaza de Espana (não menos maravilhosa).

Gran Via

Não dá para não ficar olhando para o alto o tempo todo. Até para fazer um lanchinho no MacDonalds, é chic!

Prédio da Telefonica

Na direção sul, qualquer rua é maravilhosa! Pegando a Calle dos Preciados, vamos dar na Calle Mayor  e assim, sem querer a gente dá de cara com a Plaza del Sol, com esse edifícios pálidos, em arco. É aqui que se comemora a passagem do ano!

Depois que o coração volta ao normal, tcharan! Puerta del Sol!

O centro de Madri é aqui! Mesmo!

E aí, é continuar andando pela Calle Mayor…

E vem a Plaza Mayor!

E aí, eu quiz realmente uma Barsa (aquela enciclopédia gigantesca), para relembrar todos os detalhes da Madri antiga, pois eu sei que aqui, acontecia tudo! De tourada à execução da Inquisição Espanhola.

Minha conclusão foi que todo o ser humano que estuda história tinha que ganhar um kit que obviamente incluiria uma viagem a Europa. Assim faz todo o sentido!

Daí em diante, como disse Carol, o coração pulava uma batida e ficou meio descompassado.

Mercado San Miguel

Plaza de la Villa (prédios mais históricos da cidade)

E aí descontrolei de vez!

Catedral de Almudena!

Nesse ponto, exatamente eu descompensei total!!!  E o vem pra frente, fica para o próximo post! Amanhã é nosso último dia e temos que aproveitar!!!

Até!

20
fev
11

De Barcelona a Madri, fortes emoções!

Barcelona ontem se desculpou pelo dia de chuva torrencial que tivemos.

Interior da Sagrada Família (pavimentada, com o altar terminado!)

Sagrada Família (entrada)

Cinzenta, Barcelona perde muito do contraste de suas construções e do mar Mediterrâneo!

Mas quando acontece de ficar azul…

Barcelona se mostra em todos os tons!

Teleferic de Monjuic

Castelo de Montjuic

O Mediterrâneo… E o Hotel W, inspirado na forma de uma vela, desenhado pelo catalão Ricardo Bofill (assim como a Torre de Agbar, a construção até hoje é polêmica)

Fonte (sol.sapo.pt)

E nós lá…

Barceloneta

Deixamos Barcelona depois de um dia intenso, com direito a fim de tarde no Parc Guell e fim de noite num pub ao lado no nosso Hostal;

E eu senti como se estivesse saindo de casa para viajar.  Tanto que resolvi ir andando do HostalCentral até a Estació del Nord (que todo mundo chama de Norte mesmo), de onde parte o Barcelona Bus para Girona (aeroporto lowcost). 20 minutos de caminhada, levando as malinhas, e para despedida…

O Arco do Triunfo de  Barcelona! E quase 15 graus de temperatura! E eu suando…

Madrid estava na fila há muito tempo, mas o estímulo lowcost veio quando vi as promoções da Ryanair de Barcelona para cá. 1o euros! O próximo passo (desafio) era encontrar um hostal, albergue ou algo parecido que coubesse  no orçamento.

Fila para entrar no avião.

Depois de muita pesquisa, reservei o hostal e recebi, junto com o e-mail confirmando a reserva, instruções (também lowcost) de como chegar. Diferente de todos os vôos da Ryanair, em Madrid, o vôo chega em Madrid- Barajas mesmo. Em vez do tradicional ônibus (lá do aeroporto nos cafundós do Judas até o centro da cidade) as instruções eram todas pelo metrô, que sai diretamente do aeroporto. Três conexões e estaríamos no Hostal Stadmadrid.  Simples assim. Preço do bilhete? 2  euros, já incluindo o adcional do aeroporto que é um euro. Uma pechincha! Por que a emoção??? Porquê  aqui tem o golpe do bololô do metrô.

Funciona da maneira mais imbecil. Quando  abre a porta do trem do metro, um cara se finge de perdido, ou que está procurando alguém, e atrapalha a sua entranda no trem.   Você se distrai, ele abra a sua bolsa e byebye sua carteira! Ou pior!!! Passaporte e cartão ou dinheiro ou tudo junto!

Carol entrou no trem… o tal cara alto e feio  ficou embarreirando a minha entrada até que um outro rapaz gritou –   la carteira! Quando me virei, o cara ja tinha saido correndo,  a porta do trem tinha fechado e eu quase desmaiei!   Em dois segundos, imaginei tudo o que iria acontecer… nós duas sem uma moeda, sentadas no chão do mesmo metro, pedindo esmolas!

Carol, num tom de lilás no rosto, olhou para mim sem acreditar, até que eu me sentasse num banco e conseguisse realizar o tamanho do prejuizo!Depois que consegui parar de tremer e abri minha bolsa, constatei que estava tudo lá! Câmera, a carteira, dinheiro e os passaportes.  Pois o imbecil só conseguiu levar um maço de cigarro de menta!!! HAHAHAHAHAHA! que deve ter sido, o quê o rapaz viu o tal elemento levando na mão. Minha carteira que continha simplesmente todas as  passagens e os passaportes e é enorme!) estava presa por uma correntinha ao fecho da bolsa, e o cara não conseguiu nem abrir o ziper da minha bolsa o suficiente para completar a tarefa. O pior é que eu e Carol lemos todos esses golpes num blog de uma moça que mora em Barcelona, e que dias antes de viajar tinha tido sua bolsa roubada com todos os cartões de crédito, detalhe… pela terceira vez  ( depois eu encontro o blog). Quando chegamos no alberque, a moça da recepção nos deu uma lista do que não fazer, incluindo nunca deixar sua bolsa nas costas, ou pendurada na cadeira.  Então,  em Barcelona (como no Rio),  eu parecia uma louca apegadíssima à bolsa, com ela sempre na minha barriga, e nunca, jamais deixava em lugar algum que não fosse o meu colinho. Nunca mesmo, principalmente em lojas, supermercados e lugares em que naturalmente a gente se distrai.   Mas aqui, na hora do metro, esqueci e agarrar a bolsa, pois  estava carregando a mala e lógico, devia estar estampado no meu olhar, sou turista! Mas no geral, eu estou sempre com uma bolsa a tiracolo, e pareço um daqueles numeros de mágicos, cheios de correntes, tudo agarrado e conectado, tanto para não esquecer como para dificultar esses ladrôes que podem melar uma viagem em um segundo. E Madrid? bom, conheci a linha circular, pois depois do incidente, perdemos a estação e como o nome da linha diz, é circular, demos a volta inteira! As instruções estavam certíssimas e chegamos ao Stadmadrid sem dificuldades (e graças a Deus, com todos os meus pertences)  embora sob a mesma chuva que caiu em Barcelona. Mas como sempre tem uma compensação, o Hostal que eu não daria nada por fora, fica a incríveis 2 minutos a pé da Gran Via, a maior rua de comércio, lotada de lojas conhecidas, e  oferece um quarto bem decorado, cheiroso, cama confortável, com armário espelhado, televisão  e banheiro !!! Pelo mesmo preço que eu pagaria por duaas camas em um quarto compartilhado, com banheiro idem.

E esses simpáticos touros (são as toalhas, hehehe!).

Amanhã, sim… Madrid! E um Free tour oferecido pelo Stad Madrid!

Olé!

Atualizando… O blog que mencionei é o Achados, da Dri Setti e é o primeiro na lista do blogroll.

04
jan
11

London, London

The Globe Theatre

Ainda não fiz nada de mirabolante.  As fotos são de um passeio básico pela margem do Tâmisa (c0mo se fosse básico…).  Voltando para casa de Southwark Cathedral, matei as saudades.

Adoro andar assim… De repente uma ponte (simplesmente a Millenium Bridge) e do outro lado, St Paul´s Cathedral.

 

 

Depois desse aperitivo, ando às voltas com o ´´cafofo“. Como vamos ficar mais tempo, e o quarto do Dani se transformou num ateliê de criação para os trabalhos da faculdade, pegamos um outro quarto, no mesmo  esquema. Cozinha e banheiros coletivos, e um quarto só para nós. Isso quer dizer que entrei no esquema do rodízio de material de limpeza, etc. Daí minha total intimidade com albergues. Ontem e hoje fiquei providenciando tudo. Diga-se de passagem que aqui é mais fácil, e nas lojas 99p ou Poundstore, todo e qualquer produto é isso mesmo. Um pound.

Hoje o Reino Unido acordou com um gosto de facada. O imposto que é taxado em todos os produtos, subiu de 17 e meio para 20 %. Um record na estória do país. Pelo menos aqui a gente sabe exatamente o tamanho da facada. No Brasil a gente paga achando que é arroz mesmo. E euzinha completamente por dentro de tudo. Até televisão o Dani colocou no nosso quarto e em vez do RJ TV, temos London Tonight!

Amanhã conto mais, juro. Pretendo ficar bem mais emocionante! Até!

 

03
jan
11

Alô, cambio! Restabelecendo contato…

Ok!!! Totalmente conectada com 2011 porém, acho que já não se fazem mais euzinhas como antigamente.  Para matar a curiosidade geral, a virada nas alturas, é …. digamos assim, um processo íntimo e pessoal. Até porque na Air France, quando a gente levantou vôo, já era Ano Novo … em Paris… Simples assim.  O comandante desejou blablablablablá. … E quem fez um estoque de vinho na hora do jantar, festejou (eu!!!!). No mais, foi um trancetê,  ir para o aeroporto tendo que transpor o bLOCO DAS PIRANHAS ¨&**(!!!!).  Legendando= todos os jovens e alguns, nem tão jovens assim, vestidos de — mulheres. Desta forma, podem –fazer tudo+ subir no caminhão de lixo+ mostrar o bumbum para o chofer d(o)  (nosso) táxi,  etc….

Resumindo, o vôo foi tranquilo… Desta vez, conexão no Charles de Gaule mesmo, tipo, saiu …já foi, e quando eu vi, já estava rolando um shiatzu... (trata-se da resvista do controle de segurança em Paris-CDG). A oficiail me apertou  tanto, que eu quase soltei = foi bom pra vc meu bem???

O cansaço é porque eu não durmo MESMO! eu tentei dormir a noite inteira e quando finalmente o sono chegou ( leia-se tomei um DRAMIN), estavam servindo o café da manhã. Aí eu pareceia com o ET depois de assaltar a geladeira. Zozalmente grog…

Mas em 2011, já estávamos saltitantes no Heathrow Express e enfim, vislumbrei meu filhote na estaçao d0 metro.

Dia 1 de janeiro, nem conta, tá? Mas ontem, senti finalmente minhas pernas e elas me levaram … para Southwark Cathedral. Não que eu seja fervorozamente católica,  mas adooooro rituais de boas vindas e obrigados . Um ano inteirinho para agradecer e outro inteirinho para desejar e agradecer outra vez.

E é linda!!!!!!!!!!!!!!!!!

Frio???? Não mesmo! Sei lá , 5 ou 3 graus. Mas sem vento. O vento gelado é que corta o raciocínio. Bom, eu adooooro frio. Se não, porque eu estaria aqui??

Meus queridos leitores!  check! Adorei, conte!

Obrigada a todos e a todos   IUHU!!!!!  2011 !!!!

É o que deu pra hoje. Mas eu estou me organizando!

See you!

18
nov
10

Paris! Um dia ou um mês, é para sempre

Vista do Arco do Triunfo

Dessa última vez, foi pouco mais que  um dia… E agradeço a insistência de Rafael. Foram horas inesquecíveis… Paris, como ele mesmo diz, tem que estar no meio, no início ou no fim de qualquer viagem à Europa, mesmo que seja por poucas horas  ou com poucos euros no bolso, respirar um pouquinho em Paris, e ainda por cima com amigos, faz a vida mais feliz!

Nesse mapa ( do meu mais querido e fiel guia de bolso) está todo o must see da cidade.  Então um hotelzinho em alguma dessas áreas, já facilita  o mais importante que há para fazer: andar! É andando que a gente absorve os cheiros, sons e visuais de Paris. Então por onde começar? Eu sempre começo do miolo  ou para ser mais poética, pelo coração:

ÎLE DE LA CITÉ E ÎLE ST LOUIS

São ilhas naturais do Rio Sena.

 

Eu vou sempre à Catedral de Notre Dame, agradecer por estar lá mais uma vez uma vez.  É meu milagre particular!

É linda por dentro e por fora. E se puder assista a uma apresentação de um dos coros http://www.musique-sacree-notredamedeparis.fr/spip.php?article14.

O parque que fica atrás da Catedral, além de ser uma delícia para um momento de relax, vale pela ver (na minha opinião) melhor vista dessa construção. É de onde dá para ver os arcos butantes, que caracterizam o estilo gótico (eu adooooro!).

De Notre Dame você pode ir para qualquer direção. Se tiver tempo, uma caminhada pela Île de Saint Louis, mais residencial, onde estão construções de cair o queixo.

Quai d´Orléans

fonte: Wilkimedia

Mas pode também, percorrer ir no sentido contrário, em direção ao Quai de l´Horloge e ver La Conciergerie e o Palais de Justice.

foto de 2008

l27epont

Se for se entregar às compras, a Rue de Rivoli está logo ali. É só seguir a Rue D´Acord, e de quebra passar em frente ao Hôtel de Ville (a prefeitura da cidade).

DSC00409

É uma enorme rua de comércio. Zara, C&A (no inverno, tem um andar enorme inteirinho de casacos e mantôs) H&M, Pomme de Pain (rede de lanchonetes com sanduiches deliciosos), BHV (Bazar Hotel de l´Hôtel de Ville, uma imensa loja de departamentos) e mais uma infinidade de lojas. Ainda pela Rue de Rivoli, você pode andar toda a vida e chegar ao Louvre, ao Jardin de Tuileries e à Place de la Concorde. Se for no sentido contrário, vai chegar à Bastille.

 

DSC00464

foto 2008

 

DSC0046223L

26 PLACE DE LA CONCORDE

Place de la Concorde

Nesta área, ainda estão a Saint Chapelle (imperdível) e a Pont Neuf, que apesar do nome é a ponte mais antiga que cruza o Sena. E é linda!!!

Pont Neuf

Ou seja, começando por Notre Dame, é só escolher o tema e a direção.

Nesse dia glorioso, antes de chegarmos à Notre Dame, passamos a manhã no Jardin de Luxembourg (perto do nosso hotel em Montparnasse).

Ai, ai…. fico feliz, só de escrever e relembrar esse dia mágico. A primavera estava começando a se mostrar, e o jardim estava sendo preparado para ela.  As flores recém plantadas, as árvores recortadas. Parecia um bordado, no início do trabalho.

Se existe uma coisa boa em revisitar uma  cidade como Paris é ser livre para respirar o momento, sem aquela obrigação de ticar todos os pontos turísticos.

E se espalhar na grama, é um luxo desses que a gente pode se dar!Como se fosse absolutamente normal e fizéssemos isso todos os dias por aqui.

 

Depois desse momento sublime, nos embrenhamos pela cidade e caímos na urbanidade.

E depois de Notre Dame, caímos num Bâteau, desses para turista mesmo. Uma delícia!

SAM 2991

Vale a pena??? Claro que vale! Ver as margens do Sena, no Sena é um ângulo lindo e nesse dia de primavera, porque não chegar à Tour Eiffel, de barco? É reinventar o caminho.

SAM 3010

 

E ver a Pont Neuf de outro ângulo.

SAM 3000

 

E chegar de outro jeito lá na torre.

SAM 3015

SAM 3018

Próximo post conto mais!

Até!

12
nov
10

La Sagrada Família, consagrada!

ESTE BLOG MUDOU DE ENDEREÇO:

http://www.maladerodinhaenecessaire.com

Domingo último, dia 7 de novembro, o PaPa Bento XVI consagrou o Templo da Sagrada Família ( em Barcelona, minha querida Barcelona) dessa forma, o templo foi elevado à categoria de Basílica e missas agora podem ser realizadas.

A consagração, “dedicada a Deus”, ocorreu durante a missa solene oficiada no templo, em cujo interior assistem à cerimônia cerca de 8 mil pessoas, entre estas os reis da Espanha, Juan Carlos e Sofía, e mais 50 mil pessoas do lado de fora do prédio.

O papa iniciou a consagração do templo jogando água benta sobre o altar e os fiéis e outros seis sacerdotes fizeram o mesmo nas paredes da construção.

Como eu gostaria de ter estado lá! Durante tanto tempo sonhei em conhecer esta construção, e me sinto meio parte deste momento, não só por ter estado lá, ter contribuído com minha visita (o preço do ingresso é uma doação), mas principalmente, porque ainda sinto a emoção de estar diante da fachada da Natividade pela primeira vez.

Não que para mim faça alguma diferença.  Mas fico imaginando seu interior, já bem mais adiantado (ou já acabado)  do que quando estivemos lá e me dá um enorme saudade (como se eu tivesse vivido em Barcelona!).




Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 9 outros seguidores

agosto 2019
S T Q Q S S D
« abr    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 9 outros seguidores

viagens
free counters

Atualizações Twitter

Anúncios

%d blogueiros gostam disto: