Archive for the 'LONDRES' Category

20
mar
12

Primavera em Londres

ESTE BLOG MUDOU DE ENDEREÇO:  www.maladerodinhaenecessaire.com

primeiro dia de primavera no hemisfério norte

Hoje o dia se enfeitou todo para estrear a Primavera. E foi uma festa.

primavera em Londres 2012

Parecia desenho animado, estória para contar antes de dormir. Todo mundo saiu para festejar.

primeiro dia de primavera Londres 2012

Pato, pombo, meus queridos  esquilos,

primavera 2012 em LondresGente fazendo fotossíntese na grama

image

Minha sombra intrometida e o esquilo bisbilhoteiro…

chegada da Primavera em Londres 2012

Narcisos que se amam porque são lindos mesmo , né?


As flores todas se esforçando para uma foto de “red carpet”…

Primavera em Londres

Um fusuê de cores,  luzes, sombras,

Admiralty Arch

Sombras enoooooormes, passeando pelas cores

E Londres na preparação para o grande feito, parecia dizer: Olá,  veja como sou linda!

Jubille Bridge

Reflexos dourados na água, no céu

Festa de rosas e azuis

E assim chegou a primavera! Panoramicamente linda!

14
mar
12

Viagem à Itália – compartilhando os detalhes 2 – o vôo

                                                 ESTE BLOG MUDOU DE ENDEREÇO:

                                            www.maladerodinhaenecessaire.com

Ir de Londres a Veneza pelo ar, ou seja, de avião, foi um prêmio merecido. Talvez pela persistência e teimosia de quem não se intimida por uma “roubada” durante uma viagem.

Londres-Veneza

Eu  assim, meio distraída, quando…  Serão os Alpes?   e sim, claro! os Alpes! E o dia estava tão lindo, e a paisagem tão incrivelmente bela, que até mesmo  o comandante recomendou um olhada pela janela.

E eu, sentadinha como uma menina, na janelinha do avião, tecia um diálogo com a senhora atrás de mim, numa linguagem que só olhares conseguem decifrar. Estávamos ambas sorrindo com o olhos. Felizes da vida!

 E aí, quando a gente está começando a recuperar o fôlego…

Sim é Veneza, ali, ó!

 Londres Venea - Vôo Easyjet

Sim, na forma de um peixe, Veneza é assim pequenininha, como se a gente pudesse colocá-la no colo. E assim, eu consegui estrear Veneza outra vez.  E mais uma vez me permiti chorar de tão lindo que foi.

Mudar o percurso  para um mesmo lugar. Teimosia e persistência. E uma nova estória para contar.

29
fev
12

Veneza, aqui me “trens” de regresso!

ESTE BLOG MUDOU DE ENDEREÇO::

 http://www.maladerodinhaenecessaire.com

Não, eu não escrevi errado… Foi só um trocadilho infame, por causa da primeira vez que cheguei a Veneza de trem (foi um sufoco).

image

Como eu sou teimosa, cá estou eu de novo, dessa vez pelos céus! E que vôo!!!
Chegar a Veneza pelo ar é um desbunde! Há uma hora que parece que não haverá solo para pousar!

image

Lá depois da ponte, a gente vê Veneza, como se desse para pegar com as mãos! Assim, como vemos no Google Maps. Escândalo!

image

E Veneza me recebe cheia de azul, como uma amiga que enfeita a casa para receber.

image

E como eu sou teimosa mesmo, vou andar muito de trem…

image

Como essa viagem é totalmente solo, dessa vez pratiquei todo meu desapego e estou acompanhada somente de uma mochila (com 2 rodinhas) e 2 smartfones. Sem netbook, e sem câmera! Então, esse é um post inaugural da edição do blog pelo pequeno gadget, num momento digamos assim, budista hightech!

Por hoje é só…

Buona Notte a tutti!

05
fev
12

Neve em Londres (a white sunday)

ESTE BLOG MUDOU  DE ENDEREÇO: 

http://www.maladerodinhaenecessaire.com/

Ainda em Lisboa, eu olhava para o celular e custava a acreditar. No Accuweather (aplicativo para Android que mostra a previsão do tempo e a temperatura), floquinhos de neve apareciam na previsão para Londres em dois dias.

Até a semana passada, fim de janeiro, o inverno estava tranquilo. E em Lisboa, pegamos dias lindos,  temperaturas de 2 dígitos, mas o noticiário mostrava a onda de  frio impiedosa que “pousou” na Europa. No dia em que voltamos, comecei a crer. A neve tinha dia e hora marcada para Londres. Por volta das 6 da tarde de ontem. E com pontualidade britânica, começou a nevar. Forte!

E em questão de minutos, ficou tudo branquinho… Não resisti! Meu momento “carrapato a serviço do fato” aflorou e mesmo morrendo de medo de levar um estabaco, peguei meu super casaco e saí.

O frio diminui quando neva. E a paisagem fica como em cena de filme de sessão da tarde.

E tome de neve!

Eu e a “nevasca’.

E foi assim a noite inteira. Na BBC o noticiário dizia que desta vez a cidade estava preparada, que já tinha aprendido as lições de nevascas passadas, mas o fato é que de manhã nas radios, pediam para as pessoas não saírem de casa, se não fosse absolutamente necessário. Heathrow cancelou 1/3 dos vôos, assim como os outros aeroportos, e minha filhota ficou entalada em Eindhoven, na Holanda. Vôo cancelado.

De manhã a paisagem da janela me fazia lembrar mais uma cena de filme. Ninguém na rua e tudo branquinho! Um pouco assustador, ver esse cruzamento assim…

E lá fui eu fazer o reconhecimento da área…

E daqui para frente, as fotos parecem ser todas em preto e branco. Mais branco do que preto…

Nevou muito!!!  E a essa hora da manhã, só alguns carros “maculavam” a brancura total. Nas ruas de maior movimento e locais de grande circulação, jogam sal para derreter a neve e uma mistura de areia para dar aderência.

Highbury Fields depois da neve

Parecia mesmo um outro parque .Uma outra cidade. Um silêncio diferente pelo ar.

Assim, antes de todo mundo passar, é lindo!

Por alguns instantes, me perguntei o que eu estaria fazendo a essa hora se estivesse no Rio. Estaria derretendo! Dei uma olhada na temperatura do Rio no celular. Máxima de 39 graus!!! Um arrepio percorreu o meu encapotado ser. E uma felicidade infantil me fez sorrir,  sozinha nessa esquina… Acho que não suporto mais o calor!

É pena que dure pouco. É assim… como bolo de festa de aniversário de criança. Depois que a festa acaba, a  realidade não é nada bonitinha. Durante o dia não nevou mais, caos nas estradas e nas railways e as ruas  ficam assim…

E no final do dia, fica parecendo areia de praia, tudo escorregadio, com poças de água que viram gelo, e todo mundo anda miudinho para não se estabacar de buzanfam no chão.

Agora, a previsão é de gelo e mais frio. Brrr!

Até!

24
jan
12

sol de verão em pleno inverno? Trafalgar Square tem!

ESTE BLOG MUDOU DE ENDEREÇO:

http://www.maladerodinhaenecessaire.com

Ontem foi dia de sol! Digo, sol artificial, instalado em Trafalgar Square. Por que? Ora, para promover um inocente suco de laranja, chamado Tropicana.

Disfarçada de arte contemporânea, a instalação publicitária,  pesando 2500 kg, ostentando nada menos que 60.000 lâmpadas foi ereta na praça para  “aquecer”  o que por aqui chamam de Monday Morning Blues…

… (algo como a tristeza das manhãs de segunda), ainda convidava os passantes a sentarem nas “cadeiras de praia”  e saborearem o suquinho, enquanto imaginavam estar numa praia em pleno verão…

A instalação “estendeu a luz do dia” até as 19:30 e foi incansavelmente fotografada por todo mundo que passava por ali, inclusive esta que vos fala.

Impressionante era ver a cara das pessoas, totalmente hipnotizadas pela montanha de lâmpadas.

 Em Londres é assim mesmo! Aliás, onde mais você encontraria um grupo de Hare Krishna dançando alegremente com um grupo de M&Ms?

Ou um intenso protesto para libertar a Siria ao lado de um grupo de street dance, assitido por um Vicking – tudo ao mesmo tempo junto e misturado no mesmo espaço?

É por isso que eu adoro essa cidade!

14
jan
12

Sala Vip e Classe Executiva (terceira parte)

ESTE BLOG MUDOU DE ENDEREÇO:

http://www.maladerodinhaenecessaire.com

Enfim o embarque! Depois de anos de Air France, toda apertada na “charmosa” classe Voyageur, a econômica (principalmente no espaço) da companhia francesa, voar na Executiva, não é um up grade, é um upprêmio, e parodiando o Riq Freire, é quase para trocar o nome para Tassia Shando!  Como eu disse no post anterior, o embarque é prioritário, ou seja, quem está na executiva e primeria classes, embarca primeiro, acomoda seus pertences tranquilamente (tranquilamente mesmo! não tem que disputar espaço com ninguém, e sua malinha/bagagem de mão, nem é  pesada ou medida antes de entrar no avião –  o limite da Tam para bagagem de bordo é de 5 quilos).

bagageiro classe executiva TAM

E assim que você se senta (e se sente), começa o serviço de bordo! Um paparico atrás do outro. Perde-se a conta de tantos – A senhora gostaria de … A senhora aceita ….?  A senhora…?

mapa de assentos TAM airlines A330-200

Para entender melhor: da direita para a esquerda, as 4 poltronas enviezadas são da Primeira Classe. Quatro únicos e exclusivísssssssimos passageiros. A diferença para a executiva, além da poltrona que deita mesmo (180 graus) é o cardápio (deve ter ostras frescas dos mares tailandeses e suas repectivas pérolas, hehehe!).

Fonte: Airlines.net

poltrona classe executiva TAM

Depois vem a primeira galeria da Classe Executiva, que na minha opinião é mais exclusiva (onde viajamos), pois são só doze poltronas, agrupadas em pares, que ficam  distantes o suficiente para você não ter a mínima idéia de que viajou daquele lado.

O lugar mais legal, sem dúvida, são as poltronas do meio, pois para levantar durante a noite, não precisa passar por cima de ninguém, que estará literalmente dormindo, esticadinho.

Mais atrás, a segunda galeria da Classe Executiva, com vinte e quatro poltronas, e depois, a Econômica.

poltrona da clase executiva da tam

A poltrona é realmente super confortável, e o espaço entre a sua e a da frente é inacreditável. Nos primeiros momentos, a gente não sabe o que fazer com as pernas e dá até para sentir uma certa solidão e saudades da sua bolsa que fica láaaa longe ! Mas em cinco minutos, já desenvolve um apego à situação!

Nas costas da poltrona da frente, tem o sua TV particular (grande),  porta revistas, porta trecos, lugar para colocar travesseiro (de verdade) que vem junto com um cobertor. No braço da poltrona, tem tomada (para carregar o que você quiser) e entrada USB.

No encosto, luzes particulares (absolutamente necessárias, pois depois do jantar, a escuridão é total, e até o café da manhã é servido, para quem já acordou, no lusco-fusco, para não atrapalhar quem ainda está dormindo.

A poltrona é toda hightech, e pode fazer tantos movimentos e ficar em tantas posições, que dá para brincar de vídeogame com o próprio corpo. Como dá para ver na foto, a poltrona não reclina/deita 180 graus, mas realmente não fez muita diferença. Neste braço da poltrona, ainda há o controle remoto da TV. São zilhões de opções de filmes, músicas, joguinhos, que seria necessário um vôo ida e volta sem escala  para a China, para dar conta de ver tudo. Mas depois do “hardware” voltemos ao “software”: o serviço de bordo é mesmo um mimo atrás do outro. Assim que a gente se acomoda, vem um/a comissária para nos informar as opções de drinks e aperitivos, oferecer as revistas, o travesseiro, o cobertor, a nécessaire (vem com escova e pasta de dentes, pente/escova de cabelo, tapa-olhos, meias, lencinho, lipbalm, calçadeira, etc), além de um enorme cardápio.

Depois ela vem com a garrafa da bebida  que escolhemos (Champagne, bien sûr!) e pouco depois um potinho com uma variedade de castanhas, nozes e macadâmias aquecidas.

Enquanto isso, a Econômica está se acomodando (nunca mais vou esquecer disto, quando estiver lá!). E em questão de minutos, nos perguntam se queremos mais alguma coisa, se está tudo bem, se já escolhemos os vinhos, as entradas, o prato principal, a sobremesa… – A senhora deseja …? Mentalmente respondi algumas vezes: –Sim! precisamos discutir a relação! Estou um tanto sufocada, você não me dá tempo de  pensar!

E assim, com este espaço todo, e com todo esse paparico, a gente pensa até em ter uma insônia, para aproveitar e não perder nadinha. Como assim, de qual país será o vinho para acompanhar o prato principal? Patrícia escolheu um alemão, e eu um francês. Ooh lá lá!  Enfim, o início do vôo parece que estamos num restaurante sobre asas! Os comissários usam uma espécie de avental, e com o bloquinho, anotam até seus pensamentos.  E quase não acreditei quando oferceram uma balinha. Sim, uma inocente balinha, igual às servidas nos vôos domésticos e na econômica (aquela balinha foi a única conexão com o mundo real, uma ligação com as origens, hehehe!).

entrada jantar da Executiva da Tam

Para servir o jantar, as luzes já diminuem. Sorrindo e silenciosamente, os comissários “põe a mesa”: toalha, guardanapos, e talheres (de verdade). Nos entregam um babador (sim, uma babador!) e delicadamente depositam a entrada.

Jantar Classe Executiva da Tam

Pão de ervas, manteiga, salada com rosbife (deve ter um nome bem mais pomposo, ah sim, é só verificar o meun, né?

Entradas
Folhas Verdes apresentadas com Rosbife de Filet Mignon realçado com
Mostarda Antiga
Folhas Verdes servidas com Queijo Feta, Tomate, Cenoura e Amêndoas

Seleção de Pães Quentes

Sopa
Creme de Espinafre

Pratos Principais
Filet de Robalo servido com Azeite de Ervas, Creme de Palmito com Lentilhas e Legumes grelhados
Filet de Frango em Crosta de Castanhas apresentado com Batata Rösti e Aspargos
Nhoque de Mandioquinha realçado com Molho de Tomate Concassé, Alho-poró e Manjericão

Queijos
Seleção de Queijos

Sobremesas
Torta Mousse de Chocolate Branco e Manga realçada com Calda de Manga
Sorvete
Variedade de Frutas Frescas

Depois o prato principal, que estava tão gostoso, que comi antes de fotografar (momento carrapato a serviço do fato) e a sobremesa também uma delícia, tendo sempre seu copo de vinho, devidamente abastecido. A essa altura, as luzes estão no mínimo, e assim que o serviço é retirado, já está todo mundo  “agarrado ao seu ursinho de pelúcia”, e… bocejando.

classe executiva TAM

É hora de reclinar sua poltrona (quase uma cama, mas não é 180 graus), subir o descanso para as pernas,  puxar seu cobertor, ajeitar seu travesseiro e escolher seu filme, música, etc e escutar tudo isso, num headfone (de verdade). E eu que sofro de insônia, principalmente em vôos internacionais noturnos, descobri o melhor remédio e a receita seria assim:

ao anoitecer – sala vip (sem restrições)

antes do jantar – champagne (à vontade)

antes de dormir – poltrona da classe executiva

Ok, não dormi a noite inteira, mas dormi!! Vi ums filmes (nem todos até o final), e quando dei por mim, lá estava a comissária, anotando o que eu queria para o café da manhã:

Café da Manhã
Frutas Frescas da Estação
Variedade de Frios
Pães Quentes
Sanduíche recheado com Queijo Gruyère, Presunto e Tomate
Omelete recheada com Queijo Mussarela e Peito de Peru e apresentada com
Queijo Coalho
Iogurtes
Cereal
Geleia e Mel

Café da manhã TAM Classe Executiva

Queijo, presunto e o melhor de tudo! Você está absolutamente inteira, e nem parece que está viajando há 10 horas.

O desembarque também é prioritário, e até a imigração em Heathrow é diferenciada. E quando  finalmente saímos do aeroporto, eu estava me sentindo abosolutamente pronta para o dia, para a semana! É por isso que os executivos ocupadíssimos viajam na Classe Executiva, né? Para não chegarem espremidos, derrubados, amassados e detonados aos seus destinos.

Faz realmente toda a diferença e sem dúvida nenhuma, uma experiência deliciosa, para uma essa viajante que vos fala!

Agora que aterrisamos, vamos continuar viajando, por Londres, e por onde os caminhos me levarem.

Até!!!

10
jan
12

Salas Vip e Classe Executiva da Tam (segunda parte)

Continuando:

A Sala Vip da Tam também fica no subsolo, perto da Sala Vip Smiles. Saimos de uma e entramos na outra, já que na sala da Tam, a toda hora há  imformações sobre os vôos.

Há uns 4 ambientes. Neste corredor, está o buffet, no mesmo esquema sef service, com sanduíches, salgadinhos, pães, biscoitinhos, café, etc. Em frente, ficam algumas mesinhas  e cadeiras em acrílico (grande sacada, pois visualmente, não ocupam espaço). E é lógico, é o lugar mais movimentado.

Buffet Sala Vip Tam GIG

Achei a sala (e os quitutes), mais modesta que a da Smiles e nesse horário (das 22:00 em diante),  partem vários vôos internacionais da Tam. Em momentos ficou lotada, e o buffet bem desfalcado.

*as fotos foram tiradas depois da chamada do embarque do vôo para Paris, e a sala ficou bem mais agradável.

Mas assim, no geral, a sala tem tudo que se espera de uma Sala Vip.

Se não estiver muito cheia, é um pequeno paraíso, dentro de uma aeroporto que não é lá um primor de conforto e serviços, como o Tom Jobim.

sala vip da tam GIG

Neste canto, estão as bebidas. Não vi espumante, mas havia vinhos variados, wisky, vodka, cachaça, refrigerantes, sucos…

Sala Vip da Tam GIG

Lá no fundo, estão os banheiros, e mais um ambiente, que como fica longe do buffet de comidas e bebidas, fica um pouco mais reservado.

Uma reflexão pessoal: a falta de tomadas. Hoje em dia, cada pessoa tem no mínimo dois aparelhos de algumas coisa. Celular, tablet, smartfone, note e netbook. Tomadas são artigo de luxo e ao mesmo tempo de primeira necessidade! Um serviço, que sem dúvida, seria muito bem vindo, pois nem todo mundo que está na sala vip vai viajar de executiva (que tem um plug, para carregar o que você quiser durante o vôo).

Mas o que é mesmo que a gente está fazendo aqui??? Enfim, depois de um pequeno atraso, nosso embarque foi anunciado.

E é lógico que os felizardos da Primeira Classe e da Executiva, tem embarque prioritário. Entramos primeiro e enquanto a Economica se acomoda, começam os paparicos!

Os detalhes? Na terceira parte, no próximo post.

Apertem os cintos! e até!




Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 9 outros seguidores

junho 2017
S T Q Q S S D
« abr    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 9 outros seguidores

viagens
free counters

Atualizações Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.


%d blogueiros gostam disto: