Archive for the 'Camden Town' Category

11
ago
11

Londres

ESTE BLOG MUDOU DE ENDEREÇO:

http://www.maladerodinhaenecessaire.com

Desde sábado passado, venho acompanhando estarrecida,  a violência que tomou conta de Londres e acabou se espalhando para outras cidades do Reino Unido.  Quem acompanha o blog, sabe que meu filho mora, estuda e trabalha em Londres.  E que vou para Londres todos os anos, uma cidade que eu amo e onde sempre me sinto absolutamente segura.  E feliz. Além disso, sempre achei “graça” dos jornais que, na  falta de notícias, estampavam nas manchetes que um homem tinha sido esfaqueado em brigas de gang, e uma ciclista atropelada no trânsito. Eram essas as noitícias, digamos, mais fortes.

A princípio, um acontecimento isolado, bem ao norte de Londres, cujo pretenso estopim, foi a morte de Marc Duggan, durante uma ação policial.  Mas o que seria um  “protesto”,  tomou um rumo completamente diverso, se desdobrando em vandalismo gratuito, saques e roubos de tênis, roupas, celulares e o ítem que aparentemente, virou ícone dessa violência toda: TVs de plasma de 42″.

Police face rioters in Toxteth

Os vândalos atacaram seus próprios bairros, ateando fogo a carros,  e a grandes e pequenos estabelecimentos comerciais.  Como a polícia de Londres geralmente não porta armas de fogo, e a princípio não compreendeu que não se tratava de protesto ou reinvidicação, e sim, de pura violência, não conseguiu controlar as gangs que se mobilizaram (e se uniram)  mais rápido que os governantes e fizeram da cidade um palco de horror.  Durante a noite de sábado,  esse “movimento” foi se espalhando pelos bairros e quando acordei no domingo de manhã, comecei a panicar, quando ouvi na LBC, que a polícia não estava controlando a situação.  

Map showing areas of riots 8 August

Sem conseguir falar com meu filho, fiquei grudada na internet, acompanhando a progressão, e aterrorizada, fiquei monitorando pelos jornais e pelo Twitter,  o” mapa” das localidades que estavam sendo atacadas enquanto o Primeiro Ministro e o prefeito estavam de férias e a polícia observava, munida apenas de cacetetes e escudos. À noite, víamos vários pontos da cidade estavam em chamas.

Na segunda, a coisa toda tomou uma proporção descomunal. Em plena luz do dia, a BBC mostrava imagens  tomadas de helicóptero,  de dezenas, centenas de pessoas quebrando as vitrines, entrando nas lojas, e como se estivessem fazendo compras, saíam com sacolas e pacotes.  Felizmente, o centro de Londres, onde meu filho trabalha, não estava na lista das localidades atingidas e as notícias do Twitter, eram de que os turistas estavam turistando como sempre, alheios aos acontecimentos. Com exceção de Camden Town (onde há um mercado muito conhecido) , nenhum ponto turístico foi “atingido”.

David Cameron gives state to Commons in response to riots

Hoje, finalmente, ouvi o discurso de David Cameron, sobre a medidas que estão sendo tomadas, a fim de que a segurança volte a reinar no território da Rainha.  A polícia foi autorizada a usar canhões de água e balas de borracha, e 16 mil oficiais estão nas ruas. Além disso, estão identificando, através de imagens das câmeras de segurança, os participantes desse episódio vergonhoso e colocando-os no “devido lugar”. Talvez depois de tudo isso, a cidade, agora cheia de cicatrizes, volte a ser segura, quem sabe ainda mais segura que antes. E fotos da beleza da cidade, sejam as únicas que apareçam quando se falar de Londres.

Primavera chegando em Londres

St James Park

Anúncios
03
jan
10

2 de janeiro, Camden Town

Camden Town já foi uma zona de comércio repleta de armazéns e estábulos militares mas atualmente é conhecido por seu mercado, pubs e clubes onde nos finais de semana, turistas e descolados em geral disputam as ruas em busca de novidades. Divertimento certo para todos, você ainda pode se deliciar nas inúmeras barracas de alimentação com variedades de várias partes do mundo.

Chegando em  Camden Town, ao norte de Londres, dá pra sentir que existe um fervo diferente,  muita gente, mas o clima é completamente diverso de outras regiões de comércio.

No meio dessa multidão, aparece um punk ou outro, pois o bairro foi berço do movimento. Hoje, é um misto de tudo o que você pode imaginar. Mercadorias de todos os tipos, das  tradicionais luvas e cachecóis, à camisetas de cannabis. É interminável… São ruas com barraquinhas, uma delas parece um labirinto, onde se vende de casacos de inverno, moda descolada, pins, botas. Mas você corre o risco de nunca mais sair de lá.  Saindo dessas muvucas, mais para o fim da rua, você dá de cara com enormes cavalos. É o Stables, uma espécie de galpão, também labiritístico, com tudo que a imaginação humana pode conceber à venda. Muito vintage, casacos de couro, brechós, malas antigas, cristais, roupa de segunda mão.

mas no meio disso tudo, um canal lindo, contrasta com o burburinho…

O cheiro que se sente é indescritível. Todas as comidas do mundo estão ali, a preços baratos. 4 pounds e você pode misturar tudo o que estiver vendo.

O que se ouve, conforme se anda, é uma mistura de salsa, música mexica, gaita irlandesa. Uma Babel com cara de feira hippie.

A impressão que se tem, é que é interninável, inexplicável e absolutamente caótico. Mas é isso que faz de Londres essa delicia.

Alguns exemplos do se pode encontrar….

Pianos e aula de música,

Lenços e pashiminas e uma mulher de mosaico…

Ir a Camden Town é uma experiência…

Mas atravessando a rua, você sai de um ambiente multicultural e multifacetado, do mais absoluto caos cultural à paz de uma ruinha silenciosa, onde só nós estávamos. Exatamente em frente ao Stables. Um contraste delicioso.




Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 9 outros seguidores

setembro 2017
S T Q Q S S D
« abr    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 9 outros seguidores

viagens
free counters

Atualizações Twitter


%d blogueiros gostam disto: