Archive for the 'OOXFORD STREET' Category

28
dez
11

Enxoval de inverno para viagem à Europa (segunda parte)

O inverno para valer ainda não chegou. Em novembro, quando cheguei, as temperaturas ainda eram de outono, e  fala-se no segundo Natal mais quente em 13 anos.  Em comparação ao ano passado, nessa época, já tinha nevado baldes e em Londres chegou a fazer -9.  Estamos tendo 10, 11, 12 durante o dia. E pela Europa afora, as temperaturas andam positivas, mesmo em Copenhagem e Estocolomo, que esta altura já deveriam estar cobertas de neve. Mas em se tratando de inverno europeu, tudo pode acontecer! E mesmo assim, já é bem friosinho para quem saiu do nosso ensolarado país.

Há várias teorias de como se vestir para o frio: Teoria da cebola, que é aquela das zilhoes de camadas,  teoria do é possivel ser sensual sem passar frio, dos blogs de moda,  teoria da meia-calça O que posso dizer é que é isso tudo misturado, ou nenhuma das anteriores. Sensibilidade ao frio, é muito pessoal! E ¨estilo¨ também!

Pessoalmente, eu adoro frio, mas não gosto de passar ou sentir frio. E acho que a ¨elegância¨ vai até uns cinco graus, sem vento! Abaixo disso… tudo que te mantém aquecido é bem vindo. Mais uma vez, só posso falar da minha experiência pessoal. Já cheguei por aqui em vários estágios do inverno, e com viagens planejadas para lugares muito frios, no auge do inverno. Chegando em novembro, dezembro… é uma beleza! Tem casaco de todos os tipos, tecidos, cortes e principalmente, de todos os tamanhos! Então a gente pode escolher com calma,  mesmo sabendo que vão ficar mais baratos depois. Já depois do Natal, a coisa toda fica mais barata, mas pode ser que você não encontre o que quer, no seu tamanho. E como a indústria da moda é canibal, já estão mandando e-mail anunciando a coleção primavera-verão. No final de janeiro, e em fevereiro, a gente tirita de frio, mas tem que procurar e encontra íntens de inverno, principalmente casacos, nos canto das lojas, nas araras em sale. 

Basicamente, há tres tipos de casaco:

Tipo mantô, que pode ser de lã pura (bem mais caros) ou de uma mistura de lã com poliester (a grande maioria). Pode ser curto, na altura dos joelhos ou longo. Com gola alta, transpassado, com pele falsa… São, na minha humilde opinião, os mais elegantes, e tenho usado um desses (sem salto agulha, certo?) para essas temperaturas entre 6 e 12 graus, onde a teoria das camadas funciona bem, desde que sejam as  camadas certas, finas, tipo uma térmica e uma de lã merino. O importante é que tenham bolsos par a esquentar as mãos. O problema é exatamente quando a temperatura cai e o vento gelado entra em ação e literalmente adentra o seu ser! Ou seja, esse casaco não veda, e deixa o vento, o sereno, a neve etc, estragar todo o aconhchego. E acredite, o vento entra pelas mangas, pelo decote, por todos os lados!

Casaco de Pele (falsa, graças a Deus!) são na realidade uma mistura de acrilico e poliester e são bem quentinhos, e um pouco mais ¨vedantes¨. E como único casaco, pode ficar meio enjoativo,,,

Tipo Padded, Filled ou Down coat, que eu chamo de edredon particular, e no frio mesmo é o meu eleito! Agradeci aos céus, quando encontrei esse, no meu tamanho, certinho, quentinho, esperando o frio chegar! Há os de recheio de manta acrílica, de penas (que às vezes saem pelas costuras), e os de down , que são a plumagem dos gansos, aquela fininha antes das penas. Alguém já viu ganso nadando lindo num lago gelado?( é por isso, ele tá lá quentinho!!!)  Há de cores e materiais diferentes, mais curtos, até o joelho e compridos (proteção total) e de todos os preços também (os da Moncler são caréeeeeerrimos!) O mais  importante é que esse  tipo de casaco, forma um casulo e não deixa o calor do corpo sair nem o frio entrar. Como é impermeável,  vento, sereno, chuva ou neve, ficam literalmente longe de você. As mangas são agarradas no punho, e não deixam mesmo o vento passar. Ok… não é a coisa mais elegante, mas nesses momentos de friaca e vento ou nevasca e chuva, tudo que você vai querer é um cocoon à sua volta. E aí, nem precisa de mais de uma camada. Uma blusa, um fleece por dentro e pronto. O que é um alívio, pois quando a gente entra num lugar aquecido, é só tirar um casaco e pronto! Então para o auge do inverno, é ele! Não é à toa que todo mundo por aqui tem um.

E onde encontrar? Em quase todas as lojas,  a gente encontra os casacos e os acessórios também. Que apesar de acessórios, são, como disse o Guilherme nos comentários, imprescindíveis!! Gorro, luvas, cachecol e meias! E eu às vezes apelo para um ¨esquentador de orelhas¨, os earsmuffs. O vento nos ouvidos pode fazer até os seus neurônios pedirem ajuda!

Leopard Faux Fur Earmuff

Pois é exatamente pelas extremidades que se perde muito calor. De nada adianta um casacão se as mãos congelarem, pois o corpo todo gela junto.

Hot Water Bottle Hand Warmer Heat Pad

Além disso, existem os hand warmers, que são saquinhos de papel, com uma mistura dentro que aquecem ao serem abertos. A gente coloca no bolso, enfia as mãozinhas e voilà! E tem também as mini bolsas térmicas, reutilizáveis e fazem a mesma coisa.

Mas o que eu mais amei, foi o que ganhei no Natal da minha filhota antenadíssima: luvas touch screen!!! para quem como eu sente muito frio nas mãos, mas não vive mais sem um smartphone (ou tablet) para tudo, principalmente para procurar as paradas de ônibus, mapas etc no meio da rua, tcharam!!! As touch gloves, tem uns fiapos de nylon na ponta dos polegares e dos indicadores, e funcionam mesmo!  O máximo! Tem na Amazom, mas já já, deve estar em tudo que é canto.

TECH TOUCH GLOVES WITH SILVER COATED NYLON FIBRE TIPS - BLACK - IPHONE 4/4S - GALAXY S2 - HTC SENSATION AND ALL SMARTPHONES WITH TOUCHSCREENS PART OF THE QUBITS ACCESSORIES RANGE

Breve listinha dos ondes para quem está com pressa…

Londres:

Regent e Oxford Street (não conheço ninguém que venha a Londres e não passe por essas ruas, onde estão todas as lojas: Esprit, Mango, Top Shop, H&M, Next, New Look, Marks & Spencer, French Connection, Gap, Zara…  e outras tantas griffadas.

Westfield Shopping

tem dois: Shepherd’s Bush

Central Line: Shepherd’s Bush and White City
Hammersmith & City: Wood Lane and Shepherd’s Bush Market

e Stratford  (achei esse último, bem simpático e ainda dá para dar uma passeada no Overground, que é um metrô por cima)

E as roupas térmicas? Bom, tem na Mountain Warehouse (tem uma em Picadilly Circus, que todo turista tem que conhecer e tirar uma fotos dos luminosos). Essa loja vende roupa para quem vai para as montanhas, esqui, essas coisas. Está sempre em promoção. Tem tops de fleece (aquele tecido leve, fino e quentinho), roupas thermal (a primeira camada obrigatória). Há também a Rock & Snow, a Cotswolds …

Mas se quiser resolver todos os seus problemas de frio, vá direto em uma loja da Uniqlo. As roupas cumprem o que a embalagem promete, tanto as roupas térmicas (underwear – são fininhas e além de manter o calor não fazem a gente suar quando entra numa loja/restaurante, etc super aquecido) , quanto os casacos e jaquetas ultra light. Também na Regent e Oxford Street (em Paris também).

Em Paris:

Faz tempo que ¨não vou às compras¨ em Paris, mas na Rue de Rivoli, tem todas as lojas também e na C&A tem um andar inteirinho só de casacos!

Em Madri:

É um shopping a céu aberto! E as rebajas (liquidações) são mesmo de arrasar. A região de Salamanca, a Gran Via… E o shopping La Gavia , que vale uma visita. Dá para encontrar de tudo e ainda se arrepender de não ter levado uma mala enoooorme!

Em Barcelona:

Bem na Plaça de Catalunya, há um shopping bem legal, mas nas ruinhas do Bairri Gotic, estão as lojas mais descoladas. Isso sem falar na elegantérrima Passeig de Grácia… No El Corte Inglés…

O importante messssssssssssmo, é não sentir e não deixar o  frio  estragar um dos melhores momentos da vida! VIAJAR!!!!

PS: Aos que pediram ajuda, espero ter contribuído. Mas cá entre nós eu sou muito melhor na malinha, com pouca roupa!

Até!!

Anúncios
25
dez
11

Do Natal ao Boxing Day… do sagrado ao profano, da calma ao caos!

Aproveitando a calma e a internet, que hoje está uma beleza, tento começar a blogar… O problema, é que ainda estamos sem internet! Estamos navegando num oferecimento  da Starbucks. que fica aqui do lado. E pegamos a wifi… Mas às vezes vai, às vezes não. Acho que hoje só eu estou na internet, vou aproveitar!

Hoje, dia 25 de dezembro, o único movimento frenético que vi, foi dos esquilos no Highbury Field… Depois de semanas de corais e canções natalinas, decorações feéricas, muita gente nas ruas e trânsito caótico, é como se uma trégua pairasse por toda a cidade. Ontem, tudo fervilhava. Hoje, dia de Natal, Londres ( e o Reino Unido em geral) para por completo. A começar pelo transporte público. Não há ônibus, nem metrô e como os black cabs (táxis) cobram dobrado, nas ruas só algum poucos carros. Lojas, farmácias, supermercados, lanchonetes? tudo fechado! Com exceção das off licences (lojas que vendem de bebidas a jornais), tudo fica hermeticamente fechado. Mas, amanhã, o mais absoluto caos tem hora para começar.Do sagrado(25/12)  para o mais selvagem consumismo (26/12).

fonte – The Sun

É o Boxing Day. E feriado, aqui no Reino Unido, e em todos os paises do Commonwealth= Austrália, Africa do Sul, Canadá e Nova Zelandia. Há várias teorias para a origem desse dia , mas dizem que começou com a tradição da Idade Média de dar dinheiro às pessoas necessitadas, ou ainda, quando comerciantes colocavam em caixas, algum dinheiro para dar aos trabalhadores, em agradecimento pelo serviços prestados durante o ano. O fato é que essa tradição virou O dia de liquidações indescentes e do povo percorrer todas as lojas atrás de ofertas arrasadoras!

Selfridges (num dia normal)

foto – The Sun

As filas que esperam as lojas abrirem são imensas e se desdobram por mais de um quarteirão. Já presenciei esse fenômeno. É assustador! Algumas lojas são mais organizadas que as outras. Umas infinitamente mais disputadas, como a Zara, Apple, Selfridges, Top Shop.

Calçada da Selfridges (num dia normal)

No fim do dia, na Oxford Street, o chão fica qualhado de resto de lanches, luvas perdidas, sacolas rasgadas.  Mas não deixa de ser uma experiência para quem vem a Londres nessa época e tendo fôlego, vale a pena. E vale a pena ainda, ir nos dias seguintes, pois as liquidações continuam e fica tudo mais calmo.

21
mar
11

Londres em obras

Como minha volta ao Brasil está se aproximando, resolvi economizar toda a reemoção do relato da última viagem, para quando estiver em terras Tupiniquins. Já sinto alguns sintomas da tradicional DPV (depressão pós viagem) só de pensar!

Minhas anotações, mapas etc, estão todos guardados na storage aqui do flat,  e como são importantíssimos para os posts, vou relaxar e curtir tudo outra vez, lá no Brasil. Enquanto isso, vou mesmo absorver ao máximo (e postar) tudo por aqui, afinal Londres (ainda que seja minha segunda casa) tem sempre uma pauta .

Que Londres está permanentemente em manutenção não é novidade, todo mundo sabe. Mas como a cidade está se preparando para fortes emoções como  o Casamento Real e no ano que vem, as Olimpíadas (cuja a largada foi dada na semana passada), e a impressão é que não há um cantinho que não esteja sendo reformado, ou que  uma nova construção está surgindo. Por toda a cidade, são andaimes, barreiras e desculpas pelos invonvenientes.

A começar pelo The Shard que quando estiver pronto em 2012 ficará assim, e será a torre mais alta da Europa,com 310m de altura e promete ser o  novo ponto de observação da vista de Londres.

Shard London Bridge Complete.jpg

Ainda em construção, não está tão lindo assim…

O prédio foi desenhado em 2002 por Renzo Piano, o mesmo arquiteto do Centre Pompidou, em Paris. Vai ocupar o lugar das Southwark Towers, que foram meticulosamente retiradas (tijolo por tijolo, por estarem exatamente ao lado (quase em cima) da movimentadíssima London Bridge Station  e lógico, como toda a obra faraônica, sofreu severas oposições das autoridades locais como Royal Park Foudation e English Heritage.


Contagem regressiva para as Olimpíadas em Trafalgar Square.

Oxford Street

A região de Picadilly Circus, Oxford Street (corredores importantíssimos de circulação de ônibus, carros e gente) e quase toda Central London estão quase intransitáveis, e uma simples viagem de ônibus entre esses pontos dura uma eternidade, por causa dos engarrafamentos. A pé também está difícil!

Oxford Street

Obras no metrô, estão levando Londoners commuters, à loucura!

Tube chaos

foto  – London Evening Standart

E as Black Mondays (segunda feira de caos)  estão cada vez mais frequentes, nos horários de pico.

Mas é primavera, a vida é linda e as pessoas, as lojas e suas  vitrines estão festejando a época…

Richmond Upon Thames

Primark Oxford Street

Selfridge




Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 9 outros seguidores

junho 2019
S T Q Q S S D
« abr    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 9 outros seguidores

viagens
free counters

Atualizações Twitter

Anúncios

%d blogueiros gostam disto: