Posts Tagged ‘BÉLGICA

17
abr
10

espaço aéreo europeu fechado até domingo…oh lá lá!

É assim que está a situação da nuvem de cinzas do vulcão Eyjafjallajokull…. Se o nome é difícil, a situação é ainda pior.

Até agora, só um e-mail genérico da Air France dizendo para acompanhar os informes no site da companhia. O call center é atendido por um robô e sobre o meu voo, só dizem que “está previsto”, como todos os outros que foram sendo cancelados…

Stand by… fazer  quê?

Anúncios
24
mar
09

QUERO VOLTAR!!!


Nem sei por onde começar esse post. Mas tudo que sinto hoje, é uma enorme vontade de voltar para Brugges. Arrumar minha malinha, pegar minha filhota pela mão e partir no primeiro voo (assim mesmo…o acento caiu).
A tranquilidade dessa cidade mágica, onde o tempo e o sino do campanário se confundem, onde a névoa cai às 4 da tarde, transformando a cidade num cenário, onde me senti segura, para sair às três da manhã de um pub, percorrer a praça central e dançar e brincar de roda com minha filha. Uma sensação que há muito tempo não sinto aqui no Brasil onde perdemos o direito de ir e vir. O Rio de Janeiro, é guerra e medo. Hoje, acordamos com as aterrorizantes notícias de um combate, em plena Copacabana. A guerra do tráfico, está literalmente nas ruas. E eu, que precisava atravessar este bairro, para pegar um documento, não fui. E agradeço por ter a opção de não ir. As pessoas que moram lá, que precisam trabalhar, não tem essa opção. Precisam enfrentar a guerra. Aqui em Niterói, hoje temos uma operação para prender uma quadrilha que roubava mais de cem carros por mês e sequestrava os motoristas. Ver ou ler os jornais é um ato de coragem, coragem que perdemos de sair de casa.
Quero voltar… Voltar para aquela sensação de poder sair de casa e andar por um parque deserto, sem medo…

Me sinto triste e acuada.

19
jan
09

Paris – SÃO TANTAS EMOCÕES!


Já descobri quase todos os acentos desse computer, só falta achar o ponto de interrogação. Os acentos me fazem uma falta enorme, assim como todos os sinais de pontuação…
Estou extremamente desatualizada. Eu não! O Blog. Euzinnha estou colocadíssima. Mas como expressa o tìtulo desse post – É muita informação! Às vezes dá um nervo, uma urgência de absorver tudo, de saborear, e sentir tudo! É simplesmente impossível transmitir tudo que estamos vendo, sentindo, vivendo. Talvez com calma, depois da viagem, eu possa aos poucos, descrever as cenas, e os cenários.
Chegamos à Paris, minha querida Paris, na sexta-feira, às 5 da tarde na Gare du Nord.
Estamos craques em arrumações e prazos para chekins e outs. Enquanto os sinos badalavam, nós que tínhamos planejado acordar cedo e com calma arrumar tudo, nos deliciamos na cama quentinha e eu que normalmente tenho uma insônia às cinco da manhã, só acordei às 10. Nosso chekout era às onze e tivemos que correr muito. E de despedir de Brugges foi muito difícil. Que cidade maravilhosa!
Fomos de ônibus até a estação de trem, pegamos o trem para Bruxelas e de Bruxelas, fomos de Thalys para Paris.
Chegar em Paris é sempre uma emoção. Me sinto em casa! Pegamos um taxi até a casa do meu querido amigo Michel, que tinha deixado a chave na portaria. Deixamos as malas, e partimos para curtir o fim da tarde, nesta cidade querida.

18
jan
09

BRUGES…SEGUINDO VIAGEM

Segundo nosso cocheiro, essa e a rua mais estreita do mundo. Ainda duvido, pois se eu consegui passar por ela com tres camadas de roupas e mais um mantô, pode ser que exista alguma mais apertada. De todo modo, e lindinha. E o mais legal, foi que enquanto tiravamos essa foto, uma moradora chegou em casa. Como se fosse normal…

17
jan
09

Brugges PARADISE!!!

Nao ha nada mais gostoso que ser cliche quando se e turista. O povo local, todo la, como aquilo fosse absolutamente normal… e a gente empolgadiiiisima com um passeio de carruagem, que no nosso caso, nos levou ao paraiso!

Do momento em que nosso cocheiro começou a narrar nosso passeio… At the rrrrrrrrrright ! Um cara grandão, parecido com o Obelix, nos contava animado, os causos de Bruges. Diga- se de passagem, que os causos dantam do seculo 9…e dai por diante……………………………..


Nos fomos transportadas numa nave. Rumo ao um passado, quase presente. Uma cidade magica, da qual todos os angulos sao absurdamente lindos, e a vida, passa… numa dimensao completamente diferente da qual estamos habituados.

Em plena rua principal, onde o comercio rola solto e todas as griffes se concentram, e comum ver um grupo de pessoas apertando as maos. Param no meio da calcada, conversam animadamente, sorriem.
Muitos jovens, dezenas… saem da estação. Uma cidade da idade media, onde os sinos marcam os minutos e se empolgam loucamente as cinco da tarde, e repleta de jovens lindos, que atravessam a cidade de bicicleta, assim como as senhoras, sempre chiquerrimas, em casacos maravilhosos, gorros sempre enfeitados, param suas bicicletas, em frente a uma linda loja, compram um lindo casaco, e voltam para casa. Adoram bolsas, e chapeus. Eu, que nao sou especialista no assunto, consegui em tres dias, identificar uns dez diferentes. Certamente, deve existir algum codigo.
Voltando ao cocheiro, estar numa carruagem ou charrete…numa cidade como Bruges, pode fazer seu ponto de vista mudar. Tive a impressao de entrar literalemte em outra dimensao, ouvindo o trotar dos cavalos. Quase surtei, quando ele nos disse que teriamos que parar alguns minutos para alimentar e dar agua ao cavalo. Isso, junto a um monumento ao cavalo.


Dai em diante é um desenrolar de paisagens, cheiros, visões, e a bruma caindo… Pronto! Seu corpo nao te pertence mais.


Como eu disse, nenhuma foto pode ao menos dar uma ideia, do que e Bruges.
E mais ou menos como ver um quadro de Van Gogh, pela telvisao e dizer que ja viu.
E apenas uma referencia. Nao uma EXPERIENCIA.

ah! é só clicar nas fotos para ampliar….

15
jan
09

SEM PALAVRAS….

Não ha fotos nem palavras que descrevam esta cidade. Estamos em estado de graça e nao ha um lugar, um so ângulo que nao de vontade de fotografar e guardar para sempre na memoria.

Uma cidade minuscula, mas com tanto impacto! Parace que fomos teletransportadas para um tempo indefinido, onde damas e cavaleiros passeiam pelos campos e a nevoa, impede de se ver alem. Estamos na Europa medieval. Todas as impressões, sao acompanhadas dos sinos que tocam melodias complexas a qualquer hora. Sao ruinhas muito estreitas que desembocam em largos e parques, canais (congelados!) onde debruçam arvores preguiçosas devido ao inverno.
La pelas 4 horas, comeca uma nevooa, que esconde a grande torre, onde esta o campanario, e envolve qualquer paisagem que fique ha mais de dois metros do seu olhar.
A cidade e repleta de pequenos restaurantes com lareira, e nos descobrimos um cantinho, pertinho do nosso hotel, onde estao os pubs. A Belgica fabrica mais de 400 cervejas, todas com forte teor acoolico, cada uma mais gostosa que a outra.
Ontem fomos a um pub, eu e minha filhota. Estavamos em extase depois da tarde que a passamos passeando entre canais e parques, como personagens de um filme…A conversa ficou animada, e fomos pedindo cerveja como se fosse agua mineral. Saimos do pub, e o centro da cidade estava absolutamente vazio. Um sonho inimaginavel! brincamos de roda, no centro de uma das mais visitadas cidades da Europa. Cena inesquecivel, dessa aventura, cada dia mais maravilhosa.

15
jan
09

BRUGES, MUITO MAIS DO QUE UM SONHO!

Estamos exaustas, mas talvez, vendo algumas fotos, posso passar uma vaga noção do que é essa cidade!

E a cidade mais parecida com filmes passados na Idade Média que eu já vi. Dá para fazer tudo a pé. Mas é a bicicleta o meio de transporte oficial. Senhorinhas, moças chiquérrimas, estudantes. Todo mundo pilota a bicicleta, mesmo debaixo de um frio que beira -1 quando a tarde cai.

Nosso hotel é do lado do campanário, onde o sino (que é ouvido por toda a cidade) marca as horas. Todas as horas inclusive as “meias”. Às cinco da tarde é praticamente um “concerto” de sinos, que dura quase quinze minutos. E quinze minutos depois, às cinco e meia, novo badalar alucindado. As noites chegam cedo e a cidade fica vazia, mas descobrimos um cantinho, entrando por uma das ruinhas que saem da praça central, o Markt, onde há alguns pubs.  Lógico que vamos encontrar cervejas belgas por lá.

Pubs em Bruges

E claro, vamos terminar a noite na barraquinha de batata frita com maionese, que atravessa a madrugada na praça, matando a fome dos notívagos.

Imagine andar um pouquinho além do centro da cidade e dar de cara com essa cena!! Parece que um cavaleiro medieval vai surgir a qualquer momento.

 

LDN09 071

PPara onde o olhar vai, é uma visão mais linda que a outra. É uma cidade-poesia. Tudo parece surreal.

 LDN09 093

A cada esquina uma paisagem de parar a respiração.

LDN09 096

A cidade é cuidadosamente entrecortada por canais, a maioria é navegável. Mas no inverno os barcos se recolhem.

E lá pelas 4 da tarde, uma névoa toma conta de toda a cidade, tornando tudo mais surreal ainda.

LDN09 111

 

E mesmo a cidade sendo pequena, é fácil caminhar quilômetros… dar voltas e voltas só absorvendo a vibração desse lugar.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 




Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 9 outros seguidores

novembro 2017
S T Q Q S S D
« abr    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 9 outros seguidores

viagens
free counters

Atualizações Twitter


%d blogueiros gostam disto: