Posts Tagged ‘LONDRES

29
fev
12

Veneza, aqui me “trens” de regresso!

ESTE BLOG MUDOU DE ENDEREÇO::

 http://www.maladerodinhaenecessaire.com

Não, eu não escrevi errado… Foi só um trocadilho infame, por causa da primeira vez que cheguei a Veneza de trem (foi um sufoco).

image

Como eu sou teimosa, cá estou eu de novo, dessa vez pelos céus! E que vôo!!!
Chegar a Veneza pelo ar é um desbunde! Há uma hora que parece que não haverá solo para pousar!

image

Lá depois da ponte, a gente vê Veneza, como se desse para pegar com as mãos! Assim, como vemos no Google Maps. Escândalo!

image

E Veneza me recebe cheia de azul, como uma amiga que enfeita a casa para receber.

image

E como eu sou teimosa mesmo, vou andar muito de trem…

image

Como essa viagem é totalmente solo, dessa vez pratiquei todo meu desapego e estou acompanhada somente de uma mochila (com 2 rodinhas) e 2 smartfones. Sem netbook, e sem câmera! Então, esse é um post inaugural da edição do blog pelo pequeno gadget, num momento digamos assim, budista hightech!

Por hoje é só…

Buona Notte a tutti!

24
jan
12

sol de verão em pleno inverno? Trafalgar Square tem!

ESTE BLOG MUDOU DE ENDEREÇO:

http://www.maladerodinhaenecessaire.com

Ontem foi dia de sol! Digo, sol artificial, instalado em Trafalgar Square. Por que? Ora, para promover um inocente suco de laranja, chamado Tropicana.

Disfarçada de arte contemporânea, a instalação publicitária,  pesando 2500 kg, ostentando nada menos que 60.000 lâmpadas foi ereta na praça para  “aquecer”  o que por aqui chamam de Monday Morning Blues…

… (algo como a tristeza das manhãs de segunda), ainda convidava os passantes a sentarem nas “cadeiras de praia”  e saborearem o suquinho, enquanto imaginavam estar numa praia em pleno verão…

A instalação “estendeu a luz do dia” até as 19:30 e foi incansavelmente fotografada por todo mundo que passava por ali, inclusive esta que vos fala.

Impressionante era ver a cara das pessoas, totalmente hipnotizadas pela montanha de lâmpadas.

 Em Londres é assim mesmo! Aliás, onde mais você encontraria um grupo de Hare Krishna dançando alegremente com um grupo de M&Ms?

Ou um intenso protesto para libertar a Siria ao lado de um grupo de street dance, assitido por um Vicking – tudo ao mesmo tempo junto e misturado no mesmo espaço?

É por isso que eu adoro essa cidade!

07
jan
12

Salas Vip e a Classe Executiva (primeira parte)

Este post era para sair imediatamente após o vôo, mas quando chegamos, Londres estava especialmente charmosa no outono e eu e minha prima nos entregamos ao mais absoluto prazer de viver! E comtemplar os tapetes e redemoinhos de folhas dos mais loucos tons de castanho, contrastando com o ainda amarelo das árvores…

Hyde Park outono 2011

E depois partimos para Edimburgo, que preparando-se para o Natal estava linda demais! Adoro Edimburgo!

E viajamos para as Highlands… Um espetáculo à parte, um sonho muito especial…

Highlands Escócia outono 2011

Depois Montpellier, no sul da França, uma cidade que amo e onde mora Cristina, minha prima querida e uma artista. Mais uma vez, o casal Haize tirou da cartola um passeio de sonho: St Guilhem le Desert, uma cidade medieval que faz parte do Caminho de Santiago de Compostela  e mais parece cenário de filme…

St Guilhem le desert (Montpellier, outono 2011)

Enfim, foi muita informação em pouco tempo, e agora finalmente vou colocar os posts em dia.

Começando pelo começo… TAM BUSINESS CLASS/CLASSE EXECUTIVA

Há algum tempo eu escrevi um post sobre como era um vôo internacional ( para estreantes). Não leu? Então clique aqui! Ainda é um dos posts mais acessados. E como prometi, aqui vai o post sobre a Classe Executiva, e seus detalhes, digamos, tudo de bom!. Quem é que nunca sonhou com um up grade??? Mas afinal, o qual a grande diferença? Se o ponto e horário de partida e de chegada, são  rigorosomente iguais, o que muda no percurso?  O que “recheia” essa linha reta entre os dois pontos é que muda tudo.

 Antes de viajar, eu queria muito saber como era. E sinceramente encontrei muito pouca coisa, além do que há no próprio site da companhia.

Segundo minha prima, eu, a “Miss Lowcost” da Europa, tinha que passar por essa experiência ( e lógico, contar tudo aqui no blog ).

Para começar, salas VIPs!    Não, não é preciso voar de executiva ou de primeira classe para entrar numa Sala Vip.  Alguns cartões de crédito dão direito a esse mimo, que convenhamos, para quem vai viajar por longas horas, ter um lugar confortável  para pousar, antes de decolar é praticamente uma necessidade . Eu mesma, adquiri um cartão de crédito , escolhido a dedo para poder desfrutar desse conforto. Aproveitamos as duas: Smiles (pelo  cartão  e  Tam pelo vôo).

Sala Vip Smiles

No Terminal 2 (do Galeão), depois que a gente passa pela Policia Federal é um tédio! Depois de passar pelos procedimentos de segurança, colocar tudo na bandeja, Raio X, etc. A única coisa a fazer é esperar seu embarque. No Terminal 2, não tem absolutamente nada para  fazer, além de um DutyFree (bem roscofe, por sinal), não tem mesmo nada, nenhum conforto, e  a única livraria fechou! E até os agentes da PF avisaram que não há como preencher o tempo lá dentro. Logo, uma sala VIP é praticamente um oásis! A sala fica no subsolo, em frente a lanchonete Viena.Viajando na Primeira e Bussines Class da  Tap, United Airlines, Lufthansa, e US Airways,  o acesso é gratuito, e para os clientes  Smiles (Gold e Diamante) também, mesmo que não estejam viajando Gol. Na recepção, a gente mostra o cartão de embarque e o cartão de crédito que dá direito a entrar na sala. E assim que entramos há uma espécie de armário para guardar casacos e malas, e um buffet self service com espumante, wisky e destilados em geral, sucos, refriegerantes, saladinhas, sopas, salgados, docinhos, café e biscoitinhos. “De um tudo”!!! você, vai ao buffet, se serve do que quiser, o quanto quiser e quantas vezes quiser. Simples assim!

Só essa visão já é animadora, se pensarmos nos serviços que o aeroporto oferece (oferece, não é bem a palavra,  qualquer sanduba mal encarado é quase um assalto!!). Além disso a sala é enorme, com uma luz tranquila, nenhum neon, com mesas e cadeiras para saborear os quitutes,  sofás e poltronas  de couro  confortáveis e vários ambientes.

Ah! Banheiros (é logico), TV e acesso à internet.

Mas atenção! nesta sala não tem quadro de embarque, nem aquela voz sensual  dizendo o número do seu vôo, portão de embarque, se está atrasado, se mudou de portão…  O perigo é gostar do ambiente, embarcar no espumante/wisky, se esparramar no sofazão e esquecer o que veio fazer aqui…

Mas para quem tem mania de antecedência (eu!) é o melhor lugar do planeta GIG (aeroporto Tom Jobim) para esperar seu vôo.

Sala Vip Tam

Para entrar, foi só mostrar o cartão de embarque e o passaporte. A sala é, digamos, mais modesta que a Smiles, toda “trabalhada” no vermelho TAM e logo na entrada um piano de calda (?). Nada mais necessário do que um lindo e lustroso piano de calda, numa sala vip,  certo?

Conto mais no próximo post, porquê este está ficando enorme!

Até mais senhores passageiros!

31
dez
11

Feliz Ano Novo!!! and Happy New Year!

ESTE BLOG MUDOU DE ENDEREÇO:

http://www.maladerodinhaenecessaire.com

Hoje não resisti e fui dar uma espiada no furdunço! Por furdunço leia-se Central London, que desde o dia 26 está explodindo de turistas e entre eles muitos brasileiros! Todos os sotaques, ecoavam pelas ruas. E Londres se preparava para mais um Ano Novo!

Em Trafalgar Square, os telões mostravam em várias línguas, como seria a organização do evento, avisando onde pegar condução para os quatro pontos cardeais da cidade.

Confesso que me deu uma saudadinha, da minha primeira New Year´s Eve… Aquela exitação, aquela novidade!

Em Westminster Bridge, a multidão:

É… Então, apesar de hoje estar fazendo um dia de outono, sem aquela friaca do ano que virei em frente a London Eye, fiquei imaginando todos lá, até meia noite! E desejando a todos, de todas as nacionalidades, do mundo inteiro, um ano maravilhoso, e me aproprio da foto de minha primoca me mandou do amanhecer em Copacabana ( a danada vai passar a virada ¨comme il faut¨, nas areias da Princesinha do Mar) , para desejar que todos os nossos sonhos amanheçam assim…

amanhecer em copacabana p blower

FELIZ ANO NOVO!

25
dez
11

Do Natal ao Boxing Day… do sagrado ao profano, da calma ao caos!

Aproveitando a calma e a internet, que hoje está uma beleza, tento começar a blogar… O problema, é que ainda estamos sem internet! Estamos navegando num oferecimento  da Starbucks. que fica aqui do lado. E pegamos a wifi… Mas às vezes vai, às vezes não. Acho que hoje só eu estou na internet, vou aproveitar!

Hoje, dia 25 de dezembro, o único movimento frenético que vi, foi dos esquilos no Highbury Field… Depois de semanas de corais e canções natalinas, decorações feéricas, muita gente nas ruas e trânsito caótico, é como se uma trégua pairasse por toda a cidade. Ontem, tudo fervilhava. Hoje, dia de Natal, Londres ( e o Reino Unido em geral) para por completo. A começar pelo transporte público. Não há ônibus, nem metrô e como os black cabs (táxis) cobram dobrado, nas ruas só algum poucos carros. Lojas, farmácias, supermercados, lanchonetes? tudo fechado! Com exceção das off licences (lojas que vendem de bebidas a jornais), tudo fica hermeticamente fechado. Mas, amanhã, o mais absoluto caos tem hora para começar.Do sagrado(25/12)  para o mais selvagem consumismo (26/12).

fonte – The Sun

É o Boxing Day. E feriado, aqui no Reino Unido, e em todos os paises do Commonwealth= Austrália, Africa do Sul, Canadá e Nova Zelandia. Há várias teorias para a origem desse dia , mas dizem que começou com a tradição da Idade Média de dar dinheiro às pessoas necessitadas, ou ainda, quando comerciantes colocavam em caixas, algum dinheiro para dar aos trabalhadores, em agradecimento pelo serviços prestados durante o ano. O fato é que essa tradição virou O dia de liquidações indescentes e do povo percorrer todas as lojas atrás de ofertas arrasadoras!

Selfridges (num dia normal)

foto – The Sun

As filas que esperam as lojas abrirem são imensas e se desdobram por mais de um quarteirão. Já presenciei esse fenômeno. É assustador! Algumas lojas são mais organizadas que as outras. Umas infinitamente mais disputadas, como a Zara, Apple, Selfridges, Top Shop.

Calçada da Selfridges (num dia normal)

No fim do dia, na Oxford Street, o chão fica qualhado de resto de lanches, luvas perdidas, sacolas rasgadas.  Mas não deixa de ser uma experiência para quem vem a Londres nessa época e tendo fôlego, vale a pena. E vale a pena ainda, ir nos dias seguintes, pois as liquidações continuam e fica tudo mais calmo.

20
dez
11

Ops! Já é quase Natal!!! Happy Christmas!

Nossa, já é semana do Natal!!! Depois do sumiço, estou  de volta ao mundo normal (?), virtual, etc. Não, não fui abduzida por nenhum duende extraterrestre!  Foi trabalho braçal mesmo. Arrumação braba, daquelas que só uma mudança faz a gente realizar.  E ainda falta uma coisinha aqui outra ali. Ou seja, depois que minha prima foi embora, ainda não fiz nada assim tão interessante, turisticamente falando. Até porque morar é bem diferente de visitar. Mesmo assim, não há como não ser  contaminada pelo Natal, que por aqui é massivo, levado às últimas consequências, como se não houvesse amanhã.

Não há uma só loja, farmácia, supermercado em que não haja música de natal  tocando. Em frente a vários estabelecimentos e estações de metrô, mercados etc, sêres fantasiados (às vezes de bichinhos fofinhos), seguram um baldinho vermelho, cantam músicas e abordam os transeuntes para pedir donativos. Mas o mais surpreendente são as liquidações, as sales que hoje, em algumas lojas já estava nos 60%!!! Mas todas as lojas  tinham pelo menos uma seção com descontos pra lá de vantajosos, principalmente nos ítens de inverno. Imaginem no Boxing Day, no dia 26, onde a tradição é partir para as compras, e os descontos chegam a 90%!

 Regent Street

Então, vou ficando por aqui. Amanhã conto mais, té lá”

02
dez
11

Da farra à labuta

image

Minha primoca já está de volta ao Brasil e depois de quinze dias do mais puro prazer de viver…

Mudança, caixas, montanhas de livros (o Dani é praticamente uma traça), e roupas para organizar. Casa nova! E mesmo cercada de tablets, note e smarts, está faltando é tempo para descrever os últimos quinze dias.
Mas prometo reviajar em detalhes, assim que conseguir andar pela sala, que até lareira tem!

See you!

13
nov
11

Enfim! Londres wait for us! (agora com texto)

11
ago
11

Londres

ESTE BLOG MUDOU DE ENDEREÇO:

http://www.maladerodinhaenecessaire.com

Desde sábado passado, venho acompanhando estarrecida,  a violência que tomou conta de Londres e acabou se espalhando para outras cidades do Reino Unido.  Quem acompanha o blog, sabe que meu filho mora, estuda e trabalha em Londres.  E que vou para Londres todos os anos, uma cidade que eu amo e onde sempre me sinto absolutamente segura.  E feliz. Além disso, sempre achei “graça” dos jornais que, na  falta de notícias, estampavam nas manchetes que um homem tinha sido esfaqueado em brigas de gang, e uma ciclista atropelada no trânsito. Eram essas as noitícias, digamos, mais fortes.

A princípio, um acontecimento isolado, bem ao norte de Londres, cujo pretenso estopim, foi a morte de Marc Duggan, durante uma ação policial.  Mas o que seria um  “protesto”,  tomou um rumo completamente diverso, se desdobrando em vandalismo gratuito, saques e roubos de tênis, roupas, celulares e o ítem que aparentemente, virou ícone dessa violência toda: TVs de plasma de 42″.

Police face rioters in Toxteth

Os vândalos atacaram seus próprios bairros, ateando fogo a carros,  e a grandes e pequenos estabelecimentos comerciais.  Como a polícia de Londres geralmente não porta armas de fogo, e a princípio não compreendeu que não se tratava de protesto ou reinvidicação, e sim, de pura violência, não conseguiu controlar as gangs que se mobilizaram (e se uniram)  mais rápido que os governantes e fizeram da cidade um palco de horror.  Durante a noite de sábado,  esse “movimento” foi se espalhando pelos bairros e quando acordei no domingo de manhã, comecei a panicar, quando ouvi na LBC, que a polícia não estava controlando a situação.  

Map showing areas of riots 8 August

Sem conseguir falar com meu filho, fiquei grudada na internet, acompanhando a progressão, e aterrorizada, fiquei monitorando pelos jornais e pelo Twitter,  o” mapa” das localidades que estavam sendo atacadas enquanto o Primeiro Ministro e o prefeito estavam de férias e a polícia observava, munida apenas de cacetetes e escudos. À noite, víamos vários pontos da cidade estavam em chamas.

Na segunda, a coisa toda tomou uma proporção descomunal. Em plena luz do dia, a BBC mostrava imagens  tomadas de helicóptero,  de dezenas, centenas de pessoas quebrando as vitrines, entrando nas lojas, e como se estivessem fazendo compras, saíam com sacolas e pacotes.  Felizmente, o centro de Londres, onde meu filho trabalha, não estava na lista das localidades atingidas e as notícias do Twitter, eram de que os turistas estavam turistando como sempre, alheios aos acontecimentos. Com exceção de Camden Town (onde há um mercado muito conhecido) , nenhum ponto turístico foi “atingido”.

David Cameron gives state to Commons in response to riots

Hoje, finalmente, ouvi o discurso de David Cameron, sobre a medidas que estão sendo tomadas, a fim de que a segurança volte a reinar no território da Rainha.  A polícia foi autorizada a usar canhões de água e balas de borracha, e 16 mil oficiais estão nas ruas. Além disso, estão identificando, através de imagens das câmeras de segurança, os participantes desse episódio vergonhoso e colocando-os no “devido lugar”. Talvez depois de tudo isso, a cidade, agora cheia de cicatrizes, volte a ser segura, quem sabe ainda mais segura que antes. E fotos da beleza da cidade, sejam as únicas que apareçam quando se falar de Londres.

Primavera chegando em Londres

St James Park

19
jul
11

#Blogagem Coletiva

ESTE BLOG MUDOU DE ENDEREÇO:

http://www.maladerodinhaenecessaire.com

Hoje, meio sem querer, “pesquei” um movimento interessante no Twitter. Eu não sou uma twiteira assídua, mas fuço de vez em quando, o que há de novidade no mundo dos viajantes.

Semanas atrás, numa tweeting conversation entre a CláudiaNatalieCarina,PatriciaCarmem e Marcie, surgiu a ideia de listar os lugares que cada uma considerava “viu-tá-visto”. Aí a conversa evoluiu e decidiram fazer também uma segunda lista – com cidades ou países para onde voltariam sempre. Como a idéia parecia boa, uma comentou aqui, outra comentou ali… no fim, a notícia se espalhou e conquistou dezenas de adeptos. Diante disso, decidiu-se fazer uma blogagem coletiva.

Texto retirado do blog Drieverywhere

Eu fiquei pensando, pensando e sinceramente não consegui identificar um lugar que eu não voltaria. Será que eu sou tão empolgada assim?  Tá certo que eu ainda tenho muito que viajar, então de uma forma geral, procuro não repetir destinos, mas esse ano voltei à Barcelona e não me arrependi, pois sempre há um novo olhar.

Minha lista de cidades que eu voltaria sempre? Fácil!!

Londres

BACK TO LONDON 279

É minha segunda casa, né? Amo cada centímetro dessa cidade! Tem Londres para 365 dias do ano, e não tem como dizer que viu tudo! Mal posso esperar minha próxima temporada.

Paris!

Fiquei dois mêses e ficaria por toda a vida! Volto todo ano e sempre tenho vontade de ficar mais. Eu digo que foi o filme que deu origem à série.

NoelCE28 copy

Amsterdam

Imagem 849

Não só voltaria como está na minha lista para a próxima temporada londrina. É uma das cidades que fincaram bandeira no meu coração!

Bruges

Voltaria, mas não é uma cidade. É um conto de fadas e sendo assim é para ficar pouco tempo.

LDN09 026

Praga

Acho que ficaria mais uns 15 dias em Praga. Além da cidade ser linda, deve ser completamente diferente em outra estação. Ainda tem muita vida cultural, a comida é ótima, a cerveja um escândalo, e tudo mais barato em relação ao resto da Europa

Barcelona

SAM 1173

Amo Barcelona! Confesso que na primavera é mais bonita por causa do azul do céu. Mas… eu moraria em Barcelona!

Edimburgo

SAM 1803

Voltaria e vou voltar! E outra cidade meio conto de fadas, duendes e gnomos!

Estocolmo

SAM 2116

Gostaria de conhecer a cidade no inverno, coberta de neve! Adorei na primavera!

Madrid

Adorei Madrid. É uma cidade pulsante e de lá dá para fazer vários bate e voltas. Volto até para aproveitar as rebajas (liquidações)… É fácil de se locomover e a gente se sente fácil, um local!

Roma

Roma é um abuso, eu não canso de repetir. Volto assim que puder. Sempre deixo alguma coisa para fazer “da próxima vez”.

Veneza

Voltaria com certeza. Assim como Bruges, não é para ficar um mês. É muito surreal! Mas para ficar uns dias fora da real, é perfeita!

NewYork

Voltaria sim. Aliás já fui 2 vezes . É uma cidade que sempre guarda surpresas e se reinventa de uma maneira inacreditável. Mas atualmente está meio fora da minha rota.

Montpellier

Montpellier é tudo de bom.  E dá para fazer tudo a pé! Além disso, tem zilhões de passeios, por perto! E a recepção do casal Haize foi o máximo!

Cidades que eu voltaria, mas de uma certa maneira… viu, tá visto!

Innsbruck

Salzbourg

Dublin

Milão

Rouen

Versailles

York

Buenos Aires

Clique nos links para ir a aos posts de cada cidade.

Nossa, só de escrever esse post, meu passaporte ficou nervoso e minha malinha já deu sinais de vida inteligente! E acho que esqueci algo… Esse mundo é muito grande, tem tanto ainda pra conhecer!

E destinos  que eu não voltaria? Raposo! hahahaha!

E vocês? Manda aí nos comentários a sua  listinha!

Até!

PS: Faltou colocar quem está blogando (tirei da do blog do comandante Riq Freire, o (mais que necessário)  Viaje na Viagem

Abrinco o Bico (a lista da Carina Ditrich)

Abrindo o Bico (a lista da Lena Máximo)

Abrindo o Bico (a lista da Marcie Pellicano)

Aprendiz de Viajante (a lista da Claudia Beatriz)

Básico e Necessário (a lista da Helô Righetto)

Big Trip (a lista da Paula Bicudo)

Cadernos da Tia Helô (a lista da Kaká)

Colagem (a lista da Luciana Misura)

Cozinheiros de Primeira Viagem (a lista do Fred Marvila)

Cozinheiros de Primeira Viagem (a lista da Natalie Marvila)

Cozinheiros de Primeira Viagem (a lista da Sylvia Lemos)

De uns tempos pra cá (a lista da Carmem Silvia)

Dicas e roteiros de viagens (a lista da Carolmay)

Donde ando por aí (a lista da Clarissa Donda)

Dri Everywhere (a lista da Adriana Miller)

Guardando memórias (a lista da Celinha)

Inquietos (a lista da Priscila e do Vinicius)

J.R. Viajando (a lista do Júnior)

Mala de Rodinha e Nécessaire (a lista da Celina)

MauOscar (a lista do Oscar Risch)

Mikix (a lista da Mirella Mathiessen)

Olhando o Mundo (a lista da Denise Mustafa)

O que eu fiz nas férias (a lista do Gabe Britto)

Pelo mundo (a lista da Mari Campos)

Psiulândia (a lista da Ana Maria)

Rosmarino e outros temperos (a lista da Lu Bettenson)

Sambalelê (a lista da Sambalelê)

Turomaquia (a lista da Carlinha Z.)

Turomaquia (a lista da Patricia de Camargo)

Uma Malla pelo Mundo (a lista da Lucia Malla)

Viagem pelo Mundo (a lista da Deise de Oliveira)

Viaggiando (a lista da Camila Navarro)

Viajar e Pensar (a lista do Gustavo Belli)




Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se aos outros seguidores de 9

julho 2020
S T Q Q S S D
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se aos outros seguidores de 9

viagens
free counters

Atualizações Twitter


%d blogueiros gostam disto: