Posts Tagged ‘Madri

17
jan
12

#Blogagem Coletiva: Cadê a wifi nos hotéis???

image

Faz muito tempo que não entrava no Twitter. Mas hoje, também sem querer como da outra vez, vi esse tema em questão, e como fala alto dentro de mim, aqui vai minha participação: como assim ainda tem hotel que não oferece wifi gratuita??? como assim tem hotel que não tem wifi mesmo que  paga??? Porém é verdade, mesmo aqui na Europa!  Eu sou daquelas que, quando procura um hotel/hostel/albergue, vê se tem internet antes de ver se tem cama!

Em 2010, em Innsbruck, lembro de sair de pijama do quarto, procurando sinal no corredor. Em Praga, 10 com louvor para o Hotel Atlantic, que além do quarto enorme, oferecia internet grátis e rápida!

Mas durante a viagem do ano passado (Barcelona – Madri – Milão – Roma- Veneza – Paris) pude constatar que isso é a mais pura realidade! Internet rápida gratuita no seu quarto e no seu computador é uma radidade.

Em Barcelona o Hostal Central dizia ter wifi em todos os quartos, mas o meu computador não conseguiu achar o sinal, e o staff idem. Já em Madri a coisa funcionou bem. Um hostal simples, mas muito acolhedor, com internet rápida e gratuita!

O nome do hostal? Stad Madrid. Já em Roma, onde ficamos cinco dias e eu “precisei” muito da internet, a gerente do  Casa del Arte me respondeu com um sonoro “We don´t rrrrrrrrrrrave internet” quando perguntei ingenuamente sobre a senha. E foi muito chato ter que pesquisar tudo numa lanhouse, perto de Termini, mas não tinha outro jeito!

Em Milão, no Hotel Catalani, havia internet paga, 8 euros – 24 horas, que acabou nem entrando na conta na hora de pagar.

Em Veneza a mesma coisa. Por 3 euros, o hotel oferecia conexão no lobby do hotel, mas depois que me deram a senha, consegui acessar do meu quarto todos os dias que passei por lá, (mas achando que eu estava fazendo alguma coisa errada).

Em Paris, no Absolute Hotel,  internet só na recepção, e em mesinhas minúsculas, obviamente disputadíssimas. E isso se repete em vários hotéis dos mais simples aos mais “estrelados”. Quando é que os hotéis vão “antenar” para isso?

Concluindo, hoje em dia, todo mundo usa internet. Mais que usar é precisar. Internet e tomadas! Viagem é para sair do quotidiano, eu sei, mas numa viagem é extremamente útil, eu diria imprescindível, ter conexão,  pois ajuda a encontrar lugares, tirar dúvidas, comprar passagens e resolver problemas de última hora, além de poder se comunicar, ver seu saldo no banco, etc.  E para quem escreve sobre viagem, aquela impressão fresquinha, no exato momento em que a gente se depara com a cidade?

Hotéis do mundo, antenai-vos!!!

Continue lendo ‘#Blogagem Coletiva: Cadê a wifi nos hotéis???’

Anúncios
24
maio
11

Re-viajando Madri

Quem acompanhou o noticário da semana passada, viu o acampamento feito pelos manifestantes na Puerta del Sol, antes das eleições espanholas, o movimento chamado 15 de Maio.

Não é à toa que escolheram esse local. É a praça mais central e cartão postal de Madri. É daqui que se pode decidir para onde ir primeiro.

Decidimos ir para o oeste onde estão a  Catedral de la  Almudena, Palácio Real, Plaz de Oriente, Plaza de Espanha, Basílica de San Francisco el Grande, a Muralha Árabe. A Catedral fica a cerca de 1 kilômetro de Puerta del Sol,   e dá para ir tranquilamente a pé, seguindo pela Calle Mayor. Se decidir ir de Metrô peque a linha 2 na Estação Sol, na direção Quatro Caminos ou o ônibus 50 em direção à Av. Manzanares. Se for a pé, ainda pode passar na pequena Plaza de la Villa, onde está a Casa de Cisneros.

Daí a gente vai andando e vislumbra a Cadedral de la Almudena. É quase um susto!

É a sede ebiscopal de Madri, consagrada pelo Papa João Paulo segundo. Com 73 metros até a cúpula. Parece uma visão.

Nesta região da cidade é difícil decidir para onde olhar. Mais um pouco à frente, em direção ao norte, está o Palácio Real. Uau!

E do outro lado, a Plaza de Oriente.

Aqui tem sempre artistas de rua, alguns impressionantes.

E mais um pouquinho a Plaza de Espanha.

E lá estão Don Quixote e Sancho Pança.

E se tiver fôlego, é subir  a colina e além da vista, ver o Templo de Debod.

Construído no século IV a.C., foi doado pelo Egito em 1968, em agradecimento pela ajuda prestada ao salvamento dos templos de Abu Simbel.

Voltando para o sul, vamos dar na Basílica de San Francisco el Grande e no caminho, a Muralha Árabe.

Basílica San Francisco El Grande.

Daí pegamos o metrô, onde compramos o Bilhete de 10 viagens que pode ser usado por mais de uma pessoa. Fácil, fácil nas máquinas de auto atendimento.

Na Calle de Vergara, andamos até a estação Opera, pegamos a mesma linha 2 (direção Las Rosas) e fomos para o leste, onde estão a Puerta de Alcalá, a Praça de Cibeles, o maravilhoso Parque del Retiro, e os Museus del Prado e Reina Sofia e ainda o Caixa Fórum. Saltamos em frente ao maravilhoso prédio do Banco de Espanha,

e lá estava a Fuente Cibeles, que é mesmo linda.

E a Puerta de Alcalá

Ok, a essa hora, as pernas pediam urgentemente um repouso, e entramos meio sem querer no Parque del Retiro, ou Jardines del Retiro, para um café, eterno amigo do viajante. Mas esse parque é absolutamente lindo e enorme. Foram poucos mintutos de descanso. É muita coisa para ver.

Conto mais no próximo post!

Hasta Luego!

09
mar
11

Eu moro onde estão meus sapatos…London, I´m back!

ESTE BLOGO MUDOU DE ENDEREÇO:

http://www.maladerodinhaenecessaire.com

Ou a minha mala de rodinha, né?

Home sweet home!

Chegamos ontem a Londres, num dia estalando de tão azul e mesmo antes de conseguir  arrumar tudo, senti os efeitos da aventura em cada centímetro dos meus músculos! Acho que toda a serotonina da viagem (que sempre é o melhor analgésico que eu conheço) se dissolveu no exato segundo em que vislumbrei um colchão, e uma vez  que na minha agenda não havia nada para o dia seguinte, permiti que o cansaço se manifestasse! Foram mais de vinte dias nos extasiando, chegando e partindo, pilotando e arrumando malinhas, desvendando mapas, descobrindo como nos locomover em cada cidade, fotografando e andando… andando muito!

Parc Guell Barcelona

Confesso que toda a vez que monto um roteiro, eu tento (juro!) me controlar. Digo a mim mesma que já sou uma senhora, que não há pressa, que tenho artrite reumatóide, que levantar da cama no dia seguinte de um tour a pé por uma cidade nova e deslumbrante será difícil, etc, etc. Mas a coisa vai crescendo de viagem para viagem e  sempre  acabo no já queJá que estou aqui, por que não ir logo alí, já que a pasagem está tão barata e é tão perto! Mas o fato, é que viajando, eu acho que posso tudo! Chegar de madrugada numa cidade completamente desconhecida, percorrer kilômetros com meus pés, descobrir conexões malucas nas linhas dos metrôs, traduzir embalagens nos supermercados, e falar qualquer idioma, mesmo que seja na linguagem dos sinais (e do sorriso).

Palácio de Cristal- Madrid

E agora, em plena quarta-feira de cinzas (láaaa no Brazil), lembro que  desfilei em tantas e longas avenidas, subi e desci tantas escadas de estações e aeroportos, passei por securitys, check ins e outs, e de como  meu carnaval foi tão deliciosamente  diferente de todos os que já passei.

Duomo Milano

Vaticano

Roma

Veneza

Paris

Deu tudo absolutamente certo, (exeto o Trem do Terror de Roma para Veneza).  Foram 8 vôos, 6 ônibus de conexão entre aeroportos e o centro das cidades, 3 viagens de trem. muitos ônibus urbanos e linhas de metrô. Nossas malinhas aguentaram firmes, engordaram em Paris (onde por acaso encontrei uma outra malinha que parece mais perfeita e mais leve que a minha, e lógico, serviu para umas comprinhas extras, já que tivemos que nos controlar muito nas liquidações de Barcelona e Madri). E mais uma vez, afirmo, que com pesquisa, uma certa antecedência, muito planejamento e disposição (e desapego), é possível viajar lowcost (principalmente na baixa temporada), sem aniquilar as finanças, se arrepender depois e principalmente, poder planejar novas viagens.

Venezia St Lucia

Com calma, aos poucos, vou contar tudo!Fotos, mapas, locomoção, etc…

Por hora, vou reenergizar minhas baterias, descansar muito, que hoje é quarta-feira de cinzas!

Até!

Até

22
fev
11

Madrilenha desde criancinha!

É só mesmo um aperitivo… vou ter que voltar a Madri! ! E lógico, um post só é impossível! Devagarinho, assim depois de uns vinte minutos, já estava empolgadíssima com Madri!

E agora, eu simplesmente estou amando Madrid! Não sei exatamente porquê. Acho que é pelo fato de ser realmente fácil se locomover, se fazer  entender  e entender o que se fala,  (graças ao meu curso intensivo de um mês de um ano e meio atrás), mas o fato é que estou me sentindo à vontade e totalmente integrada.

Começar por Madri Antiga,  saindo da Gran Via, um show de construções  do início do século 20, prédios maravilhosos em Art Decô, e um comércio enlouquecido, com todas as lojas que se pode imaginar.

Turisticamente falando, Madri é bem fácil de ticar os must see da cidade. E a Gran Via, eu diria, é a partida ideal para todos os pontos. Essa avenida linda de dar torcicolo, vai da Calle de Alcalá (onde está a Fuente Cibelles e a maravilhosa Puerta de Alcalá) até a Plaza de Espana (não menos maravilhosa).

Gran Via

Não dá para não ficar olhando para o alto o tempo todo. Até para fazer um lanchinho no MacDonalds, é chic!

Prédio da Telefonica

Na direção sul, qualquer rua é maravilhosa! Pegando a Calle dos Preciados, vamos dar na Calle Mayor  e assim, sem querer a gente dá de cara com a Plaza del Sol, com esse edifícios pálidos, em arco. É aqui que se comemora a passagem do ano!

Depois que o coração volta ao normal, tcharan! Puerta del Sol!

O centro de Madri é aqui! Mesmo!

E aí, é continuar andando pela Calle Mayor…

E vem a Plaza Mayor!

E aí, eu quiz realmente uma Barsa (aquela enciclopédia gigantesca), para relembrar todos os detalhes da Madri antiga, pois eu sei que aqui, acontecia tudo! De tourada à execução da Inquisição Espanhola.

Minha conclusão foi que todo o ser humano que estuda história tinha que ganhar um kit que obviamente incluiria uma viagem a Europa. Assim faz todo o sentido!

Daí em diante, como disse Carol, o coração pulava uma batida e ficou meio descompassado.

Mercado San Miguel

Plaza de la Villa (prédios mais históricos da cidade)

E aí descontrolei de vez!

Catedral de Almudena!

Nesse ponto, exatamente eu descompensei total!!!  E o vem pra frente, fica para o próximo post! Amanhã é nosso último dia e temos que aproveitar!!!

Até!




Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 9 outros seguidores

agosto 2019
S T Q Q S S D
« abr    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 9 outros seguidores

viagens
free counters

Atualizações Twitter

Anúncios

%d blogueiros gostam disto: