Posts Tagged ‘Milano Centrale

22
out
11

… e de Veneza (a Milano Centrale) a Paris… tres cidades num só dia

ESTE BLOG MUDOU DE ENDEREÇO:

http://www.maladerodinhaenecessaire.com

Só para dar mais vontade de voltar…. ou de ficar… O dia amanheceu um escândalo.  Acordar em Veneza, assim, de partida, e no caminho para o café da manhã ver uma  paisagem como essa…

Meu coração completamente veneziano, bateu meio descompassado. Mas… nosso destino era Paris! Paris é assim… o filme que deu origem à série. Volto sempre e ponto. Não tem negociação.

Flagrante de uma manhã comum em Veneza. Os barcos de transporte abastecendo o hotel.

Em plena sexta-feira de carnaval, essa manhã em Veneza estava agitadíssima. Me lembrei dos tantos blogs que relatavam hordas de turistas, e uma cidade impraticável nessa época. Nada parecido com meus dias de sonho. E na direção de Sta Lucia, muita gente vindo no sentido contrário, chegando para o fim de semana, que prometia…

E o céu??? Convidando para ficar. E cada pedacinho entre o hotel e estação  era um convite, um cartão postal.

Era como se eu estivesse me despedindo de uma amiga. Veneza  nesse dia, parecia dizer: fica só mais um dia! Olha que dia lindo eu estou fazendo!

Foi difícil! Esse azul, que é mais alucinante ainda, refletido intensamente numa cidade como Veneza, me fez pensar por alguns segundos em… ficar! Mas acabei “fondo”! E a mesma visão que me deu as boas vindas naquela manhã, dizia até (….).

Nosso trem, dessa vez beeeeem mais legal que o da noite do terror, nos esperava.

Para quem como eu procurou insanamente imagens dessa trip, de como é o interior de um trem na Europa, aqui vão algumas fotos desse trem ( por que cada um com seu cada qual, nem todos são assim!):

No detalhe: a altura para subir no trem! É por isso que uma bagagem “mais meiga” é sempre o mais recomendável. Não tem moleza, nem carregador, nem ninguém para ajudar.  É você, e sua (s) mala (s), degraus acima.

Pensa bem. O que é mais fácil de subir? 10 ou 32 kilos?

Uma vez dentro do trem, há normalmente duas possibilidades: colocar a mala no bagageiro acima dos acentos, ou em um bagageiro dentro dos vagões, mas talvez, longe do seu acento, dependendo  do trajeto.

E não tem tanto espaço assim. Se chegar depois de todo mundo, já era.

De Veneza  a Milão é um pulo. Tipo se acomodou – chegou. E chegar a Milano Centrale vele muito a pena. A estação é linda! É um perfeito pit stop. Esse trajeto Veneza – Paris, ficou muito mais “degustável” parando em Milão.

Milano Centrale

Tanto do ponto de vista $$$ como do ponto de vista de conforto. Ok, eu sei que há a romântica opção do trem noturno “couchette” da Artesia, numa linda e deliciosa cabine, tipo fim de tarde em Veneza e amanhecer em Paris e vice-versa. Mas trem noturno, eu ainda vou demorar a encarar. Neste post tem toda a estória.  Mas voltando a Milano Centrale:

É perfeita para um intervalo entre viagens.  Restaurantes, farmácias, griffes, livrarias. De Milão pegamos um trem rápido (TGV) da SNFC, para Paris.

TGV trem expresso Françã

E desta vez, o trem era beeeeem mais confortável. Poltronas individuais, carro-restaurante (mais para lanchonete).

Interior TGV Trem rápido França

Seis horas de viagem… Passando pelos Pireneus, e cidades cobertas de neve,e rápidas paradas.

E chegamos pontualmente na Gare de L´Est. De lá, pegamos o metrô (a estação de metrô fica na própria Gare), comprando os tickets nas máquinas de auto-atendimento, e fomos para o Absolute Hotel, na République. Em Paris, seria essa noite, um único dia e mais uma noite, para voltar à Londres, terminando o tour 2011 pela Europa.

Conto mais no próximo post. Té lá!

Anúncios
26
jun
11

Re-viajando Milão – Roma

ESTE BLOG MUDOU DE ENDEREÇO:

http://www.maladerodinhaenecessaire.com

Passamos só um dia em Milão. Dia intenso e inesquecível. No final da tarde, ainda pegamos um desfile do Milano fashion week em plena Galleria Vittorio Emanuelle.

Galleria Vittorio Emanuelle

Roma nos aguardava no dia seguinte e eu mal podia controlar tanta ansiedade. Ser blasé não é meu forte. Decidimos fazer um delicioso jantar de supermercado e aproveitar o resto da noite para um bom descanso, coisa rara numa viagem dessas.

Na manhã seguinte: metrô de volta a Milano Centrale, e busum até Orio Al Serio.

Estação Milano Centrale  Orio Bus

Da Milano (Bergamo) (BGY) a Roma (Ciampino) (CIA)

Thu, 24Feb11 Volo FR9464 Partenza BGY alle 14:15 e Arrivo CIA alle 15:20

itinerary@ryanair.com

2 PASSEGGERI

DETTAGLI DI PAGAMENTO

********15.00 EUR Tariffa totale

*********1.60 EUR Tasse, tariffe e spese

Menos de 25 euros por pessoa  (contando com a tarifa do ônibus até o aeroporto), pela Ryanair e em menos de duas horas estaríamos em Roma.

Já nem me surpreendo mais. Os ônibus que fazem a o traslado entre o centro das cidades e os aeroportos (usados pela Ryanair) são super confortáveis e pontuais. Em menos de 40 minutos estávamos no

Nós e nossas malinhas, chegamos sempre com antecedência. Curtir o aeroporto com calma, também faz parte da viagem.

E às 14:20 já tínhamos deixado Milão rumo a Roma.

Vôo curtíssimo, dia maravilhoso, paisagens enlouquecedoras.

E lá estava Roma!

E eu, já completamente surtada!

Desembarcamos no aerorporto de Roma Ciampino. Busum para Termini… Um lanchinho rápido na estação, para restabelecer as energias. Em Termini tem de tudo, lanchonete, Mc Donald´s, cafés,  e um Fastfood de massas, moooointo bom.

Roma Termini

 Rome map - Rome roadmap - Mapsharing - All maps of the world - all Europe citymaps

Olhando no mapa, é só encontrar no canto direito a estação, e na segunda rua para baixo, estava nosso B&B Casa dell´ Arte. Não fosse nossa experiência, e não o teríamos encontrado tão fácil. Assim como em Barcelona e Madri, o hostel ocupa um andar num edifício. No caso do dell´ Arte, um edifício residencial mesmo.

O mais engraçado nesses edifícios, é que são antigos, e os elevadores, foram  colocados depois, no vão entre as escadas. A gente entra no elvador, fecha a primeira porta, fecha a segunda… e reza pro bicho subir.

Roberta, uma italianona gorducha, com uns óculos enormes, nos recebeu com um sorriso. Nos mostrou nosso quarto (simples, limpo, com banheiro privativo, televisão e café da manhã -no quarto) e logo cobrou a taxa de turismo. Em Roma, há uma taxa de 2 euros por pessoa, por dia.

Perguntei a senha do WI-fi e ela respondeu com o mesmo sorriso: We don rrrrrrrrrave! Como assim??? Deixei escapar esse detalhe? Detalhe não, eu sempre vejo se tem internet antes mesmo de ver se tem cama! Não tinha e ponto! Mas para salvar as pesquisas e pelo menos postar no blog que estava em Roma, virando a esquina, uma lanhouse de um indiano também simpático quebrou o galho. Largamos as malinhas e fomos fazer o reconhecimento da área.

Piazza de la República.

Sem andar quase nada, pertinho do hotel, chegamos à lindíssima Piazza de la República.

Sim, estávamos em Roma! mas era tanta emoção, que percebi neste exato instante, que minha câmera, estava a beira de um ataque! Era muita informação, e a coitada, não estava dando conta.

Roma é um abuso! Próximo post Vaticano!

Arrivederci




Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 9 outros seguidores

junho 2019
S T Q Q S S D
« abr    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 9 outros seguidores

viagens
free counters

Atualizações Twitter

Anúncios

%d blogueiros gostam disto: