Archive for the 'Burgess Park' Category

07
jan
10

6 de janeiro, muita neve!

Hoje foi um dia atípico.  Acordei mais uma vez com o locutor da LBC falando com os ouvintes sobre os problemas que a nevasca de ontem acarretou ao ingleses. Escolas fechadas, aeroportos e estações de trem com passageiros que ali pernoitaram na esperança de embarcar, gente que não conseguiu ir trabalhar e por ai vai. Tentamos falar com a Easyjet, mas como só estamos no celular, não deu. A espera era de 30 a 60 minutos para tentar uma resposta. E a neve só apertando… Então, até o fim da tarde, que aqui é por volta das 4 horas, tínhamos quase certeza que nossa viagem tinha dançado.

Fomos então passear na neve….Fazer o quê? Nossa intenção era ir ao parque, nos acabarmos de brincar de boladas de neve e quem sabe até fazer um boneco.

O parque estava deslumbrante, mas fechado. Acho que o homem que abre o parque pela manhã, não apareceu. Nos contentamos em curtir do lado de fora mesmo.

Mesmo sem entrar, foi um passeio revigorante. Desses meio inesquecíveis, imagens que parecem saídas de um filme.

Já voltando para casa, parou de nevar. E não nevou mais. Daí, a dúvida, vai ter voo ou não vai? As malas de bordo prontinhas. Na Easyjet, só se pode embarcar com uma malinha de 50x40x25, que tem que entrar numa espécie de engradado. Se não, a mala tem que ser despachada para o porão, e obviamente há uma taxa extra.  Lá vamos nós e as malinhas… Será que vamos conseguir embarcar?

Só saberemos amanhã no aeroporto.

Anúncios
04
jan
10

3 DE JANEIRO, BURGESS E EXIBITION ROAD

Começamos o dia cedo. Digo começamos porque eu sempre começo. Mesmo com o prazer de dormir debaixo do edredom numa cama quentinha, sem acordar empapada, minha fome de curtir isso daqui, me impede de enrolar na cama. Daí acabo acordando cedo, faço café, lavo roupa ou aproveito e escrevo.

Mas hoje era o último dia do Flavio, que chegou aqui em casa cedinho. Então começamos por um parque lindo, aqui do lado de casa. É vazio, pouco turístico, mas lindo! E tem patos, gaivotas, cisnes e muitos pombos. Levei um pacote de biscoitos e fiz a festa.

Chama-se Burgess Park. E logo que a gente chega, os patos chegam para checar se vai rolar um rango. Ao primeiro sinal, vêm correndo ou melhor, nadando para abiscoitar o melhor pedaço. Isso sem falar nos pombos e gaivotas, que fazem uma revoada, linda. Tem uma outra ave, que eu não sei o nome, que faz um barulho tipo corneta de torcida de futebol, que é uma esperteleca e acaba com a festa dos outros. Os cisnes, super blasés, altivos, vem buscar o pestisco na sua mão.

Um frio de lascar e um sol maravilhoso, mas só lembra que é sol, na luz. Não esquenta lhufas.   Ficamos um bom tempo, já que o Dani nos deu a honra de sair do computador e nos acompanhar nessa manhã linda. Serviu para que ele visse que há vida inteligente e fizesse umas fotos com a Leika que herdou do meu pai, a mesma câmera de Cartier Bresson. Chiquérrimo e histórico, já que essa câmera tem pra lá de 60 anos, ficou anos parada, foi consertada aqui em Londres e agora volta a ativa pelas mãos do neto.  Fiquei emocionada…

A luz do inverno é inexplicável. Hoje até óculos escuros eu usei, mas o brilho do sol, parece que revela sem ofuscar.  Deixa os contrastes mais definidos, os verdes mais verdes.

Passamos quase a metade da manhã nesse dolce farniente…

De repente lembrei que seria um ótimo momento para tirarmos os tres, a foto da década! A origem da foto da década, foi uma foto que tiramos em Búzio em 88. Carol tinha menos de 2 aninhos e o Dani menos de 6. Daí, 10 anos depois, tiramos outra na mesma posição em 98, numa viagem a Salvador.  Esquecemos de tirar em 2008, mas aqui está a versão 2010.

Eu e meus filhotes…Adoooooro!

Depois peguei meu brinquedinho e tiramos fotos juntos… tudo de bom!

Daí, partimos para um momento cultural.

Exibition Road. A rua dos museus… E que museus! é lógico que nunca dá tempo de ver tudo, mas é uma delícia, mesmo que seja só para lanchar ou almoçar…Isso mesmo, tem ótimos cafés no Science Museum.

Mas fomos mesmo ver um 3D Image Max. Desta vez não foi o máximo, não vou mentir. Cheguei a dormir. Achei que era só eu, mas quando o filme acabou, Carol e Flavio confessaram que chegaram a babar. O filme era chato mesmo. Mas o cinema é tudo de bom e vale a pena vir ao museu e ver um filme legal.

No Science Museum passa-se um dia fácil. È muita coisa legal para ver, organizada didaticamente. E é muito legal ver aquele monte de crianças em museus e não em shoppings.

Logo do lado, o museu que eu acho mais lindo. O Natural History. Só a arquiterura, já é um escandalo;

E ainda montaram um rink de patinação, deixando o visual da entrada do museu, mais lindo ainda.

O museu começou a ser construído em 1873 e abriu suas portas em 1881. Tanto o exterior como o interior são em terracota, exibindo muitas esculturas da flora e da fauna. Lodo no entrada, um imenso dinossauro nos dá as boas vindas.

Depois é só se perder e se achar nas várias áreas da biologia e desenvolvimento humano, dinossauros, insetos… nós adoramos a sala dos espelhos, onde a gente cai na risada.

Depois dos museus fomos para Covent Garden que estava uma delícia, pois além de ser domingo, já estava tudo fechando

E já que estávamos na área, fomos para o um pub, onde nos acabamos na Happy hour com tudo!  de pints a um delicioso fish and chips, com 50% de desconto…Yes!!!




Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 9 outros seguidores

setembro 2017
S T Q Q S S D
« abr    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 9 outros seguidores

viagens
free counters

Atualizações Twitter


%d blogueiros gostam disto: