Archive for the 'FRIENDS' Category

27
nov
11

Montpellier

ESTE BLOG MUDOU DE ENDEREÇO:

http://www.maladerodinhaenecessaire.com

image

image

Estamos em constante movimento,e confesso, qdo encontramos um quarto, caímos exaustas! Já passamos por Edimburgo, Highlands, Loch Ness, e agora estamos em Montpellier para o encontro das primas. Simplesmente tudo de bom!!!!

Anúncios
09
nov
11

netbooks, smartphones, tablets e apps… conexão é tudo!

Há mais ou menos uns vinte anos, uma amigo meu disse que os  computadores e a internet eram  uma estratégia de ETS.  Na teoria dele, os extraterrestres (que já estavam – disfarçados –  entre nós)  introduziram a coisa toda em nosso mundo, e quando absolutamente tudo em nosso planeta estivesse completamente dependente da engrenagem, “eles” iriam nos dar um ultimato : ou entregaríamos todas as nossas riquezas naturais, tipo a água, o ar, a vegetação, tudinho mesmo, ou eles tiravam os computadores e a internet de nós. 

Nessa época (da teoria do meu amigo), eu mal tinha mexido num computador!  Ainda achava que era coisa para os meus filhos. Mas pouco tempo depois que minha prima deu o primeiro computador de presente para as crianças, e fiz um plano de internet (daquela por telefone, que fazia zoin, zoin quando conectava) eu comecei a gostar da coisa.  E cada vez mais concordo com a teoria maluca do meu amigo. Você conseguiria ficar sem internet? E sem celular? E sem os dois juntos? Hoje em dia, acho que é o Google, o representante mais fiel dos ETS. O Google sabe absolutamente tudo! Com quem eu falo,  onde estou, para onde vou, o que eu pesquiso, o que escrevo, meus lugares (marcados com uma estrela nos Google Maps), enfim… A mais perfeita escravidão!

Eu sucumbi total!  Eu sou completamente viciada em internet. Mas na última viagem, meu (ainda) celular que tinha acesso a internet pifou e passei os três meses na Europa, com um celular que até tentava, mas demorava tanto a baixar a página que a desistência era mais rápida.  De lá para cá, conheci um smartfone, com tudo que tem direito e caí no mundo dos aplicativos. Além da internet, de ler emails em qualquer lugar,  fiquei viciada no Adroid. Mas no quê um smartphone e/ou tablet pode te ajudar numa viagem, (além de ligar para alguém)?

 Praticamente em tudo!

Além é lógico, de um acesso rápido à internet, o que pode resolver várias dúvidas durante uma viagem, os aplicativos são mesmo uma mão na roda.  De mapas a guias de cidades, meios de transporte, reserva de hotéis, etc. Dá para resolver quase tudo como se fosse seu próprio netbook, só que pesando bem menos na bolsa.

 E ainda tem a facilidade de comunicação! Eu e minha filhota (que já está em Londres), nos falamos o tempo todo! Conversamos pelo GTalk enquanto ela está no ônibus, ou ela vê algo, fotografa e me manda na hora por email, ou conversamos pelo Skype sem gastar nadinha!  Não posso mais viver sem o bichinho! Mas como meu caso de dependência é grave, e a presbiopia é séria, adquiri também um tablet que nada mais é do que um celular gigante, ótimo para ver os mapas e editar o blog.

*todos os aplicativos estão no Android Market  (vem instalado na maioria dos aparelhos com android) ou no https://market.android.com/

Então aí vai minha listinha de aplicativos:

Mapas

1) Google Maps : nos meus “gadjets”,  já veio instalado, é igual ao do computador, com Street View, cálculo de trajetos e distâncias, com o adicional de ser “achado” pelo GPS, o que facilita quando a gente está perdido e/ou não sabe se vai para o norte ou para o sul (o que é sempre o meu caso). Digite para onde quer ir,  clique em como chegar (a pé ou de carro),  vai aparecer o trajeto. Daí,  a tela vai te mostrar a direção e o caminho.

2)Map Droid: a vantagem desse aplicativo, é que os mapas “ficam” no aparelho, e não precisa de conexão com a internet.  É só fazer o download das regiões que você quer e quando precisar, tá lá.

3) What s Around Me: também do Google, o aplicativo te “acha” e mostra fotos de pontos de interesse, perto de onde você está.

4)Layar: é a famosa realidade aumentada e sinceramente, só usando para entender. O aplicativo usa a câmera do aparelho, e pela localização, ele te mostra o que há por ali, de acordo com as camadas que você escolheu, tipo arquitetura, restaurantes, cafés, monunentos, cinemas…

Reserva de hotéis:

1) Booking.com: Se você reservou pelo site, pode importar todas as suas reservas no aplicativo. Se chegou na cidade e não tem reserva, o aplicativo também te encontra pelo GPS e mostra os hotéis disponíveis à sua volta. Ou então procure como sempre o hotel por faixa de preço, popularidade etc.

2)Booking PRO : é quase a mesma coisa mas junta quase todos os sites de procura e reserva de hotéis num único aplicativo.

3)Hotéis Baratos em todo Mundo: mais de 240 mil hotéis em todo o planeta e em vários idiomas.

4) TripAdvisor: É sempre bom chegar as opiniões sobre os hotéis…

Cominicação:

Há vários aplicativos mas o mais fácil ainda é o:

1) Skype: funciona super bem, tanto no Samsung (celular), quanto no Galaxy Tab. É só achar um hotspot , onde há uma rede sem fio (que também tem aplicativo para achar) e ligar (para quem tem Skype é de graça se não, é só comprar créditos como num celular pré-pago e ligar para o número da pessoa).

2)WhatsApp: funciona com mensagens de texto, mas usa a internet e não a linha do telefone.  A pessoa para quem você vai mandar a msg deve ter  o app também,  e o SMS sai de graça.

Internet

1)Wi-fi finder: além de achar redes sem fio por perto,

dá para fazer o download de um banco de dados do lugar para onde você vai,  e aí dá para saber onde encontrar redes sem fio grátis e pagas, mesmo sem conexão.

Transportes – É o paraiso!

1) RATP: Todo o transporte público de Paris na palma da sua mão. Mapa do metrô, das linhas de ônibus, além do sistema de busca: é só colocar de onde para onde, ônibus ou metrô e o aplicativo te diz a linha, e  o tempo do percurso, onde pegar o transporte. O app também “te encontra” e te mostra as possibilidades perto de você.

2) SNCF: aplicativo da cia ferroviária francesa que mostra as estações de trem próximas, e o horário dos trens.

3) London:  além do mapa de Londres, tem o TFL (Transport for London) , ” Plan a journey” (igual ao de Paris, é só digitar de onde para onde), horário dos ônibus e trens, mapa do metrô, principais manchetes dos jornais, e previsão do tempo.

4) Heathrow: para comprar rapidinho o bilhete do Heathrow Express, o trem rápido de Heathrow ao centro de Londres.

5) Bus Mapper London: acha os pontos de ônibus perto de sua localização, e mostra as linhas disponíveis para onde você quer ir.

6 London Bus Stop Maps: esse é show! também te “acha” e mostra os pontos de ônibus perto de você, de onde para onde,  além do download das linhas que você escolher e que são acessíveis offline.

7) London Live Bus Stop: parecido com os dois últimos, mas ainda diz quanto tempo falta para o próximo ônibus chegar.

(obviamente isso seria impossível no Rio!)

7) Eurostar: é possivel comprar bilhetes do trem de alta velocidade que liga Londres a Paris,  Lille, Cologne e Amsterdam .

Guias

Muitos! Eu baixei o de Londres, Paris à pied, Edinburgh … alguns são guias para conhecer a cidade a pé, outros descrevem os pontos de interesse. Wilkitravel é um dos bons, pois te dá informações sobre o que você está vendo. Adoro!

Time Out: também conforme a sua localização em Londres, mostra restaurantes, cinemas, bares e pubs perto de onde você está ou quer ir.

World Mate: essa app é ótima.  a gente pode guardar todos os detalhes da viagem. Horários dos vôos, as reservas dos hotéis, os transportes, os endereços e telefones, e ter tudo organizado cronologicamente num único lugar.

WordPress: para quem além de viajante é blogueiro, tem esse aplicativo, onde se pode além de editar o blog,  ver as visitas, estatísticas, comentários.

Agora me diz: dá para viver sem isso? A próxima pergunta é: como ter internet no smartfone ou no tablet na Europa? Além dos hotéis,  bares, cafés e restaurantes que tenham WIFI, é bom ter um chip.

Se você for ficar mais de uma semana em um mesmo país ou cidade, é bom comprar um chip (pré-pago) de uma das operadoras locais. Com um pouco de pesquisa, a gente já chega sabendo qual é a melhor. Mas se for zanzar por vários países, o melhor é comprar um MaxRoam. Já falei dele aqui. É um chip pré-pago de roaming internacional lowcost, que “pega” em todos os países da Europa e a gente pode carregar com um plano de dados e de voz.

Concluindo,  acho que vale muito o investimento.  Rádio,  televisão, gravador, câmera fotográfica, mapas, todos esses aplicativos e mais zilhões a sua escolha, e ainda poder fazer ligações e se comunicar baratinho com quem ficou ou está por lá, tudo junto, em um aparelho na palma da mão… Fantástico, né? Só um detalhe, ainda não inventaram uma bateria que dê conta disso tudo! Um dia inteiro já é muito. Nem tudo é perfeito, né? Mas, tudo isso é para ajudar! Não é para passar a viagem inteira olhando para o aparelho, porquê o mais importante é a viagem! O “ao vivo e a cores” e todas as emoçôes de estar finalmente alí, naquele lugar que um dia, você teve vontade de conhecer.  Afinal como disse Fernando Pessoa : sentir é estar distraído!

Até!

PS: O convite do post anterior continua! Passou por aqui? Seja bem vindo! Deixe um olá!

20
out
10

Blogosfera (a estória de + uma amizade especial)

Ok, eu sei que estava finalmente em Paris.  Mas isso é um blog, e é vivo! Então…  vou contar outra história que eu adóooro.  Um dia eu encontrei a Gina (no navegador de tags do wordpress), daí veio a Livi , filhota da Gina. Post vai, post vem, comentários sempre queridos daqui e de lá… descobri que a Gina é professora, adora viajar e  mora em Salvador, e que Livi, Elena (dois aninhos, filhota da Livi e neta da Gina) e Jaime (marido da Livi)  moram lá no polo norte (Canadá)… imagine!#!!!. Muita coisa pra contar…

De um jeito ou de outro, a gente “tá sempre” em contato, comentando,  sabendo uma  da outra  e se falando uma no blog da outra, e é uma delícia tê-las como companheiras assíduas, às vezes mais do quê com pessoas bem aqui pertinho…  Adorei, qdo,  no meio de uma viagem minha, a Gina mandou um comentário, para saber como chegar no centro da cidade de Salzburg,  no meio da viagem dela ( é isso que eu adoro no blog!) . Bom, já deu para entender que eu peguei mesmo amizade e hoje estou toda feliz,  com um post que li agorinha há pouco:

Ela começa contando que bateram no carro dela:

Estava indo para a farmácia quando de repente POW, um cara bateu no meu carro. Foi muito rápido, não pude fazer nada. Foi a primeira vez que me envolvi numa batida, ainda bem que não foi nada grave. Estava entrando no estacionamento, bem devagar, o cara saiu de vez da vaga, buzinei mas não teve jeito POW na porta de trás. Só não foi pior pois estava devagar, se tivesse rápido tinha arranhado até o fundo e levado o parachoque.

…..

No fim das contas um dia que era para ser super agradável ficou com essa mancha. Super agradável porque estava indo comprar um “pipi teste”.

No fim de semana de Ação de Graças, descobri que estava grávida do(a) segundo(a) baby. Durante a semana me consultei com a médica e o exame de sangue confirmou o resultado. Será que dou conta de dois, sozinha nesse freezer? Acho que vou ficar aloprada.  :-)

E eu que não as conheço pessoalmente, fiquei tão feliz como se fosse da família! Esses milagres da internet, que aproxima pessoas de lugares, cultura e idades  diferentes.

Não é uma delícia ficar feliz com a vinda de um bebê, se apegar a uma garotinha (a Elena, na foto aí do lado), e participar da alegria da avó Gina, sem nunquinha tê-las encontrado?

Eu penso que sim. Todo motivo para ficar feliz é uma benção e aqui vai meu querido muito obrigada a pessoas tão queridas que apesar de virtuais, são tão presentes!

 

 

 

– É ela que vai ganhar um ou uma baby!

 

Parabéns minhas queridas!

 

 

 

13
jun
10

fazendo as contas… europa, orçamento low cost mesmo!

ESTE BLOG MUDOU DE ENDEREÇO:

http://www.maladerodinhaenecessaire.com

Na sexta feira, tivemos nosso encontro no Cocoon. Fizemos de tudo, menos acertar as contas da viagem.  Então, ontem resolvi encarar a dura realidade. Que acabou, nem sendo tão dura assim!!! Eu sabia que não tinha dilapidado a fortuna da família, mas o total foi simplesmente ridículo.  Num post a parte, ou nos posts sobre cada cidade, vou  detalhar tudo. Mas dá para acreditar que para visitar 4 países da Europa, saindo de Londres e voltando, foi menos de 1.100 reais???? De passagens de avião (Easyjet e Ryanair) e os ônibus entre os aeroportos (na maioria, longe do centro) e as cidades que visitamos, foram exatos 510 reais.  Um pouco mais que uma passagem só de ida para São Paulo (aqui do lado).  E para 13 noites, 565 reais de hospedagem. Pode???

Ok. Para nós, que moramos no Brasil, tem a facada para cruzar o Atlântico. E antes, outra facada para chegar ao aeroporto, no caso do Rio de Janeiro, o Tom Jobim ( no site do aeroporto, é meio difícil encontrar a companhia de ônibus que faz a ligação com o centro da cidade, dão apenas o telefone. O que quer dizer que  a maioria usa mesmo o táxi, principalmente quem vem de fora). Enfim, não há termos de comparação.  Ao contrário, em todos os aeroportos que já pousei por lá, existe um transporte, seguro, econômico e confiável, entre o aeroporto (seja central ou afastado) e o centro da cidade, em questão, com lugar seguro para a bagagem, alguns com câmeras (para os mais desconfiados), tomarem conta de seus pertences.

Quanto às companhias low cost, pode parecer pegadinha, mas não é. Desde que se cumpra à risca o que está escrito no seu bilhete. No próximo post, falo mais sobre isso.

Até!

22
maio
10

entre flores e pessoas…

Hoje, num profundo clima de saudade e ansiedade, fui visitar um lugar que eu adoro. Quase não acreditei, quando cheguei a Southwark Cathedral, num clima super espiritual, e dei de cara com um piqnic coletivo no jardim da igreja! De cara encontrei uma azeitona e logo depois um @#$ ao curry… Um pouco mais adiante, pondo em  cheque toda a minha fé, uma familia de famintos devorava  hamburgueres  gigantes (que depois vim a saber, eram orgânicos,   quer dizer,  a vaca estava feliz quando foi morta).

Santa ingenuidade… nem me dei conta que era Sábado! E um sábado como o de hoje, sem uma nuvem no céu, fazendo carioca suar, fez com que eu e a torcida do Manchester saíssemos para passear.

Borought Market bombando!!! O povo caindo de boca na ostra, na empanada, comprando quilos de carne de avestruz, litros de vinho, mozzarella de búfala, doces feitos na fazenda, e eu ainda assim, fui lá no meu cantinho … e me conectei. Diga- se de passagem, que a catedral em si, estava vazia. O proprio padre estava fazendo uma boquinha.  Uma bela parceria, a catedral e o mercado! Acho que no final das contas, foi sempre assim, desde o início. Surgia uma catedral, por onde passavam os peregrinos e lógico, rolava um mercado.

Passado o susto do não era bem isso que vim fazer aqui, me empolguei e lamentei profundamente não ter trazido a câmera.  Entrei no  clima rapidinho e fui tomar suco orgânico, com um italiana generosa, que me pediu para fotografá-la e me convidou para a barraquinha animada. Falamos num inglês macarrônico- germãnico, pois a amiga dela era de Berlim.  Euzinha, me virei no celular mesmo. Mas não tenho foto desse intercâmbio….

01
maio
10

Quase tudo “nos conforme” para viajar!

ESTE BLOG MUDOU DE ENDEREÇO:

http://www.maladerodinhaenecessaire.com

Nem precisa dizer que estou completamente surtada! Estou com as turbinas a mil e sinto que posso levantar vôo sozinha, sem precisar da Air France. Exausta, com dor nas costas, mas feliz da vida. Passei a semana debruçada no computador, desenhando um roteiro que viraram sete, até conseguir um roteiro final e em conta. Tudo low cost, às vezes mais outras menos. Mas para isso, ao fazer a malinha, quase usei uma balança de cozinha.  Pesei a dita cuja, umas cinco vezes. Cheguei a tirar um tubinho de clolírio!

Desta vez foi mais difícil. Eu acostumada com frio mesmo. Um casacão, uma boa bota, luva e cachcol e por baixo duas mudas de roupa. Mas agora é primavera, mas ainda rola um friozinho. Então, fiz assim:

2 calças jeans ( ainda posso tirar uma! uma vai em mim)

2 calças térmicas (vão servir para esquentar e para dormir)

1 robe de chambre  (bem fininho e magrinho, para ficar à vontade depois de andar léguas)

1 blusa térmica

2 blusas (pretas para dias mais quentes)

1 casaquinho de malha fininha

2 pares de meia

2 pashiminas (ótimo para sair de tarde. se esfriar à noitinha vira xale, se colocar com casaco vira cachecol)

3 roupichas de baixo

1 toalha super absorvente de 50×50 ( alguns hostel cobram para alugar uma toalha)

1 par de havaianas (bonitinhas, sevem para tomar banho e passear se fizaer muito calor

Chupado no “espace bag” ficou assim:

Os carregadores (celular, câmera, net book) num estojinho preto.

Lenços demaquilantes/hidratantes

Mas como em algumas cias lowcost a gente só pode levar um volume (isso quer dizer que a sua bolsa tem caber dentro da sua malinha), testei com tudo dentro.

O grande problema é o netbook ( mas tembém é solução, nunca viajo sem ele!) Apesar de pequeninho, pesa 1 kilo e tal, mas a fonte. Mais de 10% do que a mala pode pesar (e do que é confortável carregar). E ainda tem o adaptador de tomadas!

Coisinhas miúdas, mas necessárias.  Todos os meus remédios de uso contínuo, e uma pequena farmacinha para o avião, caso o  vôo seja mais longo. Líquidos devidamente separados num ziplock, ( meu perfuminho – 30 ml, colírio, lipbalm, desodorante, remédio para dor em geral, um dormirol qualquer, gel para olheiras, primer antishine – ajuda na recuperação da cara de avião- lencinhos demaquilantes, etc).

Porta maquiagem, para dar um up de manhã, na hora de pousar e enfrentar a imigração. Celulares e a câmera.

Tudo dentro de um organizador de bolsa ( carteira, passaporte, Carte Navigo, Oister, caneta, dentro de  uma bolsa molenga, que eu possa embolar e entuchar na malinha.

Pronto. Nem Dalai lama é tão budista!

O porta notas vai “agarrado” na cintura.

Outra simplificada que eu dei, foi aquele monte de documentos e reservas que a gente tem que levar. Levava um arquivinho, tipo sanfona, para poder achar com facilidade.  Pois vou levar tudo num envelope (também ziplock) organizado por código de cores!! HHAHAHA! Mas fica muito mais magrinho!

Aí, eu dobro, deixo a cor para cima, e já sei que naquele bolinho, está …por exemplo:

Azul: passagens

Rosa (que meigo): documentos

Verde: Reservas de hotel, hostel, albergue ou muquifo.

Abóooobora: transporte entre o aeroporto (normalmente na casa do  ” ” ) e o centro da cidade em questão

e assim por diante.

I´m just a butterfly “lowcost” é claro!

13
fev
10

“a história de uma amizade especial”

Ontem em plena sexta de carnaval, com um calor desumano, tivemos nosso primeiro encontro do ano. Cheguei meio atrasada…Táxi é uma coisa rara nesses dias, e quando finalmente meu táxi chegou, depois de uma hora esperando, quase saí no tapa com uma mulher que queria roubar meu transporte. Ai que ódio!!!  A tal mulher portava uma enorrrrme fantasia. Imaginem euzinha, carregando uma forma de mousse de azeitona (já quase falecida) me engalfinhando com um esplendor cheio de plumas e paetês, tipo “A Rainha dos Mares Obscuros do Leste  depois do Tsunami”!

Após  um breve bate-boca e um duelo mousse de azeitona X plumas de cisne asiático, entrei no táxi (eu seria capaz de arrancar pluma por pluma por aquele táxi) e finalmente cheguei ao nosso tão esperado encontro! O encontro com meus amigos queridos.

É uma amizade dessas pouco prováveis. Pois eu já entrei nos 50 e eles estão em seus twentys.

Começou em 2006, quando, para fugir de uma possível e provável depressão, eu resolvi voltar a estudar francês.  Minha mãe tinha falecido em maio. Foram 5 anos indo e vindo de médicos e hospitais…Baqueei várias vezes mas não caí.

Mas depois de tudo, eu precisava me envolver com algo que me apaixonasse. Me prendesse a atenção. Decidi voltar a estudar francês.   Mas como recuperar 30 anos longe de Oui, Merci, Très bien…e volltar no mesmo ano em que eu parei aos 17 aninhos? Estudando. Comprei os livros e passei junho e julho inteiros mergulhada em verbos, passés composés, recordando vocabulários, vendo Tv 5  pela internet e lendo Le Monde diariamente. Sou meio compulsiva, então eu só pensava nisso. Estudei mointo!!! No final de julho, fiz o teste oral e pimba! Me colocaram no último período sem nem fazer teste escrito. Eu sou simplesmente o máximo!

Primeiro dia de aula e, eu me lembrei de quando eu era professora de alfabetização. Via meus alunos chegando com o material novinho em folha e os olhos arregalados, apavorados! Pois eu estava totalmente estranha no ninho, igualzinho a eles. “Cô cô tô fazendo aqui????

Foram chegando meus colegas de classe e eu me lembro de ter dito mentalmente: Gente! eu tô numa turma de Jardim de Infância!! E completei ainda mentalmente: Fui com a cara desse garoto! Sim porque todos eram garotos e garotas e eu, a coroa bolada no meio da galera.

Tínhamos um intervalo, o pause café. A turma era animada e eu me empolgo fácil.

Mas de alguma forma, fui ficando mais próxima daquele garoto, o Rafael. E  de uma outra mocinha chamada Thais e de outra chamada Mariana.

Mas sei lá porque, talvez porque librianos se atraiam e se compreendam, era mais ligada no rapaz…No Rafael. Que numa das inúmeras festas que rolavam na Aliança Francesa, me apresentou Clarice, que por coincidência era amiga do meu filho e estudava em outra turma. Nos adoramos à primeira vista.

Daí a turma cresceu e saíamos todos juntos para curtir um japa ou um vinho. Foi quando conheci a Ju (Juliana) na época, ainda namorada de Rafael. A garotada e euzinha…

Festa vai, encontro vem. Foi ficando muito bom nos encontrarmos. A turma  grande meio que desagregou, cada qual com suas prioridades. Thais foi morar em Huston (we have a problem!) Mariana tá sempre estudando ou viajando… Mas eu, o garoto Rafael,  Juliana,  agora  sua esposa e a mocinha Clarice, formamos o que se pode chamar de um grupo de queridos amigos verdadeiros.

Nos gostamos de verdade, pelo simples fato de gostarmos uns dos outros, nos importarmos uns com os outros e torcermos aluciandamente uns pelos outros. E o abraço abraçado Clarrrrice e eu, eu e Clarrice é uma delícia. Adooooro essa mocinha. E a Ju? Gente! Adoro ela!

Em outubro de 2008, Rafael casou com Juliana.

Um dos casamentos mais queridos que eu já testemunhei. Um casamento de verdade, do olhar do noivo pra noiva, das palavras que eles disseram… Daí, eles fizeram um lar, também de verdade. Que eu costumo chamar de cocoon.  Um ninho delicioso onde nos encontramos entre quiches e vinhos… ou para um chá quando a temperatura permite (somos todos calorentos).

Não importa o menu, a temperatura, o restaurante, o estado atual das contas bancárias…sentimos saudades e quando podemos, estamos juntos. A garotada e eu.

No cocoon, esse casal recebe os amigos. Volta e meia rola uma bagunça deliciosa.

Mas firme e forte messsssssmo, somos nos 4.

Fazemos muita força para nos encontrar. São zilhões de e-mails,  mensagens e smss, até todos poderem, mas o que queremos é estar juntos. Rimos muito, festejamos muito, conversamos muito. Fotos sempre, muitas fotos. A grande maioria, às gargalhadas. É muito bom estar junto. A gente acaba um encontro sempre querendo mais, achando que faltou falar sobre um monte de coisas.

Fazemos performances, dançamos, rimos de doer a barriga.

Mesmo quando o calor (que todos nós detestamos), faz a gente pingar enquanto se diverte!

Mas acaba tudo na piada!

São pessoas que iluminam a minha vida, que chegaram porque eu decidi não entrar num buraco e fui presenteada com amigos.

E eu, que não economizo emoção, AMO esses amigos.

Meus queridos Rafa, Ju e Clarrrrice!!! Que bom que vocês existem!




Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 9 outros seguidores

fevereiro 2018
S T Q Q S S D
« abr    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728  

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 9 outros seguidores

viagens
free counters

Atualizações Twitter

Anúncios

%d blogueiros gostam disto: